header print

Mitos sobre nutrição que devemos deixar de acreditar

O Editor: Anna D.
  É seguro supor que a grande maioria de nós já tentou alguma forma de dieta no passado. Talvez até algumas dietas diferentes. O motivo pelo qual essas tentativas não foram bem-sucedidas pode ser devido às muitas tendências e conceitos errôneos sobre perda de peso que acabam levando a becos sem saída. Reunimos alguns dos mitos mais comuns e persistentes e verificamos o que nutricionistas profissionais e especialistas em saúde tinham a dizer sobre eles. Estes são os sete mitos sobre nutrição e perda de peso que podem estar impedindo você de atingir seus objetivos e levar um estilo de vida saudável.
 

1. Suplementos alimentares queimam gordura

7 Mitos sobre nutrição

Se sua dieta não possui certas vitaminas ou minerais, não há nada de errado em consumir suplementos. No entanto, a noção de que esses suplementos ajudarão você a perder peso está errada, de acordo com os nutricionistas. Os vendedores desses suplementos podem afirmar que seus produtos o ajudarão a perder peso, bloqueando a absorção de gorduras ou carboidratos, diminuindo o apetite ou acelerando o metabolismo. Mas há pouca evidência científica de que eles realmente funcionam.

Além disso, tomar um suplemento específico ou vitamina que não seja necessariamente adequado para você ou consumir altas doses pode ser prejudicial. Se você estiver interessado em adicionar suplementos alimentares à sua dieta, consulte seu médico. Isso é especialmente importante se você tiver pressão alta, diabetes, doenças cardíacas, doenças hepáticas ou outras condições médicas.

2. Quanto menos calorias, melhor

7 Mitos sobre nutrição

Um dos mitos mais comuns e difundidos sobre perda de peso é a crença de que tudo gira em torno das calorias. Parece ter perfeito sentido matemático, queimar mais do que o consumo, comer consideravelmente menos e os quilos caem. Mas, de fato, estudos após estudos mostram que isso raramente é eficaz a longo prazo.

Todos eles têm um ponto de ajuste ou faixa de peso em que o cérebro deseja manter o corpo. Essa faixa de peso varia de pessoa para pessoa e é determinada por genes e experiências de vida. Quando você tenta ingerir muito menos calorias do que seu corpo precisa, seu metabolismo fica mais lento à medida que seu corpo tenta economizar energia. À medida que você come menos do que precisa, seu corpo começa a buscar energia nos seus músculos. Essa perda muscular retarda ainda mais seu metabolismo, queimando menos calorias.

3. Você deve evitar todos os carboidratos e gorduras

7 Mitos sobre nutrição

Como sugerido anteriormente, a chave para uma dieta saudável e nutritiva é o equilíbrio. Quando você elimina completamente uma substância, como carboidratos, provavelmente está consumindo muita gordura para compensá-la e vice-versa, de acordo com Kristin Kirkpatrick, nutricionista sênior e gerente de serviços de nutrição e bem-estar do Cleveland Clinic Wellness Institute, em Cleveland, Ohio.

A verdade é que carboidratos e gorduras são nutrientes necessários, e seu consumo excessivo é o responsável pelo ganho de peso. "Para perder peso, uma regra básica é limitar a ingestão de carboidratos a cerca de 1 xícara por refeição (aproximadamente o tamanho de uma xícara de café ou o punho de uma mulher)", diz a nutricionista Julia Zumpano. As gorduras têm um efeito benéfico na saúde, desde que você as coma com moderação.

4. Uma colher de sopa de óleo de coco por dia promove a perda de peso

7 Mitos sobre nutrição
O óleo de coco pode ser ótimo para cozinhar e cuidar da pele, mas você definitivamente deve evitar consumi-lo todos os dias. Se pudéssemos acreditar em tudo que lemos na internet, adotaríamos o óleo de coco como um alimento maravilhoso que pode eliminar a gordura da barriga. Na realidade, essa crença não tem provas científicas. Além disso, uma colher de sopa de óleo de coco contém cerca de 120 calorias e 14 gramas de gordura, e cerca de 80 a 90% do óleo de coco é gordura saturada. Como tal, consumi-lo diariamente pode ter efeitos negativos nos níveis de colesterol e na saúde do coração.

5. É melhor fazer 6 pequenas refeições por dia

7 Mitos sobre nutrição

Segundo os especialistas, esse conselho pode ser útil para algumas pessoas, especialmente se essa rotina se ajustar ao seu estilo de vida diário ou se você precisar controlar seus níveis de açúcar. Dito isto, um estudo publicado no British Journal for Nutrition constatou que o aumento da frequência das refeições não promoveu maior perda de peso em comparação com as refeições menos frequentes, cujo conteúdo contém os mesmos níveis de energia. Um estudo diferente até indicou que comer refeições com mais frequência poderia levar algumas pessoas a comer mais.

O motivo, segundo Kirkpatrick, são as definições subjetivas que diferentes pessoas têm de uma "pequena refeição". "Quando você não define uma refeição pequena corretamente, esse conselho pode facilmente se tornar ruim."

6. Coma uma comida única como refeição

7 Mitos sobre nutrição

Alguns alimentos podem servir como lanches saudáveis, como maçãs, por exemplo. Ocasionalmente, há uma tendência que diz que um único alimento é o melhor. Mas se você está tentando comer uma maçã ou repolho como substituto do café da manhã, almoço ou jantar, está privando seu corpo de vitaminas e minerais essenciais que só podem ser adquiridos através de uma refeição variada.

Além de não ser saudável, essa prática não é sustentável. Substituir uma refeição completa por um único alimento repetidamente certamente se tornará enfadonho, e qualquer perda de peso dessa maneira será quase impossível de manter.

7. Beba suco como substituto de frutas e legumes

7 Mitos sobre nutrição

Por mais deliciosos que sejam, os sucos não são um substituto adequado para uma refeição. Seguir uma dieta líquida provavelmente fará mais mal do que bem: retarda o metabolismo porque os sucos não contêm proteínas nem gorduras. Um metabolismo mais lento pode fazer você ganhar peso depois de retomar uma dieta regular.

Nutricionistas como Kirkpatrick apontam que, ao contrário do que você já deve ter ouvido, frutas e legumes integrais são superiores aos sucos. O suco de frutas pode filtrar o teor de fibras da polpa e a casca da fruta. A fibra ajuda a aumentar a digestão, controlar o açúcar no sangue e diminuir o colesterol. Além disso, mantém você alimentado por mais tempo, especialmente se você estiver procurando perder peso. Outra desvantagem de beber suco de frutas é que o teor de açúcar é rapidamente absorvido pelo organismo devido à ausência de teor de fibras. Isso não significa que os sucos também não tenham benefícios, eles podem ser apreciados com uma refeição ou como lanche, mas não como substituto.

 

Compartilhe este artigo com pessoas que o considerem útil!

Registre-se Gratuitamente
Você quis dizer:
Clique aqui "Registre-se", para concordar com os Termos e a Política de Privacidade
Registre-se Gratuitamente
Você quis dizer:
Clique aqui "Registre-se", para concordar com os Termos e a Política de Privacidade