header print

11 Alimentos Que Ajudam a Combater o AVC

 

O acidente vascular cerebral (AVC) é a terceira causa de morte mais comum em todo mundo. Para evitar que isso aconteça conosco, é preciso cuidar muito bem da saúde como forma de prevenção. Um dos fatores essenciais é praticar atividades físicas e ter uma alimentação leve e saudável. Muitos estudos apontam que alguns alimentos básicos podem ajudar a reduzir as chances de AVC em 30% ou até mais.  

Portanto, é importante que você conheça esses 11 alimentos que não só melhorarão sua qualidade de vida, mas também aumentarão suas chances de desfrutar de uma vida saudável ao longo do tempo. 

 
11 Alimentos que podem evitar o AVC
1. Cenouras 
De acordo com um estudo de 2008 na Universidade Harvard (Estados Unidos), comer cinco cenouras durante a semana pode reduzir o risco de AVC em até 50%. Embora esses números levantem uma pequena dúvida, esses benefícios saudáveis das cenouras não podem ser ignorados. Este vegetal é rico em antioxidantes que impedem a formação de coágulos de sangue e promove uma melhoria no fluxo sanguíneo, e dessa forma reduz as chances de acidentes vasculares cerebrais. 
 

2. Couve-de-bruxelas 
As couves-de-bruxelas são ricas em potássio e ácido fólico, nutrientes essenciais que previnem o acúmulo de gordura nas artérias e ajudam a remover as toxinas no organismo pela urina. Além disso, são ricas em fibras, o que ajuda a reduzir os níveis de colesterol no sangue, bem como AVC e doenças cardiovasculares. Uma xícara de couve-de-bruxelas contém 3,3 gramas de fibra, que é cerca de 13% da ingestão diária recomendada, portanto, você tem motivos de sobra para incluir esse pequeno vegetal na sua alimentação. Se você não sabe como prepará-la, clique aqui para ver uma ótima receita com este ingrediente.
11 Alimentos que podem evitar o AVC

3. Tomates 
Os tomates são uma excelente fonte natural de antioxidantes, como o licopeno, que pode prevenir acidentes vasculares cerebrais devido à sua capacidade de reduzir a pressão sanguínea e melhorar a circulação no corpo. Além disso, os antioxidantes encontrados nos tomates, bem como em outras frutas e vegetais vermelhos, ajudam a prevenir o acúmulo de placa nas artérias, inclusive gordura e glóbulos brancos. Um estudo finlandês feito com 1.031 homens com idade entre 46 e 55 anos comprovou que os indivíduos que tinham níveis mais altos de licopeno no organismo reduziram suas chances de um acidente vascular cerebral isquêmico em até 55%. Portanto, comece a adicionar algumas fatias de tomate nas suas refeições e sanduíches. E que tal plantá-los em casa? É mais fácil do que você imagina. Veja clicando aqui.

 

4. Sardinha em óleo 
Consumir peixes gordurosos duas vezes por semana é ótimo para a saúde, pois são uma fonte natural de gorduras saudáveis, cálcio e vitamina D. Os ácidos graxos ômega-3 melhoram o fluxo sanguíneo no organismo e impedem a formação de coágulos. Além disso, os óleos desses peixes podem ajudar a diminuir os níveis de triglicerídeos, pois as reservas de gordura corporal geralmente contêm glicerídeos desse tipo. Apenas um aviso importante: se você abriu a lata de sardinha, mas não a consumiu totalmente, não deixe o restante na lata. Transfira para um recipiente de vidro com tampa.

11 Alimentos que podem evitar o AVC

5. Melões e melancias 
Os melões e as melancias contêm uma alta quantidade de água e são ricos em minerais e antioxidantes. Além disso, essas frutas têm baixo teor de sódio, tornando-as alimentos perfeitos para reduzir os níveis de colesterol e prevenir a aterosclerose. Além disso, os carotenoides contidos nestas frutas impedem o endurecimento das paredes da artéria e das veias, ajudando a reduzir a pressão arterial, bem como as chances de ter um ataque cardíaco, acidente vascular cerebral e coagulação do sangue. 

6. Chá verde 
Um dos melhores hábitos que você pode adotar é tomar chá verde todos os dias. É uma rica fonte natural riquíssima em polifenóis e antioxidantes, bem como compostos essenciais que ajudam a reduzir os níveis de colesterol no organismo e também a fortalecer o sistema cognitivo. Além disso, pesquisadores descobriram que pessoas que bebiam quatro xícaras de chá verde por dia reduziram o risco de acidente vascular cerebral em cerca de 20%. No entanto, esse estudo realizado no Japão não indica que apenas tomar chá verde é a solução, pois ignorou fatores como genética e diferenças culturais e ambientais, que são bem diferentes do Brasil. Também é importante ressaltar que é essencial tomar o chá 20-30 minutos após uma refeição. 

11 Alimentos que podem evitar o AVC

7. Aveia 
Se você tem o hábito de consumir aveia logo pela manhã, saiba que está fazendo muito bem! Esse alimento cheio de benefícios ajuda a baixar os níveis de açúcar no sangue e controla os níveis de colesterol ruim no organismo. Além disso, também ajuda a reduzir o estresse, pois fornece nutrientes vitais ao cérebro, como ferro e zinco. Clique aqui para saber mais sobre os benefícios da aveia. 

8. Azeite de oliva extra virgem 
Um estudo publicado pelo periódico científico New England Journal of Medicine mostra que, caso você seja propenso a ter um ataque cardíaco ou AVC, o consumo regular de azeite extra virgem pode reduzir esses riscos em cerca de 30%. E tem mais: em 2011, a revista Neurology publicou detalhes de um estudo na França, iniciado por pesquisadores que coletaram informações de registros médicos de 7.625 pessoas com mais de 65 anos de três cidades diferentes, analisando o histórico de acidente vascular cerebral. 

Os indivíduos foram divididos em três grupos, com base no consumo de azeite extra virgem. Cinco anos depois, 148 pessoas tiveram acidente vascular cerebral. Os resultados mostraram que aqueles que persistiam no uso de azeite extra virgem, seja para cozinhar ou temperar, tiveram 41% menos chance de sofrer um acidente vascular cerebral do que aqueles que não usavam o azeite de verdade no dia a dia. No entanto, é importante ressaltar que esses resultados foram confirmados após a consideração de outros fatores, como peso corporal, dieta, exercício e outros fatores de risco. 

11 Alimentos que podem evitar o AVC

9. Produtos lácteos com baixo teor de gordura 
Um estudo sueco, realizado em 2012, provou que a substituição de produtos lácteos tradicionais por outros com baixo teor de gordura poderia reduzir o risco de acidente vascular cerebral. Os pesquisadores examinaram os hábitos alimentares de 75 mil homens e mulheres entre 45 e 83 anos por mais de uma década, e descobriram que os indivíduos que consumiram leite com baixo teor de gordura reduziram o risco de AVC em 12% em comparação com aqueles que consumiam produtos lácteos mais gordurosos. "A pressão alta é uma das causas significativas de acidente vascular cerebral, e os produtos lácteos com baixo teor de gordura ajudam a reduzir a pressão arterial", diz Susanna Larson, professora assistente de epidemiologia nutricional em Estocolmo. E ressalta: "Esses produtos podem reduzir o risco de AVC através da vitamina D". Por último, ela acrescenta que outros estudos mostraram que uma ingestão adequada de vitamina D pode ajudar a prevenir o desenvolvimento de pressão alta. 

10. Leguminosas 
As boas leguminosas não são apenas boas para o coração, mas também para o cérebro, porque são ricas em ácido fólico, o que reduz o risco de acidente vascular cerebral. Como evidência, um estudo de 20 anos feito com cerca de 10 mil adultos demonstrou que aqueles que consumiram uma quantidade adequada de ácido fólico reduziram as chances de ter um AVC em cerca de 20%. 

11 Alimentos que podem evitar o AVC

11. Frutas e vegetais ricos em potássio 
Vários estudos sugerem que uma dieta com baixo teor de potássio (menos de 1,5 gramas por dia) aumenta o risco de AVC em 28%. Além disso, verificou-se que os participantes que comeram nove porções diárias de frutas e vegetais ricos em potássio, como batatas, ameixas, uvas-passas e bananas, reduziram suas chances de ter um acidente vascular cerebral em 38% em comparação com aqueles que consumiam apenas quatro porções dia. 

Para finalizar... 
Embora os alimentos mencionados anteriormente possam ajudar a reduzir o risco de AVC em cerca de 20-50 por cento, também é preciso levar esses fatores em consideração: 

  • Dormir o suficiente (e dormir bem) - Pesquisadores da Universidade do Alabama, nos Estados Unidos, encontraram uma ligação forte e direta entre o sono com duração inferior a 6 horas a uma maior incidência de sintomas de acidente vascular encefálico entre pessoas com 45 anos ou mais. 
  • Monitoramento da pressão arterial - De acordo com outro estudo realizado nos Estados Unidos, a pressão alta aumenta o risco de acidentes vasculares cerebrais em cerca de 80% dos jovens, mas muitas pessoas com essa condição não estão conscientes de que têm esse problema. Portanto, é importante monitorar a pressão arterial e o colesterol regularmente após a puberdade. 
  • Vacinação contra a gripe - A vacina contra a gripe pode reduzir o risco de AVC e ataque cardíaco em 50%, independentemente do histórico médico. No entanto, nenhuma associação significativa ainda foi encontrada para explicar a alta capacidade de proteção desta vacina, mas os pesquisadores acreditam que a vacina reduz o risco de desenvolver infecções cardiovasculares. 
  • Alimentação variada e equilibrada - Uma boa alimentação deve ser ampla, variada e colorida. Tenha criatividade ao preparar as refeições. Além dos alimentos acima mencionados, há uma ampla gama de outras coisas saudáveis que você pode incluir no seu dia a dia.  
  • Controle do estresse - É importante aprender a controlar as situações estressantes do cotidiano, e você pode fazer isso facilmente com estas 20 dicas
  • Manter o cérebro sempre ativo - Implemente métodos e conselhos que o ajudem a manter o poder cerebral, como esses exercícios.
Registre-se Gratuitamente
Você quis dizer:
Clique aqui "Registre-se", para concordar com os Termos e a Política de Privacidade
Registre-se Gratuitamente
Você quis dizer:
Clique aqui "Registre-se", para concordar com os Termos e a Política de Privacidade