header print

Alarmes Sonoros Do Nosso Corpo

Às vezes, em momentos inesperados, nosso corpo emite alguns tipos de sons estranhos e incomuns. No melhor dos casos, apenas levantamos uma sobrancelha e seguimos com nosso dia. Na pior das hipóteses, podemos ficar muito assustados. Certamente conhecemos alguns destes sons, como os “crécs” nas articulações ou os “cliques” na mandíbula.

No entanto, esses sons, e outros que parecem sair do nada, também podem ser a maneira pela qual nosso corpo nos diz que algo está errado. Para entender de uma vez por todas quais são os ruídos comuns e quais não são, apresentamos a seguir 10 dos sons mais comuns e “inexplicáveis” que nosso corpo faz, e quando é o caso de consultar um médico. 

1. Estalos nos joelhos e tornozelos
corpo, sinais, ruídos

Este som pode aparecer quando você esticar ou dobrar as pernas com um movimento brusco antes de começar a andar ou sentar-se. Há três razões para isso e são bastante comuns: ruído que fazem os tendões que ficam presos nas articulações por alguns segundos durante o movimento, a explosão de pequenas bolhas de ar presas no interior do fluido encontrado entre as articulações ou um pequeno desvio na localização das articulações.

À medida que envelhecemos, estes sons aparecem com mais frequência devido ao desgaste natural das cartilagens e articulações. Contudo, se não houver dor, não indicam um problema médico. A fim de aliviar a recorrência deste fenômeno, é possível fazer exercícios simples de alongamento que "lubrificarão" as articulações dos joelhos e tornozelos.

Quando consultar um médico: Se estes sons são acompanhados por dor, inchaço ou uma sensação de que as articulações ficaram “travadas", é possível que o seu corpo esteja sinalizando a ocorrência de uma possível artrite, danos nos tendões ou mesmo um rompimento do menisco, que fica no joelho. 

 

2. Roncos e ruídos no estômago
corpo, sinais, ruídos

Nosso primeiro pensamento quando ouvimos nosso estômago roncar é que estamos com fome. Normalmente, estes sons são causados ​​entre as refeições quando o sistema digestivo passa por uma série de contrações, muitas vezes fortes, indicando que vai se livrar desses materiais indesejados acumulados no estômago, abrindo espaço para novos alimentos.

Entretanto, estes sons não indicam sempre fome. Os ruídos podem indicar que o sistema digestivo encontra dificuldades no processamento de certos alimentos (como os ricos em farelo). Em outros casos, a ingestão de líquidos provocará sons borbulhantes à medida que eles passam através do sistema digestivo. Então, a menos que você esteja com fome, não corra para a geladeira querendo livrar-se desses sons. Por outro lado, se você está a caminho de uma reunião importante e sente-se preocupado com esses constrangedores ruídos borbulhantes vergonhosos, deve evitar bebidas gasosas e alimentos que causam gases, tais como verduras, carboidratos processados ​​e produtos lácteos.

Quando consultar um médico: Em alguns casos, quando estes sons vêm acompanhados de dores e inchaços no estômago, especialmente se pode-se ouvir um som aquoso ao pressionar o estômago, é aconselhável consultar um médico. Em casos raros, estes sons podem indicar que os intestinos estão contraídos ou estão obstruídos (uma situação que requer cirurgia). 

 

3. Zumbidos nos ouvidos
corpo, sinais, ruídos

Às vezes, inesperadamente, ouvimos um sinal sonoro alto e duradouro que desaparece depois de alguns segundos ou minutos. Este som, que pode ser alarmante, é chamado de zumbido ou "tinnitus".

A fonte sonora não vem de nenhum estímulo externo, mas sim, é criada dentro do nosso cérebro. Nós ouvimos isso quando o cérebro interpreta sinais elétricos como sendo sonoros. Este evento pode ser gerado devido a danos no ouvido externo (às vezes causado por longa permanência em ambientes muito barulhentos), pressão e estresse, falta de sono ou excesso de cafeína.

Uma mudança no estilo de vida, o uso de protetores de ouvido, redução da cafeína e uma boa noite de sono podem reduzir esses fenômenos. Normalmente, quando o zumbido ocorre apenas raramente, ele não indica nenhuma doença ou dano real.

Quando consultar um médico: Se você sentir o zumbido por um longo período de tempo em alto volume e em apenas um ouvido, pode ser sintoma de uma forma mais significativa de infecção ou danos no sistema auditivo. Se necessário, você pode ter que recorrer ao uso de próteses auditivas ou cirurgia no ouvido.

 

4. Estalos na articulação dos ombros
corpo, sinais, ruídos

Às vezes, quando nós levantamos, giramos ou movemos nosso braço para frente, podemos ouvir o som de "clique" no ombro. Quando o som vem sem dor, não tem importância. É apenas resultado do atrito entre o músculo deltoide e articulação do ombro, que pode ser produto natural do envelhecimento.

O movimento repetitivo do braço para cima, como para jogar uma bola, procurar por objetos em uma prateleira alta, pode causar inflamação do tendão ou rompimento de uma cartilagem. A única diferença com a descrição acima é a presença de dor intensa.

Quando consultar um médico: Quando os sons são acompanhados de dor, especialmente se a fonte da dor é profunda dentro da articulação do ombro. Neste caso, é aconselhável consultar com um especialista em ortopedia. Há vários e diferentes tipos de inflamação que podem ocorrer na articulação do ombro. Geralmente, recomenda-se anti-inflamatórios e fisioterapia em vários músculos do ombro para aliviar a dor e o ruído.

 

5. Estalos ou rangidos ao abrir e fechar a boca
corpo, sinais, ruídos

Entre o nosso maxilar e o resto do crânio existe um disco feito de fibras de tecido ósseo. Este disco desliza entre a mandíbula inferior e superior de modo que a boca possa ser facilmente aberta. Por vezes, as fibras do disco podem ter sua forma alterada, especialmente se forem sobrecarregadas. Nesse caso, o disco pode desenvolver uma forma côncava que provoca uma interrupção quando abre a boca. A mandíbula inferior irá mover sobre suas partes côncavas, desviando-se de seu caminho natural, que seria posicionar-se exatamente abaixo do maxilar superior. Isso fará com que um clique ou outro ruído seja perceptível. Se isso é incomum para você, provavelmente não há problemas, apenas uma indicação de esforço momentâneo das mandíbulas.

Quando consultar um médico: Se além de apresentar sons, você não puder abrir ou fechar a boca até o fim, ou se os sons são muito altos e estridentes, provavelmente há um excesso de extensão das fibras do disco. Estes sons também podem ser resultado de pressão, quando cerramos o maxilar durante o sono (uma consequência do estresse). Uma vez que as fibras não são elásticas, seu retorno ao lugar normal é difícil. Por isso é altamente recomendada uma consulta com o dentista.

 

6. Ruídos de estalos ao girar a parte superior do corpo
corpo, sinais, ruídos

Quando ocorre um movimento de rotação súbita na parte superior do corpo, você poderá ouvir um ruído. Este som é natural e acontece quando o ar deixa o corpo, ou quando o ar nos pulmões ou do estômago passa através de vias aéreas estreitas. Se você estiver fazendo exercícios, não há necessidade de mudar o seu treino ou parar depois de ouvir estes sons.

Quando consultar um médico: Se você ouvir o barulho junto com dificuldade para respirar durante estes movimentos de rotação, pode estar sofrendo algum tipo de problema respiratório. Este tipo de movimento não é recomendado, por exemplo, para pacientes com asma.

7. Estalos no cotovelo
corpo, sinais, ruídos

Como você pode deduzir a partir dos tópicos desta lista, muitas das nossas articulações tendem a fazer sons que são produtos do atrito constante entre elas. Especialmente quando se está sob estresse, podem aparecer problemas "mecânicos” nas articulações.

No entanto, além de se originarem do desgaste natural, os sons podem também apontar para várias doenças e síndromes que causam espessamento e rigidez no cotovelo.

Quando consultar um médico: Se, além do estalido, você sentir dor ao mover o cotovelo, ou sentir que a articulação está “travada”, é hora de ir ver um médico. Isto pode significar que há uma inflamação nos nervos ou cartilagens do cotovelo.

 

8. Um som de estrondo durante o sono
corpo, sinais, ruídos

Semelhante ao zumbido (“tinnitus”), que é um ruído interno produzido pelo cérebro e percebido pelo ouvido, há um outro fenômeno assustador que ocorre no cérebro e é chamado "Síndrome da Explosão na Cabeça”. Este fenômeno ocorre durante o sono profundo, quando, de repente um barulho de trovão causa o despertar em estado de alerta ou de pânico. As pessoas têm descrito esse fenômeno como um tiro, uma explosão, ou até mesmo um forte aplauso. Pode ser assustador, mas não é prejudicial e ainda não se sabe o que ele faz.

Uma teoria explica que, quando o corpo se prepara para dormir, a medula é responsável por desligar os vários sistemas cerebrais, tais como nervos auditivos, visuais e motores. Se durante este processo algo não funciona direito, todos os sistemas são desligados ao mesmo tempo, e é isso que faz com que ocorra o ruído súbito na cabeça. Esse fenômeno não é comum, mas é mais frequente em pessoas de idade mais avançada (a partir dos 50 anos) do que em jovens. Cientistas dizem que a principal causa desse fenômeno é o estresse, tensão e falta de sono.

9. Chiado ao tossir
corpo, sinais, ruídos

Quando nossas vias aéreas estão bloqueadas por causa de uma infecção, alergia ou falta de ar, o ar no interior delas fica compacto. O mesmo acontece quando exalamos abruptamente, como durante um ataque de tosse. Se isso ocorrer, o melhor é consultar um médico, pois estes sons não são normais no corpo. Se você sofre deste tipo de tosse por mais de quatro semanas (após um forte resfriado) e não mostra sinais de melhoria, pode estar sofrendo de um princípio de pneumonia ou asma.

10. Sentir as batidas do seu coração nos seus ouvidos
corpo, sinais, ruídos

Se você se sente as batidas do seu coração nos seus ouvidos durante o dia ou perto da hora de deitar, pode ser necessário reduzir o consumo de cafeína ou tirar umas férias relaxantes. Este fenômeno, de ouvir os batimentos cardíacos nos ouvidos ocorre quando a frequência cardíaca ou pressão arterial aumentam em força ou velocidade, fazendo com que o fluxo sanguíneo seja mais abundante e mais alto. O consumo de álcool, cafeína, doces ou o simples estado de ansiedade mental, pode aumentar a frequência cardíaca e a pressão arterial.

Quando consultar um médico: Se isso acontecer muitas vezes, pode ser um sinal de que você está sofrendo de problemas circulatórios, e este é um dos fatores de risco para doenças cardíacas. Em outros casos, pode ser um sinal de pressão no fluido cerebrospinal, o que poderia levar a condições muito graves ou à cegueira.

Fonte: Margareth J.
Registre-se Gratuitamente
Você quis dizer:
Registre-se Gratuitamente
Você quis dizer: