header print

Os Segredos Para Diminuir Chances de Ter Ataque Cardíaco

 Quando se trata de doenças cardíacas, os franceses, japoneses e coreanos têm as taxas mais baixas do mundo. Os seguintes hábitos saudáveis adotados por esses países podem ajudar a diminuir as chances de ter ataques cardíacos e prolongar sua vida.
 
1. Eles comem porções menores
ataque cardíaco

Devido à natureza do seu dia de trabalho, comer demais é um problema a menos na cultura japonesa. Ter que fazer longas viagens para trabalhar e voltar para casa, significa refeições em movimento e em porções menores. O tamanho da porção é algo que está enraizado na cultura japonesa. Depois de uma boa refeição, os japoneses gostam de dizer “Hara Hachi Bu”, que significa “coma até que você esteja 80% satisfeito”. Comer mais que isso, deixa a pessoa desconfortável e se sentindo cheia.

2. Eles comem alimentos fermentados

Nenhuma refeição coreana está completa sem um acompanhamento de kimchi. Esta ‘mania’ de comer alimentos fermentados foi elogiada por especialistas em nutrição, pois ajudam a reduzir a inflamação, melhorar a imunidade, eliminar excesso de peso, melhorar a digestão e a saúde intestinal, e até reduzir o risco de doença cardíaca.

 


3. Eles bebem chá verde em vez de café

O chá verde é cheio de antioxidantes que podem diminuir a pressão arterial e o colesterol. Enquanto a maioria dos brasileiros toma café quase que por instinto, os japoneses optam pelo chá verde. Vários estudos mostraram que os antioxidantes presentes nos chás verdes, especialmente os flavonoides, melhoram a função endotelial - reduzindo o risco de artérias obstruídas e, consequentemente, protegem o coração.

4. Comem bastante peixe
ataque cardíaco

Não é segredo que o peixe faz bem à saúde, mas integrá-lo em sua dieta diária do jeito que os japoneses e os coreanos fazem, ajuda a prolongar nossos dias. O segredo não está na proteína do peixe e na vitamina D, mas nos ácidos graxos ômega-3. A explicação número 1 da boa saúde do coração no Japão e na Coreia é o maior consumo de peixes ricos em ácidos graxos ômega-3, como EPA e DHA.

5. Eles não passam muito tempo sentados

A TV é muito menos predominante na cultura francesa e japonesa, o que contribui significativamente para as baixas taxas de mortalidade. As estatísticas ajudam a apoiar esse fato: em uma pesquisa fitness do Canadá, aqueles que passavam a maior parte do dia sem se sentar, tiveram uma taxa de mortalidade 33% menor do que aqueles que ficavam sentados. Outro estudo mostrou que cada hora que você passa em frente à televisão depois dos 25 anos, 21,8 minutos são reduzidos da sua vida.

6. Consomem vinho tinto

Ao fazer um passeio por Paris, você certamente verá um parisiense saboreando uma boa taça de vinho. Ainda assim, a população francesa é muito mais saudável em comparação a outras nações obcecadas por saúde. Esse estranho paradoxo confundiu os pesquisadores por muito tempo. O motivo exato da baixa taxa de problemas cardíacos do país não está claro, mas os pesquisadores acreditam que a ingestão de vinho tinto contribui significativamente para uma dieta inteligente para o coração.

7. Eles fazem caminhadas

As pessoas mais experientes do mundo não estão obcecadas em puxar ferro na academia para exibir seus músculos. Em vez disso, elas buscam ambientes que incentivam e apoiam a atividade física para melhorar a saúde. Por exemplo, na França, na Coreia e no Japão, dirigir é menos comum. As pessoas preferem caminhar, pedalar ou usar o transporte público.

8. Comem menos carne vermelha
ataque cardíaco

Cortar a carne vermelha e derivados da sua dieta pode reduzir o risco de doença cardíaca. Os japoneses tendem a comer menos carne do que as pessoas nas nações ocidentais. Eles conseguem suas proteínas a partir de carnes magras, o que contribui para um menor colesterol e um menor risco de doença cardíaca coronariana.

9. Eles controlam o peso

O Japão e a Coreia do Sul têm as taxas de obesidade mais baixas do mundo. Como a Associação Americana do Coração aponta, as pessoas com excesso de peso são 32% mais propensas a desenvolver doenças cardiovasculares em sua vida em comparação com pessoas com peso normal.

10. Eles fumam menos

Todos nós temos estilos de vida diferentes, mas um coração com problemas pode ser um sinal de que você está fumando demais. Muitas pessoas apontam a decrescente taxa de tabagismo do Japão como uma explicação para o aumento da expectativa de vida.

11. Eles mantêm relações sociais estreitas

Quer aumentar seu tempo de vida? Este pode ser o jeito mais fácil de todos: mantenha seus amigos por perto. As pessoas mais experientes do mundo escolheram - ou nasceram – em círculos sociais que apoiam comportamentos saudáveis. Pesquisas dos Estudos de Framingham mostram que a obesidade, o tabagismo, a felicidade e a solidão são contagiosos. Assim, os relacionamentos sociais de longa duração têm moldado favoravelmente seus estados de saúde.
 

Fonte: rd
Imagens: depositphotos 

Registre-se Gratuitamente
Você quis dizer:
Clique aqui "Registre-se", para concordar com os Termos e a Política de Privacidade
Registre-se Gratuitamente
Você quis dizer:
Clique aqui "Registre-se", para concordar com os Termos e a Política de Privacidade