header print

Mãe: Uma Profissão Muito Importante!

 

Esta é uma história muito interessante e que com certeza vai tocar o coração de muitas mulheres.

Enquanto preenchia os papéis para renovar a carta de motorista de uma mulher, o rapaz atrás do balcão perguntou a ela: “Qual a sua ocupação?”

A mulher não esperava essa pergunta, pois só estava ali para renovar a sua carta, mas o rapaz seguiu em frente: “A senhora trabalha em alguma empresa, tem o seu próprio negócio ou...”

“Ah, sim!”, respondeu a mulher, “Eu tenho um trabalho integral: eu sou uma mãe!”

O rapaz olhou para ela e disse: “Não temos ‘mãe’ como ocupação no formulário. Vou colocar como ‘dona de casa’.”

 
mãe é profissão

Isso aconteceu já faz um tempo, e já foi esquecido. Anos depois, quando eu (sim, a mulher dessa história, que está contando isso a vocês) voltei para renovar a minha licença, dessa vez quem estava atrás do balcão era uma linda e jovem mulher.

“Sua ocupação?”, perguntou em um tom um pouco autoritário.

Então eu me inspirei e respondi: “Eu sou uma pesquisadora na área de desenvolvimento infantil, nutrição e relacionamentos interpessoais”.

A moça olhou para mim com espanto.

mãe é profissão

Eu calmamente repeti a minha profissão e eu a vi escrever inteiramente. Então, sem conseguir conter a curiosidade, ela educadamente pergunta: “Desculpe perguntar, mas o que a senhora faz exatamente na sua profissão?” 

Eu estava me sentindo muito bem a descrição que dei a ela da minha ocupação, então respondi: “Meu projeto de pesquisa está ocorrendo há anos” (mães NUNCA se aposentam).

E prossegui: “Minha pesquisa é feita tanto em campo quanto em laboratório.

 

Eu tenho dois chefes (um é Deus e outro é minha família).
Eu recebi duas menções honrosas por esse trabalho (um filho e uma filha).
Meu assunto é considerado o mais difícil de pesquisar em toda a sociologia (todas as mães vão concordar com isso).

Tenho que trabalhar mais que 14 horas por dia. Às vezes 24 horas não são o suficiente e os desafios são maiores do que qualquer outra profissão. Mas me compensa muito mais em termos de satisfação mental e pessoal do que dinheiro”.

mãe é profissão

Eu pude ver em seu rosto que ela estava realmente impressionada. Depois de terminar todo o processo de renovação do meu documento, ela me levou até a porta.

Este novo ponto de vista sobre a minha ocupação fez com que eu me sentisse muito melhor no meu caminho de volta para casa.

Eu estava acompanhada pelo meu assistente de pesquisa de 5 anos de idade. Meu novo projeto (meu bebê de 6 meses de idade), estava praticando sua ‘música’ de forma enérgica.

Então, eu senti uma pequena vitória sobre todas essas regras governamentais. Eu não era mais uma ‘dona de casa’. Ao invés disso, eu era uma profissional altamente qualificada a serviço de uma das mais importes funções do mundo – a maternidade!

mãe é profissão

‘Mãe’ – não é um grande título para colocar na porta do seu ‘escritório’?

Seguindo esta linha de pensamento, avós devem ser chamadas de Pesquisadoras Sênior, e bisavós de ‘Diretoras de Pesquisa Sênior’. Tias e outras mulheres desta faixa etária podem ser as ‘Facilitadoras e Assistentes de Pesquisa’!

Então, se você se identificou, por favor compartilhe essa história com mães, avós, bisavós, tias, e até mesmo babás e madrastas, além de todas as mulheres que sabem o quanto a maternidade é importante! Elas merecem!

Registre-se Gratuitamente
Você quis dizer:
Registre-se Gratuitamente
Você quis dizer: