header print

10 Alimentos Que Prejudicam o Metabolismo

 O termo "taxa metabólica" descreve como o corpo processa alimentos usando-o para seus vários propósitos. Quando a nossa taxa metabólica aumenta, experimentamos perda de peso, menos fadiga e geralmente desfrutamos de melhor saúde. No entanto, à medida que nossa taxa metabólica diminui, o ganho de peso pode ser um efeito colateral.

Muitas vezes isso ocorre porque nós comemos alimentos que afetam negativamente a taxa metabólica em nossos corpos, interrompendo muitos de seus processos, incluindo a manutenção de um peso normal. Os alimentos abaixo podem ser os culpados, e você deve evitá-los se quiser ‘andar na linha’, especialmente se você está tentando perder peso.

 
metabolismo

1. Maçãs

Você deve ter ficado surpreso com o primeiro item da lista, pois todos sabemos que as maçãs são frutas saudáveis, mas seu efeito negativo sobre a taxa metabólica basal vem do que é adicionado a ela. Neste caso, são antifúngicos que penetram nas maçãs e perturbam a taxa metabólica no corpo após serem digeridas.

Em um estudo publicado em 2012, os pesquisadores descobriram que os medicamentos antifúngicos faziam com que os ratos aumentassem de peso, concluindo que o mesmo problema também poderia ocorrer em seres humanos. Hoje, há muitos pesticidas naturais usados para pulverizar campos, e é recomendado que você compre maçãs e outras frutas e vegetais orgânicos. Caso contrário, lave suas maçãs muito bem, descascando-as, se necessário.

2. Óleo de canola

Os óleos vegetais, especialmente o óleo de canola, contêm altas quantidades de ácidos graxos ômega-6, que são essenciais para o corpo, mas o consumo excessivo pode prejudicar sua taxa metabólica. No passado, as dietas ocidentais tinham sido relativamente equilibradas em termos de quantidades de ácido graxo consumido. Mas, devido ao aumento da demanda por produtos processados, o consumo de ômega-6 aumentou, levando a um metabolismo lento. Além disso, um excesso de ácidos graxos ômega-6 no corpo provoca resistência à insulina, fazendo com que mais carboidratos virem gorduras que se acumulam no corpo, causando obesidade e problemas de saúde.

metabolismo

3. Alimentos que contenham farinha de trigo

Não há nada como um pão quentinho ou uma fatia de bolo pela manhã, mas isso é simplesmente uma maneira nada boa de começar o dia. Esses doces e assados são preparados com farinha de trigo, que é, na verdade, farinha de trigo integral, porém todos os seus componentes essenciais, como a fibra dietética, são removidos devido ao processo de refinamento. O que resta no final é a farinha branca, que tem pouquíssimo valor nutricional e alto índice glicêmico. Isso leva à resistência à insulina e, como o óleo de canola, causa o acúmulo de gorduras no corpo.

 

4. Laticínios

Muitas pessoas sofrem de intolerância à lactose e nem estão conscientes dos efeitos que este problema tem em seus corpos. A proteína de caseína e o açúcar de lactose presentes em produtos lácteos causam processos inflamatórios no corpo, resultando em "inchaço" e acumulação de fluidos que se parecem com ganho de peso. Essas infecções também causam irregularidades no metabolismo, deixando muitas pessoas frustradas por não poderem perder peso.

Para testar se você é sensível à lactose, substitua o leite por uma alternativa, como leite de amêndoa, por exemplo, e examine o efeito da mudança em seu corpo. Se você passar a se sentir mais confortável e experimentar a perda de peso, a intolerância à lactose pode ser o grande vilão. Para examinar minuciosamente o assunto, recomenda-se consultar um médico para confirmação adicional. 

metabolismo

5. Açúcar

À medida que os anos passam, os pesquisadores estão encontrando cada vez mais fenômenos físicos negativos causados pelo excesso do consumo de açúcar, especialmente o açúcar branco refinado. Tal como acontece com a intolerância à lactose, o consumo de açúcar provoca a formação de processos inflamatórios prejudiciais no corpo que perturbam a taxa metabólica e causam inchaço.

Além disso, o corpo não digere muito bem esses açúcares, e o que sobra é prejudicial, além de um metabolismo defeituoso. De acordo com a Organização Mundial de Saúde, precisamos consumir entre 25 a 36 gramas de açúcar por dia, mas a maioria de nós come várias vezes mais do que esse valor recomendado. Hoje existem alternativas naturais ao açúcar que podem ser consumidas com diferentes alimentos, e você também pode acalmar o desejo de doces com barras de frutas que fornecem o corpo com fibras, fazendo você se sentir satisfeito.

6. Bebidas dietéticas

Nossa taxa metabólica diminui a cada ano que passa, o que nos faz ganhar peso, mesmo que não alteremos nossas dietas. Nesses casos, muitas pessoas se voltam para bebidas gastronômicas e dietéticas que substituem as bebidas com alto teor de açúcar para eliminar algumas calorias da dieta diária. Apesar da promessa dessas bebidas, seu efeito é completamente contrário ao seu objetivo, que é manter ou perder peso.

De acordo com um estudo publicado na revista científica Nature, o consumo de bebidas dietéticas interrompe o equilíbrio das bactérias no estômago e leva a um salto nos níveis de açúcar no sangue e um risco aumentado de desenvolver diabetes tipo 2. Em vez de substituir bebidas açucaradas por bebidas dietéticas, a água é a melhor alternativa e também preenche o corpo e contribui para uma sensação de saciedade natural, sem que sejam adicionados componentes nocivos.

metabolismo

7. Alimentos congelados com poucas calorias

No mundo de hoje, nem sempre temos tempo suficiente para preparar refeições durante o dia, muitos de nós compram refeições congeladas que podem ser aquecidas e consumidas imediatamente. Além dos conservantes prejudiciais nestas refeições, aqueles que são rotulados como "baixos em calorias" podem prejudicá-lo. Como as bebidas dietéticas, as refeições com baixas calorias são prejudiciais ao metabolismo devido à sua composição e ao menor teor de calorias.

Isso ocorre porque uma vez que nosso corpo não consome a quantidade de alimentos e calorias que ele precisa, ele automaticamente desacelera a taxa metabólica para manter o peso corporal, levando a uma desaceleração ou aumento de peso. Além disso, essas refeições geralmente contêm muito sódio, que causa retenção de líquidos, bem como pouca fibra para que o alimento não seja digerido de forma eficiente e o metabolismo se apague.

8. Alimentos com poucas proteínas

Uma dieta com poucas proteínas não é benéfica para o seu corpo, pois precisamos desses componentes essenciais para que o organismo funcione corretamente. As proteínas são os blocos de construção de nossos corpos e, sem elas, a taxa metabólica, a favor de diferentes sistemas, se concentra na criação de um "reservatório de água de emergência" para ser usado pelo corpo quando necessário. Portanto, é importante consumir cerca de 20-30 gramas de proteína em cada refeição para manter um metabolismo normal, o que não é possível com dietas ricas em proteínas que apenas prejudicam nossos corpos.

metabolismo

9. Álcool

O consumo moderado de álcool é benéfico para o corpo em uma variedade de maneiras surpreendentes, mas, como em muitas outras coisas, o excesso de bebidas alcoólicas é prejudicial ao corpo. O consumo excessivo de álcool prejudica e irrita as paredes do sistema digestivo, interferindo assim na capacidade de absorver nutrientes, vitaminas e minerais. Como resultado, nosso corpo não obtém os componentes vitais que ele precisa dos alimentos diferentes, mas, em vez disso, ele entra em um estado de desequilíbrio a longo prazo que pode prejudicá-lo.

10. Sal marinho

O sal do mar tornou-se um substituto popular para o sal comum e muitos usam para temperar alimentos. Embora este sal único seja um suplemento saudável e um bom substituto para o sal regular, ocasionalmente também pode causar danos. Ao contrário do sal normal, o sal do mar não contém iodo, o que é necessário para a atividade normal da tireoide, que regula, entre outras coisas, a taxa metabólica.

Quando você não consome iodo suficiente porque usa sal marinho, a glândula tireoide está fora de equilíbrio e, portanto, tudo pelo qual ela é responsável. Para evitar isso, você pode substituir o sal comum pelo sal do mar de vez em quando, mas não remova completamente o sal comum da dieta. Caso contrário, você precisará certificar-se de que você consuma este mineral essencial de outras maneiras.
 

Registre-se Gratuitamente
Você quis dizer:
Clique aqui "Registre-se", para concordar com os Termos e a Política de Privacidade
Registre-se Gratuitamente
Você quis dizer:
Clique aqui "Registre-se", para concordar com os Termos e a Política de Privacidade