header print

Os Benefícios da Dança Para a Sua Saúde

 Dançar é muito bom. É uma forma de expressão e celebração, e ainda nos ajuda a aliviar o estresse do dia a dia. Quer você tenha feito ou não aulas de dança, ou se você é daquele tipo de pessoa que se considera com dois pés esquerdos, é fácil admitir que dançar causa uma sensação de bem-estar. E isso agora tem sido comprovado pela ciência, inclusive para proteger e fortalecer o cérebro.

 

 
A dança e o seu cérebro
A ciência e a medicina se esforçam constantemente nos estudos do envelhecimento cerebral e de como combater e prevenir doenças cerebrais relacionadas a esse processo, como demência e as doenças de Alzheimer e Parkinson. A dança demonstrou ter um impacto na saúde do cérebro, mas os cientistas descobriram que essa atividade, juntamente com o movimento coordenado e a resistência necessária, pode ser o melhor tipo de exercício para o seu cérebro por várias razões:
 
A ciência comprova: Dançar faz bem à saúde física e mental

1. Aprendizado constante
A doutora Kathrin Rehfeld realizou um estudo no Centro Alemão de Doenças Neurodegenerativas, no qual ela comparou vários grupos idosos que receberam rotinas de exercícios específicos por 18 meses. Alguns grupos receberam treinamento de resistência e flexibilidade, como caminhar ou andar de bicicleta, e um grupo recebeu aulas de dança semanais.

Todas as semanas, eles foram desafiados a algo novo, seja um novo gênero de dança, um novo passo ou uma nova rotina. Verificou-se que todos os grupos tiveram um aumento no centro do cérebro do hipocampo – uma área que é particularmente vulnerável às doenças degenerativas relacionadas à idade – embora o grupo de dança tenha experimentado uma diferença notável. Kathrin explicou que o aspecto mais desafiador para o grupo era recordar as rotinas sob a pressão do tempo e sem ajuda do instrutor.


2. Coordenação e equilíbrio
O equilíbrio e a coordenação podem ser difíceis e ficam ainda mais desafiantes à medida que envelhecemos. O desafio que vem com a idade é justamente manter o equilíbrio, e por isso muitas pessoas caem e se machucam, com risco de lesões graves. No entanto, dançar treina e melhora todas essas áreas: rotas, voltas, movimentos rápidos de lado a lado e para cima e para baixo treinam as áreas do cérebro e o ouvido interno para lidar com essas mudanças rápidas e movimentos mais afiados. Isso ajuda você a ficar menos atordoado com os movimentos cotidianos, como subir a escada ou levantar de uma cadeira.

Além disso, a dança também ajuda a fortalecer uma variedade de músculos nos pés, pernas e quadris, de modo que, se você perder o equilíbrio, não corre mais risco de cair. A dança ensina coordenação e memória muscular, então, se você a incluir na sua rotina, vai nutrir e desenvolver a conexão do músculo cerebral e os neurônios.

3. Melhora a memória
Todos nós gostaríamos de ter uma boa memória por toda a vida, mas sabemos que, à medida que envelhecemos, nossa capacidade de lembrar nomes, datas, lugares e fatos diminui. Mas a dança nos ajuda a conectar o mental (aprendendo novos passos e a ordem dos mesmos) com o físico (na verdade executando a rotina). Isso resulta na melhora da memória e no fortalecimento das conexões neuronais no cérebro.

A ciência comprova: Dançar faz bem à saúde física e mental
 

4. A música estimula atividades cerebrais
Cientistas e pesquisadores que estudam doenças neurodegenerativas sempre discutiram o profundo impacto que a música tem no cérebro, especialmente para aqueles que sofrem de declínio cognitivo. A dança não só oferece benefícios físicos, mas, como é acompanhada de música, ajuda a estimular os centros de recompensa cerebrais em combinação com o circuito sensorial e o motor, que são ativados quando você começa a dançar.

Além disso, estudos realizados sobre a doença de Parkinson descobriram que aqueles que praticavam e aprendiam a dançar melhoraram o equilíbrio e diminuíram as quedas, e também experimentaram uma taxa mais lenta de declínio motor, além de uma progressão geral mais lenta da doença.

5. Dança deixa as pessoas mais felizes
Seja qual for o estilo, a dança modifica o humor. Esta forma de exercício é fantástica para o coração, pulmões, músculos e articulações, e é uma maneira divertida de queimar calorias. Também ajuda a diminuir o estresse e nos aproximar das pessoas, quando estamos em uma festa, por exemplo.

Registre-se Gratuitamente
Você quis dizer:
Registre-se Gratuitamente
Você quis dizer: