header print

Como Reduzir os Níveis de Colesterol

Antes de pôr a culpa na sua herança genética, ou entrar em pânico por causa do recente exame de sangue, é importante, primeiramente, lembrar que o colesterol é uma molécula essencial, sem a qual não haveria vida. E, também, que nós temos a capacidade para influenciar os níveis de colesterol no nosso corpo.
 
 
O nível de colesterol no nosso organismo é um resultado do processo de criação dessa substância pelo fígado. De fato, cerca de 85% do nosso colesterol é criado pelo fígado. O resto provém de produtos de origem animal, como carne vermelha, frango, peixe, ovos e laticínios.
 
O corpo é um sistema admirável e, se um organismo saudável cria colesterol, é porque isso é necessário para a nossa saúde.
 
-Colesterol é usado para produzir esteroides que precisamos.
 
-Colesterol é usado para produzir hormônios como estrogênio, progesterona e testosterona.
 
-Colesterol é essencial para a produção de vitamina D.
 
-A membrana de todas as células do nosso corpo contém colesterol.
 
Quando há colesterol em excesso
 
Uma situação em que os níveis de colesterol estejam mais altos do que o normal é preocupante, pois ele pode acumular-se nos vasos sanguíneos e causar doenças coronárias, que podem levar a ataques cardíacos e a acidentes vasculares cerebrais (derrames).
 
Atualmente, o nível normal de colesterol no corpo é até 200mg.
 
Os medicamentos comuns para controlar a produção de colesterol em excesso retardam a enzima que faz parte da formação dessa substância no fígado. Portanto, na verdade, nós limitamos a capacidade do nosso próprio corpo de fabricar colesterol. Porém, é possível limitar a criação natural de colesterol sem empregar medicamentos? A nutrição sempre estará na linha de frente quando o assunto é colesterol.
 
Como podemos reduzir os níveis de colesterol?
 
-Reduzindo ou eliminando o consumo de alimentos de origem animal, tais como carne vermelha, frango, peixe, ovos, laticínios e especialmente, alimentos ricos em gordura.
 
-Consumindo fitosterol, que vem dos vegetais. O fitosterol possui uma estrutura química semelhante ao colesterol e, por causa disso, ambos competem para serem absorvidos pelo intestino grosso. Portanto, o seu consumo irá diminuir a  quantidade de colesterol absorvido. Uma boa quantidade seria 1.5 - 2.5gr por dia.
 
As melhores fontes de fitosterol são: óleo de gergelim e de milho, bem como grãos, nozes e castanhas, sementes, gérmen de trigo, linhaça, amendoim, amêndoas e castanha de caju. Frutas e verduras, como beterraba, couve-de-Bruxelas, couve-flor, cebola, laranja, ervilhas e feijão. Legumes e grãos são boas fontes de proteínas em substituição às comidas gordurosas.
 
 
-Ficando longe das gorduras trans, que também podem aparecer como óleo vegetal hidrogenado. Este tipo de gordura não é recomendado de jeito nenhum. Sua presença encontra-se em alimentos processados, tais como margarina, massas folheadas prontas, massas de croissants e bolos e biscoitos industrializados.
 
Mais algumas dicas…
 
-O consumo de antioxidantes ajudará a limitar a oxidação do colesterol e também na remoção da substância das paredes das artérias.
 
 
-Consumir fibras solúveis, que são abundantes em produtos com trigo integral, aveia, frutas e verduras. Eles absorvem sais no sistema digestivo, e o organismo usa colesterol para produzir novos sais. Isso diminui a quantidade de colesterol da corrente sanguínea.
 
-Exercícios diários. Sabemos que não é fácil, mas você nos agradecerá quando, no próximo exame de sangue, os seus níveis de colesterol estiverem dentro dos limites saudáveis. Cuide-se bem.
 
Imagens cortesia de: artur84, antpkr / freedigitalphotos.net
Fonte: Pedro M.
Registre-se Gratuitamente
Você quis dizer:
Registre-se Gratuitamente
Você quis dizer: