header print

Estudos Comprovam Que Remédios Para Azia Podem Causar Câncer

 

Azia e refluxo são alguns dos problemas digestivos mais comuns entre as pessoas, e um dos medicamentos mais usados para isso é o Omeprazol, que nem precisa de prescrição médica. E se você faz uso desse remédio, aqui vai uma notícia preocupante: um estudo realizado em 2017 pelo Departamento de Medicina de Hong Kong em parceira com a Escola de Farmácia da Universidade de Londres comprovou que o Omeprazol pode colocar a vida das pessoas em risco.

Este “simples” remédio pode aumentar o risco de câncer no estômago em até 250%, e o risco aumenta ainda mais para aqueles que o consomem por um período mais prolongado de tempo. Por isso, se você tem azia e refluxo, tente encontrar outras formas de tratar este problema, seja de forma natural ou conversando com um bom médico.

 
uso de remédios como omeprazol dobra risco de câncer de estômago

Azia - como ocorre?
Normalmente, quando comemos, o estômago retém os sucos ácidos que separam a comida e começam o processo de digestão e absorção. No entanto, quando a pessoa tem vários problemas gastrointestinais, os sucos gástricos não ficam no estômago, onde deveriam, mas sobem em direção ao esôfago, causando aquela queimação muito desagradável.

Além da queimação, essa irritação pode danificar os tecidos do estômago e do esôfago, o que leva muitas pessoas a tomarem medicamentos para cuidar desta condição. Um dos remédios mais populares para tratar azia e condições semelhantes é justamente o Omeprazol, também conhecido como Pantoprazol, Esomeprasol e Lansoprazol. O abrangente estudo realizado com esta droga comprovou que quem toma, tem justamente mais risco de ter câncer de estômago – o segundo mais mortal, após o câncer de pulmão.

Como o Omeprazol funciona?
A azia e condições semelhantes, como refluxo gastroesofágico, gastrite, e úlceras gástricas e duodenais, são tratados com Omeprazol. Este medicamento diminui a produção de acidez no estômago, diminuindo suas chances de obter aquela terrível sensação de queimação.

uso de remédios como omeprazol dobra risco de câncer de estômago

Conclusões do estudo sobre o Omeprazol:
Para tirar conclusões sobre os efeitos do Omeprazol, os pesquisadores realizaram um amplo estudo com 63.397 pacientes que receberam esse medicamento regularmente. Os pesquisadores examinaram os registros médicos desses pacientes para ver como estava a saúde durante o período em que tomaram a droga. Os arquivos médicos registrados entre 2002 e 2012 foram cuidadosamente examinados para que as conclusões pudessem ser extraídas sobre o efeito do Omeprazol na saúde. Os resultados indicaram que o uso prolongado e contínuo de Omeprazol (uma vez por dia durante 3 anos) aumentou o risco de câncer gástrico em 250%.

 

Então o Omeprazol deve ser completamente evitado?
Conclusões: O estudo deve levantar grandes alertas para qualquer pessoa que tome Omeprazol ou outras versões deste medicamento regularmente. Segundo o Dr. Wong, um dos principais pesquisadores do estudo, o uso desse remédio no curto prazo é seguro, mas o uso prolongado pode expor a pessoa ao câncer gástrico, que afeta centenas de milhares de pessoas por ano em todo o mundo. Portanto, é aconselhável consultar um médico se você ou pessoas próximas já estão tomando esse tipo de remédio regularmente para obter um tratamento adequado.

uso de remédios como omeprazol dobra risco de câncer de estômago

Como combater a azia naturalmente?
Se você sofre de azia com frequência e prefere não tomar esse tipo de medicamento, existem algumas soluções naturais para o problema. Desta forma, é possível tratar a azia com ingredientes que você tem em casa, ou que pode ser comprado em lojas de produtos naturais, o que o ajudará a eliminar a azia de uma maneira mais saudável. Clique aqui para descobrir soluções naturais para azia. Além disso, existem outros métodos que não incluem apenas comer e beber alimentos específicos, que podem ajudar a aliviar o problema. Com exercícios e mudanças sutis no estilo de vida, você pode sentir uma melhora significativa da azia e talvez até mesmo eliminá-la completamente se manter seus novos hábitos saudáveis.

Imagens: Sam-Cat | BruceBlaus

Registre-se Gratuitamente
Você quis dizer:
Registre-se Gratuitamente
Você quis dizer: