header print

Guia de Saúde: Causas, Sintomas e Tratamento da Pancreatite

 O pâncreas é uma glândula localizada no abdômen superior, na parte detrás do estômago. Ele é o principal órgão responsável pela digestão de nutrientes no intestino. Uma de suas funções é digerir as gorduras e carboidratos que consumimos e, além disso, o pâncreas também é responsável pela produção dos hormônios insulina e glucagon. A insulina tem a função de produzir taxas de açúcar no sangue, já o glucagon tem o efeito contrário.

A pancreatite ocorre quando há inflamação no pâncreas, podendo ser aguda ou crônica. Casos menos severos de pancreatite podem desaparecer com o tempo, no entanto os mais graves podem causar complicações e até risco de vida. No Brasil, são registrados cerca de 5,9 casos a cada 100 mil habitantes todos os anos, segundo o DATASUS.

 
pancreatite

Pancreatite aguda

A pancreatite aguda geralmente é repentina e desaparece em poucos dias, depois de iniciado o tratamento. Os casos mais graves, no entanto, podem levar à morte. Alguns sintomas da pancreatite aguda são: dor na parte superior do abdômen, náuseas e vômitos, inchaço abdominal e aumento dos batimentos cardíacos.

Pancreatite crônica

No caso da pancreatite crônica, não há cura. A condição tende a piorar ao longo do tempo, causando lesões no pâncreas e dificultando o seu funcionamento. Alguns sintomas da pancreatite crônica são: náuseas e vômitos, perda de peso excessiva, diarreia e fezes amareladas.

Causas

As causas mais comuns de pancreatite costumam ser resultados de alcoolismo, cálculos biliares, hipertrigliceridemia (triglicérides altos), no entanto, existem outras possíveis causas, como: câncer no pâncreas, níveis elevados de cálcio no sangue e fibrose cística.

pancreatite

Tratamento

O tratamento para pancreatite requer hospitalização do paciente. A partir do momento que sua condição estiver estabilizada e a inflamação do pâncreas controlada, os médicos podem tratar a causa através de medicamentos e antibióticos.

É imprescindível procurar um médico o mais rápido possível assim que você tiver notado os sintomas acima descritos. Quanto mais cedo for feito o diagnóstico, mas chances de reverter a inflamação você terá. 

Bônus: Confira dicas importantes sobre alimentação e suplementação dadas pela nutricionista Tatiana Zanin

Fonte 1 | Fonte 2

Registre-se Gratuitamente
Você quis dizer:
Clique aqui "Registre-se", para concordar com os Termos e a Política de Privacidade
Registre-se Gratuitamente
Você quis dizer:
Clique aqui "Registre-se", para concordar com os Termos e a Política de Privacidade