header print

Saiba o essencial sobre o Coronavírus

O Editor: Anna D.
 

 Conheça as informações essenciais sobre o Coronavírus:


Lave as mãos.

Não há como repetir o suficiente: lave as mãos. É a principal recomendação da Organização Mundial de Saúde.

Idealmente, com água e sabão. Se não der, encharque as mãos com álcool gel de 60% para cima. Encharque e deixe secar, o álcool demora um pouco mais para fazer efeito contra os coronavírus.

Quando na rua, no transporte público, procure evitar de passar as mãos no rosto — em particular olhos, nariz e boca. É a principal forma de contágio.

Se alguém por perto estiver tossindo ou espirrando, mantenha distância de um metro ou mais.

 
O essencial sobre coronavírus
 

Ao tossir ou espirrar, cubra a boca.

E tente ficar em casa tanto tempo quanto possível.

Leia as recomendações do Ministério da Saúde e as da Organização Mundial de Saúde (inglês).

Como saber se tem a doença?

Os sintomas iniciais de COVID-19, a doença provocada pela nova cepa de coronavírus, são febre baixa, tosse seca. E fôlego curto. Aquele subir um lance de escadas que cansa mais do que devia.

Há outros sintomas, que alguns desenvolvem: dores pelo corpo, congestão nasal, garganta irritada, nariz escorrendo ou diarreia.

 
O essencial sobre coronavírus
 
80% dos infectados ou não desenvolve a doença ou tem alguns dos sintomas, que logo vão embora. Para estes, o ideal é simplesmente ficar em casa para não contagiar e esperar que passe. Dentre os grupos de risco estão pessoas com mais de 60 anos, hipertensos, diabéticos, asmáticos ou quem tem problemas de imunidade. Estes, ao perceber os sintomas, devem ligar para um médico. Não é ir a um médico — é ligar.
 
O essencial sobre coronavírus
 
Hospitais, clínicas e prontos-socorros devem ser evitados ao máximo. Mesmo que para tratamento de outros males. Por dois motivos. Lá haverá uma concentração de pessoas que podem passar o vírus. E porque estarão sobrecarregados com os doentes mais sérios.
 
O essencial sobre coronavírus
 

Se ficar difícil respirar, aí sim procure o serviço de saúde. Imediatamente.

Vídeo: TudoPorEmail já publicou antes, publica novamente. Se você for assistir a um único vídeo sobre o coronavírus, assista a este, do doutor Dráuzio Varella.

Os governadores já começaram a tomar medidas que parecem drásticas mas têm lógica. A meta é evitar aglomerações de pessoas para reduzir o ritmo de contágio. O sistema de saúde tem um número limitado de leitos — vale para o Brasil e qualquer outro lugar. Talvez não seja possível evitar uma grande quantidade de infectados, mas é possível retardar o processo. Se a doença se espalha mais devagar, a quantidade de pacientes com necessidade de tratamento a cada instante é menor. Se há menos pacientes em cada momento, aumentam as chances de todos poderem ser atendidos com a atenção necessária.

Lave as mãos. Fique em casa tanto quanto possível.

Fonte: Meio

Registre-se Gratuitamente
Você quis dizer:
Clique aqui "Registre-se", para concordar com os Termos e a Política de Privacidade
Registre-se Gratuitamente
Você quis dizer:
Clique aqui "Registre-se", para concordar com os Termos e a Política de Privacidade