header print

Um Guia Completo Sobre Hipertensão e Pressão Alta

 A hipertensão é o outro nome que a medicina deu para a pressão arterial elevada. Pode parecer confuso no início, mas esta condição é relativamente fácil de tratar e é altamente gerenciável. Este artigo irá explicar o que é esse problema, apontar para alguns dos fatores de estilo de vida associados a ele, em seguida, descrever os tratamentos disponíveis.
 
tudo que você precisa saber sobre pressão alta e hipertensão tudoporemail

O que é pressão sanguínea?
Enquanto o sangue flui através de seu corpo, ele aplica a pressão nas paredes da artéria. Quando a pressão é muito alta, o coração tem que trabalhar mais e as artérias podem ficar danificadas. Esta condição geralmente se torna mais comum à medida que envelhecemos.

Sintomas
Muitas pessoas nem sabem que têm pressão alta porque não há sintomas externos. Se não tratada, esta condição pode prejudicar silenciosamente o coração, os pulmões, os vasos sanguíneos, os rins e até mesmo o cérebro, e por isso muitos o chamam de "assassino silencioso". Quando você tem pressão alta, o risco de doenças cardíacas, renais e acidente vascular cerebral podem aumentar.

Como saber se você tem hipertensãotudo que você precisa saber sobre pressão alta e hipertensão tudoporemail

A melhor maneira de saber se você está em risco é medir a pressão arterial. A taxa normal é 120/80 (o popular 12 por 8). A taxa superior é chamada de pressão sistólica e mede a pressão quando o coração bate. O número mais baixo é chamado de pressão diastólica, e isso mede a pressão entre batimentos cardíacos quando seu coração recebe recarga com sangue.

A hipertensão não tem causa conhecida. Pessoas com essa enfermidade têm uma pressão de 140/90 (14 por 9) ou superior. Se a sua leitura é entre 120-139 e 80-89, para pressão sistólica e diastólica, respectivamente, você pode ter uma condição chamada pré-hipertensão. Este intervalo aumenta o risco de desenvolver doenças cardíacas. Para isso, os médicos recomendam mudar o estilo de vida.
 
Pessoas com uma leitura de 180/110 ou superior podem ter crise de hipertensão e passam por ansiedade, hemorragias nasais, falta de ar e dor de cabeça severa. Esta condição pode levar a um acidente vascular cerebral, ataque cardíaco, danos nos rins, ou perda de consciência. Se é este o seu caso, procure ajuda médica.

A Hipertensão afeta mais homens do que mulheres, e ocorre à medida que envelhecem. Os homens são mais propensos a desenvolver hipertensão antes dos 45 anos, e mulheres em torno dos 60 a 65. Seu risco de hipertensão é maior se você tem um membro da família com pressão alta ou se você tem diabetes.

 

Fatores de Risco
Sódio

Encontrado no sal, o sódio faz com que o corpo retenha o líquido, e pode colocar uma tensão sobre o coração, conduzindo ao aumento da pressão sanguínea. Alimentos processados, como frios e alimentos enlatados, contêm uma grande quantidade de sódio. A Associação Americana do Coração recomenda comer menos de 1.500 miligramas por dia.

Estresse
O estresse pode fazer a sua pressão arterial subir, mas não há nenhuma evidência de que se relaciona com a pressão arterial como uma condição crônica. No entanto, o estresse pode indiretamente causar hipertensão, porque aumenta o risco de doença cardíaca. A situação pode ficar mais delicada se estiver acompanhada de má alimentação, tabagismo ou consumo de álcool.

Pesotudo que você precisa saber sobre pressão alta e hipertensão tudoporemail

Quando você está com sobrepeso ou tem alguns quilos extras, pode forçar o funcionamento do coração e isso aumenta o risco de hipertensão. Dietas personalizadas para reduzir a pressão arterial muitas vezes limitam a ingestão de calorias, reduzindo os alimentos gordurosos e açúcares adicionados, enquanto aumenta a quantidade de proteína magra, fibra, frutas e legumes.

Álcool
Ingerir bebidas alcoólicas também pode aumentar a pressão arterial. A Associação Americana do Coração recomenda que homens limitem o consumo a no máximo duas bebidas* por dia, enquanto as mulheres reduzam a um.

* Definição de bebidas: uma cerveja (355 ml), uma taça de vinho (118ml), uma dose de destilados com até 40% de álcool (44 ml) ou uma dose de 30ml de destilados com até 50% de álcool.

Cafeína
A cafeína tem um efeito apenas temporário na pressão arterial, e estudos não encontraram nenhuma ligação entre a substância e hipertensão, mas a Associação Americanda do Coração recomenda entre uma ou duas xícaras de café por dia. Não esqueça que outras diversas bebidas contêm cafeína, como chás e refrigerantes.

Medicação
Vários medicamentos podem causar aumento da pressão arterial, como descongestionantes, esteroides, anticoncepcionais, analgésicos e certos antidepressivos.

Tratamentos

Dieta
Existem várias maneiras de diminuir a pressão alta. Mudar a alimentação é uma delas. Diversos médicos, sejam clínicos gerais, cardiologistas, nutrólogos e nutricionistas recomendam aumentar a quantidade de frutas, legumes, alimentos integrais, produtos lácteos com baixo teor de gordura, nozes, aves e peixes frescos, e evitar carnes vermelhas, gorduras saturadas e açúcares.

Exercíciostudo que você precisa saber sobre pressão alta e hipertensão tudoporemail

Outra maneira de combater a pressão arterial elevada é através do exercício. Os médicos aconselham pelo menos 150 minutos de exercício de intensidade moderada por semana e pelo menos duas atividades de fortalecimento muscular por semana. Atividades como caminhadas rápidas, jardinagem, ciclismo e aulas aeróbicas são recomendadas.

Diuréticos
Uma forma alternativa de baixar a pressão arterial é com o uso de diuréticos, também chamado de pílulas de água. Estes ajudam o corpo a se livrar do excesso de água e sódio. O efeito colateral destes é que você vai estar urinando mais do que o habitual.

Bloqueador beta-adrenérgico
Uma maneira de ajudar a abrandar o batimento cardíaco, os betabloqueadores podem ajudar com a hipertensão aliviando a pesada carga de trabalho do seu coração. Este é frequentemente um tratamento para a arritmia, que é uma frequência cardíaca anormal. Este tratamento para a hipertensão é frequentemente prescrito junto com outros medicamentos.

Efeitos colaterais: insônia, tontura, fadiga, mãos e pés frios e disfunção erétil.

Medicamentos IECA e antagonista do receptor da angiotensina II
Inibidores da Enzima de conversão da Angiotensina (IECA) é um medicamento que pode dar um alívio ao seu coração porque eles reduzem o fornecimento de angiotensina II ao organismo, um composto químico que faz com que seus vasos sanguíneos fiquem mais contraídos e estreitos. Com menos angiotensina II, você terá artérias mais relaxadas e abertas, reduzindo assim a sua taxa de pressão arterial. Da mesma forma, você pode tomar pílulas para bloquear os receptores de angiotensina II, mas podem levar algumas semanas para terem efeito.

Efeitos colaterais do IECA: tosse seca, pele rachada, tontura e aumento de potássio no sangue.
Efeitos colaterais do antagonista do receptor da angiotensina II: tontura, cãibras musculares, insônia e altos níveis de potássio no sangue.

Bloqueador dos canais de cálcio
Outra parte do corpo que você poderia bloquear para combater a hipertensão é o seu canal de cálcio. O cálcio faz com que o seu coração se contraia fortemente. Bloqueadores retardam o movimento deste mineral nos vasos sanguíneos e células cardíacas, resultando em menor contração e um fluxo sanguíneo mais relaxado. Estas pílulas precisam ser tomadas com leite ou alimentos, e você deve evitar o álcool e suco de toranja, porque eles têm possíveis interações.

Efeitos colaterais: tontura, palpitações, suor na região dos tornozelos e constipação.

Medicamentos e terapias complementares
Seu médico pode sugerir outros medicamentos para a pressão arterial, como vasodilatadores, bloqueadores alfa e agonistas centrais. Junto a isso, ele também pode recomendar terapias complementares, como meditação, ioga, tai chi e respiração profunda. Essas técnicas de relaxamento podem permitir que seu corpo entre em um estado de repouso profundo e diminua a pressão arterial. Terapias com ervas não são recomendadas, porque muitas vezes interferem nos medicamentos ingeridos e podem dificultar o tratamento.

Aproveite e veja um vídeo muito interessante sobre o funcionamento da pressão sanguínea, que explica tudo de forma ilustrativa e prática. Clique aqui para assistir.

Fonte: webmd

Registre-se Gratuitamente
Você quis dizer:
Registre-se Gratuitamente
Você quis dizer: