header print

Síndrome do Intestino Irritável: Um guia completo

O Editor: Bruna Santos

 Você se sente constantemente inchado e com gases, com problemas de prisão de ventre, diarreia ou ambos, mesmo fazendo exercícios regulares? Saiba que você não está sozinho.

Doenças gastrointestinais que podem causar esses sintomas são muito comuns, e uma das mais prevalentes no mundo desenvolvido, com cerca de 10-15% das pessoas que sofrem com isso, é a Síndrome do Intestino Irritável (ou SCI).

Por ser pouco compreendida e compartilhar muitos sintomas com outras doenças gastrointestinais mais graves, como a doença de Crohn, doença celíaca, parasitas e até mesmo câncer de cólon, seria melhor descartar todas as outras opções antes de assumir que você tem SCI.

 
O que sabemos sobre a SCI?
Síndrome do Intestino Irritável

O mecanismo e as causas da SCI não são totalmente compreendidos, embora tenha sido proposto que a inflamação intestinal infecciosa, a genética e o estresse psicológico poderiam desencadear SCI. É duas vezes mais comum em mulheres, e o início geralmente ocorre antes dos 45 anos. Os sintomas comuns incluem dor abdominal, diarreia e / ou constipação, sensação de saciedade, intestino saliente, não sentir alívio após ir ao banheiro, depressão e ansiedade.

Uma coisa a entender é que um intestino distendido em uma pessoa com SCI não reflete a gordura. Normalmente, seu abdômen não se sentirá flácido se uma condição gastrointestinal for a causa; pelo contrário, ele ficará duro ao toque, sendo frequentemente acompanhado por uma sensação de saciedade, que alguns descrevem como sendo um balão inflado alojado em seu abdômen. A explicação mais comum para esse sintoma é muito gás nos intestinos.

Síndrome do Intestino Irritável

Enquanto o estresse pode desencadear ou agravar seus problemas intestinais, o inverso também acontece, e muitas pessoas que têm SCI também sofrem de depressão e ansiedade. Essa correlação junta-se a uma longa lista de enigmas que o mundo médico ainda precisa resolver, mas pode ser devido à pressão constante sobre o sistema nervoso associado à doença, à dificuldade emocional de lidar com essa condição ou à vergonha em relação à aparência física, excreções irregulares e gases.

A SCI não é uma condição que ameaça a vida, mas afeta a qualidade de vida para o pior, e não há cura conhecida. Dito isto, existem várias maneiras de gerenciá-la:

1. Medicação
Síndrome do Intestino Irritável

Alguns medicamentos e suplementos demonstraram ser eficazes na mitigação de alguns dos sintomas da SCI. Os laxantes funcionam bem para pessoas cuja SCI se manifesta na constipação, enquanto os antidiarreicos podem aliviar aqueles que sofrem de fezes e diarreia soltas. Alguns antidepressivos da família de inibidores seletivos de recaptação de serotonina parecem ter um efeito positivo sobre a dor abdominal e outros sintomas, independentemente de seu efeito sobre a depressão. O medicamento antiespasmódico pode aliviar cólicas e diarreia em pessoas com SCI, assim como relaxar os músculos do cólon.

Suplementos de fibras solúveis, como o da planta psyllium, têm sido eficazes em aumentar as fezes das pessoas que sofrem de diarreia e ajudar na excreção em caso de prisão de ventre.

Vários probióticos também podem aliviar alguns sintomas da SCI.

B. breve, B. longum e L. acidophilus são eficazes na redução da dor abdominal.

B. breve, B. infantis, L. casei e L. plantarum podem ajudar na distensão abdominal.

B. breve, B. infantis, L. casei, L. plantarum, B. longum, L. acidophilus, L. bulgaricus e Streptococcus thermophilus, todos melhoram a flatulência. 

2. Atividade física e alívio do estresse
Síndrome do Intestino Irritável
Exercícios e, em particular, atividades aeróbicas, são eficazes na redução dos sintomas da SCI. As atividades recomendadas incluem natação, corrida, caminhada e ciclismo. Além disso, yoga (e especialmente yoga que se concentra na parte inferior do abdômen) é capaz de ajudar a reduzir o estresse e também ajudar com sintomas da SCI. 
3. Terapia
Síndrome do Intestino Irritável

Mente saudável, corpo saudável. Nesse caso, é pelo menos parcialmente verdadeiro, já que a psicoterapia e outras formas de terapia da fala (mesmo sem antidepressivos prescritos) parecem melhorar a qualidade de vida das pessoas com SCI e reduzir os sintomas.

O efeito da terapia sobre a saúde gastrointestinal pode ser explicado pela existência do eixo intestino-cerebral, um corredor de comunicação bidirecional entre o sistema nervoso e gastrointestinal, que informa tanto a sensação de fome quanto a saciedade, mas também pode afetar a flora intestinal em resposta ao estresse e trauma. Da mesma forma, as circunstâncias físicas que afetam a flora intestinal (como dieta ou doença) podem ter um efeito adverso no seu estado mental.

4. Mudanças na alimentação
Síndrome do Intestino Irritável

Em muitos casos, a SCI se inflama em reação a um “alimento desencadeante”. Esses alimentos desencadeantes contêm carboidratos de cadeia curta, que são pouco absorvidos no intestino delgado, sendo submetidos à fermentação nos intestinos. Isso causa um acúmulo de gás, o que pode causar inchaço e flatulência.

Pessoas com SCI podem querer tentar eliminar esses carboidratos da alimentação com acompanhamento de um nutricionista, e então, lentamente, reintroduzi-los, a fim de descobrir quais causam um surto. Desistir totalmente dos carboidratos não é aconselhável, pois muitos dos alimentos que os contêm, como cebolas e legumes, fornecem nutrientes valiosos.

Registre-se Gratuitamente
Você quis dizer:
Clique aqui "Registre-se", para concordar com os Termos e a Política de Privacidade
Registre-se Gratuitamente
Você quis dizer:
Clique aqui "Registre-se", para concordar com os Termos e a Política de Privacidade