maavaron
Você está sendo transferido para a página solicitada...
header print

Novidade na Medicina: Viagra Pode Ajudar a Curar Câncer Colorretal

 Graças aos seus efeitos positivos no corpo masculino, o Viagra é um medicamento que salvou o relacionamento de milhões de casais em todo o mundo nas últimas duas décadas. No entanto, os cientistas estão começando a perceber que um dos efeitos colaterais inesperados dessa pequena pílula azul na verdade tem o potencial de salvar milhares de vidas a cada ano! 
 
viagra pode ser usado no tratamento de câncer colorretal

Pesquisadores que estudam a maneira como o sildenafil (o ingrediente ativo do Viagra) funciona em camundongos notaram que, ao administrar uma pequena dose diária da substância, eles conseguiram reduzir significativamente suas chances de desenvolver câncer colorretal. 

De acordo com Darren D. Browning, um bioquímico da Universidade de Augusta (Estados Unidos), "dar ao um rato uma dose de Viagra pode reduzir a quantidade de tumores nesses animais pela metade". No entanto, é importante ter em mente que este resultado só foi comprovado em testes com animais, já que os experimentos em seres humanos ainda não começaram. 

 

É por isso que a equipe de pesquisadores está se esforçando o máximo possível para realizar um estudo clínico com pacientes considerados de alto risco de câncer colorretal. Se eles conseguirem uma resposta positiva para que esses testes avancem, isso poderia ser um passo monumental para os pacientes desse tipo de câncer. 

O câncer colorretal é o terceiro tipo mais comum de câncer em todo o mundo, com mais de um milhão de pessoas sendo diagnosticadas todos os anos. Na verdade, o câncer colorretal é um problema tão grave que já tirou a vida de 15.415 pessoas no Brasil, sendo 7.387 homens e 8.024 mulheres, segundo dados do Instituto Nacional de Câncer (Inca).

viagra pode ser usado no tratamento de câncer colorretal

Os pesquisadores acreditam que podem reduzir drasticamente esses números devido ao efeito do Viagra no tipo de tecido propenso ao câncer colorretal. Ao realizar esse estudo, a equipe mostrou como uma dose diária da droga reduziu a formação de pólipos causadores de câncer no tecido do rato em cerca de 50%. 

Curiosamente, os pesquisadores também descobriram que uma outra droga, chamada linaclotide, geralmente usada para tratar constipação e síndrome do intestino irritável, era ainda mais eficaz do que o Viagra no tratamento do câncer colorretal. No entanto, eles também descobriram que a linaclotide causa um terrível efeito colateral, resultando em fortes diarreias, mesmo se usado em doses muito baixas. Por isso, é inadequado para uso prolongado. 

Em contraste, as baixas doses de Viagra não causam efeitos colaterais negativos em seres humanos. É por isso que seria uma maneira incrivelmente conveniente e segura de ajudar a impedir a propagação de pólipos propensos a tumores, graças à maneira como promove a produção de uma substância química benéfica no organismo chamada monofosfato cíclico de guanosina (GMPc).

O exato processo científico no qual o GMPc beneficia o revestimento do intestino humano ainda está sendo pesquisado, mas as descobertas até agora sugerem que ele suprime a formação excessiva de novas células no intestino. Como esse órgão precisa trabalhar com tudo que comemos todos os dias, ele passa por uma alta rotatividade celular, e é isso que forma os pólipos. Quando mais novas células se formarem, maiores as chances de algo dar errado. 

viagra pode ser usado no tratamento de câncer colorretal

Curiosamente, o GMPc cíclico parece eliminar as células anormais durante a sua formação, enquanto aumenta a produção de outras saudáveis. De acordo com o Dr. Browning, "quando usamos o Viagra, encolhemos todo o compartimento proliferativo" e que "as células em proliferação estão mais sujeitas a mutações que causam câncer". Ou seja, o componente do Viagra impede que células danosas se multipliquem.  

Se os testes clínicos humanos se mostrarem bem-sucedidos, então esta notícia poderia ajudar a evitar milhares de mortes todos os anos de um dos tipos mais terríveis de câncer. 

Não se esqueça de compartilhar esta notícia promissora com seus amigos e familiares!

Fonte: Sciencealert e Inca | Imagens: Depositphotos

Registre-se Gratuitamente
Você quis dizer:
Clique aqui "Registre-se", para concordar com os Termos e a Política de Privacidade
Registre-se Gratuitamente
Você quis dizer:
Clique aqui "Registre-se", para concordar com os Termos e a Política de Privacidade