maavaron
Você está sendo transferido para a página solicitada...
header print

Alerta: Evite o Consumo Desses 8 Peixes

 O peixe faz parte de uma alimentação saudável e, além de prepará-lo em casa algumas vezes durante a semana, também é uma opção bem gostosa para pedir em um restaurante. No entanto, é preciso saber que nem todos os peixes são criados da mesma forma. Para garantir que você não esteja fazendo escolhas prejudiciais ao comer fora, recomendamos evitar esse tipo de peixe caso estejam no cardápio: 
 
1. Luciano-do-golfo
8 peixes que não são saudáveis

Este peixe é da família do salmão e tem ganhado notoriedade, mas, infelizmente, é um dos mais comuns em caso de fraude. Segundo a autora e nutricionista americana Lori Shemek, "pesquisas descobriram que 74% de locais que servem sushi e 38% dos restaurantes rotularam erroneamente os frutos do mar, e o luciano-do-golfo chegou ao topo da lista". Além disso, o número desses peixes nos oceanos despencou recentemente por causa de sobrepesca, e essa é uma boa razão para evitar comê-lo com frequência. 

2. Tilápia
Se você considera o consumo de peixe para obter uma boa dose saudável de ácidos graxos ômega-3, então a tilápia não é uma boa opção. Isso ocorre porque contém níveis anormalmente baixos de ômega-3, mas contém muitos ácidos graxos ômega-6. Em excesso, o ômega-6 pode aumenta o risco de doenças cardíacas e outras enfermidades. Por isso, escolha outras opções de peixes que sejam ricos em ômega-3.

3. Albacora
8 peixes que não são saudáveis

Este peixe também conhecido como albacora-da-lage, albacora-cachorra e atum-amarelo (este último do inglês yellow fish). Um estudo recente da Scripps Institution of Oceanography da Universidade da Califórnia, em San Diego (Estados Unidos), descobriu que o albacora pescado perto de áreas industrializadas perto da Europa e da América do Norte é frequentemente cheio de poluentes, com uma concentração que pode ser até 36 maior do que o peixe capturado em áreas rurais. Os poluentes que são comumente encontrados no albacora incluem retardantes de chama, pesticidas e bifenilpoliclorado (PCB). 

 

4. Atum-rabilho
Se você acha que este tipo de atum (também conhecido como atuarro) é uma boa opção comparado com o outros, então vai pensar duas vezes. Segundo Duncan Berry, cofundador da distruibuidora de peixes Fishpeople Seafood, nos Estados Unidos, "o atum-rabilho foi muito pescado, e por isso precisamos dar tempo a esta espécie para se recuperar". Especificamente, o atum-rabilho do Atlântico é uma espécie ameaçada, enquanto o atum-rabilho do Pacífico está, de fato, ameaçado de extinção. Por isso, é importante evitar esse peixe em prol da sustentabilidade.

5. Peixe-espada
8 peixes que não são saudáveis

Muito parecido com o atum, peixes grandes como o peixe-espada (também conhecido como espadarte) geralmente contêm altos níveis de mercúrio. Isso ocorre porque ele é um predador e acaba consumindo outros peixes cheios de mercúrio também. O recomendável é consumir espécies menores, como truta, linguado ou sardinha, cujo nível de mercúrio é bem menor. 

6. Peixe-panga
De acordo com Berry, o pangasius é "um peixe branco de baixo custo que começa a se alimentar em muitos cardápios de restaurantes americanos" e que "esses peixes cultivados produzem grandes volumes de resíduos que poluem as águas locais e recebem muitos antibióticos". Se você realmente quer consumir esse peixe, o recomendável é buscar de produtores menores e prepará-lo em casa,  pois eles tendem a ser menos contaminados do que os importados.

7. Salmão de cativeiro
8 peixes que não são saudáveis

Peixes criados em cativeiros são frequentemente encontrados em condições nada higiênicas, e são alimentados com um tipo de ração rica em gordura para que cresçam e engordem rapidamente. De acordo com a autora Lori Shemek, "esses peixes recebem antibióticos para resistir a infecções generalizadas em aquários lotados, juntamente com a adição de fungicidas e herbicidas". Ela também afirma que "constatou-se que o salmão de cativeiro contém produtos químicos tóxicos como metil mercúrio e dioxinas". O salmão do mar, por outro lado, é muito melhor. 

8. Bacalhau-do-altântico
De acordo com Shemek, "o número de bacalhau-do-atlântico está diminuindo e, para preservá-lo, devemos parar de comprá-lo para normalizar a reprodução deles". Se você gosta de um bom prato de bacalhau, evite essa espécie. Há outros tipos que você pode encontrar no mercado, como o polaca do Alasca e o da Noruega. 

Não se esqueça de compartilhar esta informação com seus amigos e familiares para mantê-los seguros e saudáveis!

Fonte | Imagens

Registre-se Gratuitamente
Você quis dizer:
Clique aqui "Registre-se", para concordar com os Termos e a Política de Privacidade
Registre-se Gratuitamente
Você quis dizer:
Clique aqui "Registre-se", para concordar com os Termos e a Política de Privacidade
App Logo
Nosso app é fácil!