header print

Diabéticos: Cuidado com esses alimentos "saudáveis"!

O Editor: Anna D.
 Uma das principais maneiras de controlar o diabetes tipo 2 é manter uma alimentação saudável. Afinal, uma dieta saudável pode manter seus níveis de açúcar no sangue e peso sob controle. No entanto, descobrir o que comer e o que evitar muitas vezes pode gerar confusão.
Pessoas com diabetes 2 precisam observar sua ingestão de carboidratos e escolher os alimentos que os ajudam a manter níveis saudáveis de açúcar no sangue. Na tentativa de garantir a manutenção de hábitos saudáveis, os diabéticos podem cometer erros não intencionais que podem causar mais danos do que benefícios. Por exemplo, comer muitos alimentos sem açúcar e remover todos os alimentos ricos em gordura da dieta pode parecer a escolha certa, mas não é, necessariamente,  o caso. Vamos descobrir o por quê.

1. Comer muitos alimentos "sem açúcar"

Erros de gestão de diabetes
Alimentos que são comercializados como "permitidos para diabéticos" são fáceis de encontrar em qualquer supermercado. De biscoitos a xaropes, esses alimentos não contêm açúcar. Naturalmente, esses alimentos atraem os diabéticos e deveriam ser seguros para eles. A pergunta é: 'As pessoas com diabetes tipo 2 devem comer esses alimentos sem açúcar?' Os nutricionistas os alertam porque as pessoas com diabetes precisam reduzir o consumo de carboidratos refinados, e os alimentos feitos com adoçantes sem açúcar geralmente contêm farinha refinada e muito pouca fibra. Portanto, eles não são bons para diabéticos.
Além disso, comer qualquer tipo de doce desperta o desejo de beliscar um pouco mais, o que nunca é bom. Claro, comer alimentos sem açúcar de vez em quando está bem. Mas antes de adicionar qualquer coisa ao carrinho de compras, certifique-se de verificar a lista de ingredientes corretamente e evitar alimentos que contenham carboidratos refinados.

2. Tomar vitaminas e suplementos regularmente

Erros de gestão de diabetes
Suplementos e vitaminas “recomendados aos diabéticos” tornaram-se bastante populares atualmente. Os especialistas não recomendam tomar suplementos desnecessários porque faltam pesquisas sobre a segurança no longo prazo desses suplementos. Mais importante ainda, nenhum suplemento pode substituir um estilo de vida saudável. Uma dieta saudável que inclua frutas e vegetais e forneça carboidratos, fibras e gorduras saudáveis sempre será uma opção muito melhor do que suplementos.
Canela e cromo são os dois suplementos para diabetes mais amplamente usados. Suplementos de vitamina D e psyllium também se mostraram promissores para o diabetes. No entanto, antes de escolher qualquer suplemento, consulte sempre primeiro o seu médico. Mesmo que um produto seja natural, isso não significa que seja seguro para uso ou adequado para você.
 

3. Substituir uma refeição por barras de cereais para perder peso

Erros de gestão de diabetes
Manter o peso em nível saudável é benéfico para o controle do diabetes. Para atingir esse objetivo, no entanto, você não deve confiar em barras de cereais como substituição de uma refeição. Algumas dessas barras - como uma barra de granola  - podem ser servidas ocasionalmente, é claro. Na verdade, um estudo da American Diabetes Association publicado na revista Diabetes Spectrum em 2013 descobriu que os participantes que comeram barras de reposição de refeição eram melhores para o controle de peso em comparação com o grupo que consumiu outro alimento.
Infelizmente, muitos desses substitutos de refeição tendem a ser ricos em calorias e incluem ingredientes como álcoois de açúcar. Procure por barras que contenham amido resistente ou amido de milho cru, pois esses ingredientes evitam picos de açúcar no sangue. Como o amido resistente não é digerido no intestino delgado, ele não aumenta os níveis de glicose no sangue.
Além disso, certifique-se de que as barras escolhidas não sejam muito ricas em calorias e sejam ricas em fibras, proteínas e gorduras saudáveis. Mesmo com esses ingredientes, certifique-se de não exagerar nas barras de substituição de refeição. Você pode comê-las como um lanche ocasional ou um café da manhã rápido de vez em quando, ou desfrutar de uma para evitar hipoglicemia ao longo do dia. Barras de reposição de refeições não devem substituir uma refeição adequada.

4. Beber suco de frutas

Erros de gestão de diabetes
O suco de fruta é geralmente considerado uma bebida saudável, mas é uma boa opção para pessoas com diabetes tipo 2? Nem sempre. De acordo com Diabetes.co.uk, a maioria dos tipos de sucos de frutas contém “grandes quantidades de açúcar, que podem aumentar os níveis de açúcar no sangue muito rapidamente”. Pessoas com diabetes devem tentar evitar beber suco de frutas com freqüência. A pesquisa mostrou que o consumo de frutas específicas como mirtilos, uvas e maçãs pode diminuir o risco de diabetes tipo 2, mas uma maior ingestão de suco de frutas pode aumentar o risco de desenvolver diabetes tipo 2.
Explicando: uma maçã tem cerca de 19 gramas de açúcar e 4,5 gramas de fibra. Já o suco de maçã contém 25 gramas de açúcar e apenas 0,5 gramas de fibra. Comer uma maçã satisfará sua fome e estabilizará o açúcar no sangue. Não será o caso com um copo de suco de maçã.

5. Remover totalmente alimentos ricos em gordura de sua dieta

Erros de gestão de diabetes
Consumir muita gordura, principalmente gordura saturada (alimentos como bacon e manteiga), pode levar a um aumento do colesterol ruim (lipoproteína de baixa densidade ou LDL). O diabetes aumenta a probabilidade de você desenvolver doenças cardíacas. Portanto, é ainda mais importante para os diabéticos controlar a ingestão de gordura. No entanto, isso não significa que você deve remover completamente os alimentos gordurosos de sua dieta.
Certos alimentos ricos em gordura podem realmente ser úteis. De acordo com um estudo da Penn State University, comer um abacate diário, que é rico em gordura, pode realmente reduzir os níveis de colesterol "ruim". Aqui estão algumas outras boas opções:
- Peixes gordos (como salmão e sardinha)
- Azeite de oliva
- Oleaginosas (como amêndoas, pistache ou nozes)
- Manteiga de amendoim sem açúcar ou manteiga de amêndoa
- Sementes (como sementes de gergelim, linhaça ou sementes de chia).
Além disso, em um estudo de 2018, os cientistas descobriram que certos tipos de gordura em sua dieta podem fornecer alguma proteção contra o diabetes. A American Diabetes Association recomenda incluir mais gorduras mono e poliinsaturadas do que gorduras saturadas ou trans em sua dieta.
Portanto, não tenha medo de alimentos gordurosos. Basta prestar atenção ao tamanho das porções e certificar-se de que está ingerindo o tipo certo de gordura.
 

6. Beber refrigerante dietético

Erros de gestão de diabetes
Beber bebidas açucaradas é um fator de risco conhecido para o desenvolvimento de diabetes tipo 2. É por isso que os refrigerantes diet são os preferidos dos diabéticos. Embora as bebidas dietéticas não contenham açúcar, geralmente são adoçadas com adoçantes artificiais. Muitos desses refrigerantes diet também têm sabores artificiais, corantes e conservantes.
Especialistas em saúde dizem que refrigerantes sem açúcar são geralmente seguros com moderação para pessoas com diabetes, o que provavelmente não afetará consideravelmente os níveis de açúcar no sangue. No entanto, lembre-se de que essas bebidas não fornecem nenhum nutriente. A American Diabetes Association recomenda bebidas com zero caloria ou bebidas com baixas calorias, como chá quente ou gelado sem açúcar, quando você está com vontade de consumir uma bebida aromatizada.
Compartilhe esta informação com seus entes queridos ...
Registre-se Gratuitamente
Você quis dizer:
Clique aqui "Registre-se", para concordar com os Termos e a Política de Privacidade
Registre-se Gratuitamente
Você quis dizer:
Clique aqui "Registre-se", para concordar com os Termos e a Política de Privacidade