maavaron
Você está sendo transferido para a página solicitada...
header print

15 Exames Médicos Que Você Deve Fazer Após os 50 Anos

Não há como fugir: quando chegamos aos 50 anos, é preciso realizar uma série de exames para manter a saúde em dia. Pode parecer exagero, mas na verdade é uma forma de prevenção para evitarmos problemas posteriores. Se você não sabe quais exames periódicos são importantes para essa faixa etária, selecionamos os principais para você. Confira.

 
 

Exame Médico Anual de Rotina

Se você vai consultar um clínico geral ou ginecologista, por exemplo, ou mesmo o médico da família para um checkup de rotina, é importante saber de antemão quais exames você precisa realizar. Esses exames de rotina levam tempo, por isso agende-os com antecedência e pontue que quer realizar um checkup completo. Se for consultar o clínico geral, peça por um exame completo com uma atenção extra para diagnosticar algo mais sério, como câncer ou doenças cardíacas. Em casos específicos, procure o ginecologista para exames ginecológicos e assim por diante.
 

Os exames descritos abaixo são os mais eficientes para analisar sua saúde em geral:

 

1. Exame Médico Geral

Este exame inclui um histórico detalhado sobre a saúde e a de sua família. É um exame dos pés à cabeça, que inclui pele, olhos, ouvidos, nariz, garganta, sistema linfático, região do peito, seios, abdômen, reto e extremidades (dedos dos pés e das mãos).

 

2. Medição da Cintura

Quem tem a circunferência da cintura muito larga corre o risco de sofrer de síndrome metabólica, que desencadeia uma série de problemas como pressão alta, alto nível de açúcar no sangue, colesterol desordenado e altos níveis de triglicérides. Estes por sua vez podem causar doenças cardíacas, infarto e diabetes. No caso de mulheres, a cintura larga pode indicar surgimento de câncer de mama e de útero.
 

3. Índice de Massa Corporal (IMC)

O seu IMC também pode indicar futuros problemas de saúde. No entanto, a medição da sua cintura e a forma do corpo são mais precisos para isso.
 

4. Pressão

Se você chegou aos 50 anos, precisa checar sua pressão com frequência. Segundo orientações médicas, pessoas com diabetes devem ter a pressão em torno de 120/80 (12 por 8).
 
 

5. Exame pélvico

Grande parte das consultas ao ginecologista envolvem o exame pélvico. Se visitar o médico da família, peça para que ele faça. É muito importante, pois determina a condição do útero, ovários e cérvix uterino. Peça também um exame retal e de fezes, para verificar se há presença de sangue, além de papanicolau. Caso seja diagnosticada com HPV, é preciso fazer um tratamento, pois acredita-se que esta doença, se não tratada, pode desencadear outros problemas, como câncer cervical. Você também pode pedir exames extras de sangue.
 

6. Exame de sangue

Um exame de sangue detalhado tem muitas informações sobre a sua saúde. Se você chegou aos 50 é muito importante fazê-los, pois indicam se há algo de errado no fígado, tireoide, nos níveis de colesterol e açúcar, entre outros. Esses são os principais:

  • Hemograma: Indica o número, o tamanho e a forma de diferentes células sanguíneas. Você pode pedi-lo como parte de um exame médico completo, principalmente antes de realizar alguma cirurgia.
  • Proteína C-reativa: Mulheres com cintura que meçam em torno de ou mais de 90 centímetros devem realizar este exame, pois indica se há riscos de doenças cardíacas.
 

7. Painel Metabólico Básico

Esta é uma bateria de exames que mostram como está o nível de químicas do sangue. Os principais são:

Glucose: Determina se você tem ou corre o risco de ter diabetes. O nível de glucose até 100 é normal, mas entre 100 e 125 indica anomalia da tolerância à glucose, o que pode causar diabetes.

Nitrogênio e cloreto da ureia: Mostra como está o funcionamento dos rins.

Sódio, potássio e cloreto: Mostra como está o nível de sal e eletrólitos no organismo. É muito importante para quem toma medicamentos diuréticos para hipertensão ou problemas cardíacos.

Ácido úrico: Mostra a "sujeira" do sangue e a produção de tóxicos. Se estiver alto, indica problemas no fígado ou nos rins.

Albumina: É uma proteína produzida pelo fígado; se estiver baixa, indica problemas neste órgão e também nos rins.

Globulina: É uma proteína produzida pelo sistema de imunidade. Se estiver alto, indica inflamação crônica, infecção ou problemas no sangue, como mieloma múltiplo, um tipo de tumor maligno.

Cálcio: Um componente muito importante do sangue que ajuda as células a trabalhar normalmente, mas, caso esteja alto, pode indicar hipotireoidismo, baixa densidade óssea e problemas nos rins.

Transaminase glutâmico-oxalacética (TGO) e Glutamato oxalacetato transaminase: Determina a quantidade de enzimas (proteínas) produzidas pelo fígado, além da quantidade de células vermelhas.

Lactato desidrogenase: Esta enzima é produzida por diversas células do corpo. Se estiverem altas, o médico pode pedir exames extras para verificar a presença de algum tumor.

Bilirrubina: Trata-se daquela substância amarela produzida pela bile. Em altos níveis, pode indicar problemas no intestino, cálculo biliar ou doenças no fígado.

Gamaglutamiltransferase (GGT): É uma enzima produzida pelo fígado. Obesidade álcool em excesso são fatores que podem aumentá-la, indicando problemas no fígado.

Fosfatase alcalina: Esta é uma enzima produzida pelos ossos e fígado. O exame de gamaglutamiltransferase pode indicar o porquê dos altos níveis de fosfatase. Ambos os exames indicam problemas no fígado.
 

8. Gorduras e lipídios

Os níveis de gordura e lipídios indicam se há alguma doença no sistema cardíaco. Seu médico pode pedir pelos seguintes exames:

Colesterol total: Determina o nível de LDL (o colesterol ruim) e o HDL (bom). Colesterol alto pode causar problemas cardíacos, e o nível não deve passar de 200.

Lipoproteínas de Alta Densidade (HDL): HDL é a sigla em inglês para High Density Lipoprotein, e é o colesterol bom, que deve ter o mínimo de 30 por cento no número total, e 40 no caso dos homens. Em alguns casos, mesmo o nível de 50 pode ser normal em mulheres.

Lipoproteínas de Baixa Densidade (LDL): LDL é a sigla em inglês para Low Density Lipoprotein, o temido mau colesterol que pode causar sérios problemas, como risco de infarto e outras doenças cardíacas. Se o seu LDL estiver alto, acima de 100, terá que fazer um tratamento que inclui dietas e mudanças de hábito.

Triglicérides: Determina a quantidade de gordura no organismo. Seu triglicérides pode subir após uma refeição, mas altos níveis no exame indicam um sinal de diabetes. A quantidade deve ser abaixo de 150.
 

9. Tireoide

Mulheres acima de 50 anos devem verificar o funcionamento da tireoide. O exame mede o nível de tiroxina T3 e T4, dois hormônios produzidos por esta glândula que regulam o metabolismo. Se estiverem baixos, aumenta o hormônio estimulante da tireoide, e se estiverem baixos, este hormônio cai. Em alguns casos, trata-se de uma glândula de difícil tratamento, por isso este exame é fundamental. Aproveite e clique aqui para conhecer os 8 sinais de que você tem hipotireoidismo.

 
 

10. Densidade óssea

Um raio-x ou uma absorciometria podem identificar a sua densidade óssea. Se estiver baixa, são maiores os riscos de fratura. O exame mostra o índice T, que compara a saúde óssea com uma pessoa de 35 anos. Se estiver no nível de -1 e -2,5, indica que há poucos minerais, ou osteopenia, quando há redução da trama proteica do osso. Abaixo de -2,5 pode indicar osteoporose e ossos muito frágeis.

 

11. Mamografia

Este é um tipo de raio-x que faz uma varredura no seio e procura qualquer tipo de tumor. O ideal é realizar uma semana após o período menstrual, quando os seios estão mais sensíveis. Mulheres acima de 50 anos devem realizá-lo anualmente, enquanto pacientes com alto risco de câncer devem realizar a mamografia digital e ressonância magnética.

12. Exame de Câncer Colorretal

Se você chegou aos 50, converse com seu médico sobre este exame, principalmente se tiver na família algum caso de câncer de cólon, ovário, próstata, endometrial ou pólipos. O ideal é realizar este exame acompanhado de exame de fezes. Dependendo do histórico familiar, o ideal é realizar uma colonoscopia se já atingiu os 50 anos, realizando-os em um intervalo de cinco anos.
 

13. Dentes

Visitar o dentista com frequência é importante, mas acima dos 50 anos é fundamental. Faça isso a cada seis meses para verificar a saúde dos dentes, gengiva e da boca em geral para verificar se há alguma inflamação ou infecção, que podem causar doenças cardíacas, diabetes e problemas de metabolismo, principalmente para que tem a circunferência da cintura acima de 90 centímetros.
 

14. Vista

Checar a saúde dos olhos com frequência pode determinar se você corre o risco de ter catarata ou até mesmo glaucoma. Quem tem diabetes ou problemas de metabolismo deve visitar o oftalmologista com mais frequência. Verificar a saúde da retina também é importante.
 

15. Exame de Pele

Seu médico ou dermatologista deve examinar sua pele por completo, dos pés à cabeça, para verificar se há risco de melanoma e câncer de pele devido à exposição ao sol.
 

16. Eletrocardiograma

Este excelente exame verifica como está o funcionamento do seu coração, e é fundamental realizá-lo após os 50 anos, principalmente se há risco de doenças cardíacas ou já tenha tido algum caso na família. Peça a versão impressa do exame ao seu médico e tenha sempre contigo em caso de emergências, pois o médico que o examinará saberá como tratar do problema caso isso aconteça.

 

17. Próstata

Homens que chegaram aos 50 anos devem realizar exames de próstata com certa frequência para verificar o risco de câncer, principalmente se tiver algum caso na família.
 

Resumindo

Se você tem entre 50 e 60 anos, está com a saúde em dia se:

  • a medida da cintura não ultrapassa 90 centímetros;
  • a pressão está em 120/80 (12 por 8);
  • o colesterol LDL está abaixo de 100 e o HDL acima de 50, e triglicérides acima de 150;
  • a glucose está abaixo de 100;
  • você dorme 7 a 8 horas por noite;
  • não fuma;
  • não se estressa com frequência;
  • toma uma taça de vinho tinto por dia (moderadamente);
  • e faz exercícios físicos ao menos 30 minutos ou mais por dia.
 
Fonte: today.com
Registre-se Gratuitamente
Você quis dizer:
Registre-se Gratuitamente
Você quis dizer:
App Logo
Nosso app é fácil!