header print

Importante: A duração do coronavírus nas superfícies

O Editor: Anna D.

 

O COVID-19 tornou muitos de nós misofóbicos (fobia de contaminação, germes), e com razão. Em nível pessoal e nacional, a limpeza e a desinfecção explodiram nas últimas semanas. Usamos máscaras para nos proteger das gotas de Coronavírus no ar, lavamos as mãos e usamos luvas para evitar a contaminação dos objetos que tocamos, e limpamos constantemente as superfícies de nossas casas. Equipes inteiras de profissionais em trajes de proteção e máscaras são despachadas para pulverizar áreas afetadas por vírus, e a desinfecção do transporte público e de outros espaços comunitários aumentou em todo o mundo.

Em parte, isso ocorre porque, além do distanciamento social, limpeza e higiene pessoal são as únicas armas que podemos usar para combater o Coronavírus, mas também porque, até recentemente, não tínhamos idéia de quanto tempo o vírus poderia sobreviver em superfícies diferentes. Os primeiros estudos que testam quanto tempo o Sars-CoV-2 pode permanecer ativo no ar e nas superfícies começaram a surgir e nos ensinam que as medidas implacáveis ​​que estamos tomando não foram em vão.

Quanto tempo o coronavírus sobrevive nas superfícies?

Quanto tempo o coronavírus sobrevive nas superfícies?

Como você provavelmente sabe, o novo Coronavírus não é diferente de outros vírus respiratórios, como a gripe, e se espalha através de gotas microscópicas da pessoa infectada quando tosse ou espirra. Com apenas uma tosse capaz de produzir milhares dessas gotas. Algumas fontes também sugerem que o vírus pode se espalhar pelas fezes.

Se não for impedido, esses fluidos corporais infectados podem, finalmente, viajar para outro hospedeiro de várias maneiras. Enquanto as menores partículas do vírus podem permanecer no ar, a maior parte é depositada em outras pessoas, em suas roupas e nas superfícies circundantes. E, embora não esteja clara qual a probabilidade de uma pessoa ser infectada pelo ar e pelas superfícies em que ela toca, as principais organizações de saúde como o CDC e a OMS pedem que mantenhamos rígidos hábitos de higiene e limpeza durante esse período.

Até recentemente, não sabíamos quanto tempo o Sars-CoV-2 pode permanecer ativo em várias superfícies e tivemos que assumir que é como outros tipos de coronavírus, como SARS ou MERS, a esse respeito. Felizmente, os cientistas estão aprendendo mais sobre o novo coronavírus todos os dias e pesquisas do Instituto Nacional de Saúde dos EUA mostram exatamente quanto tempo o vírus é capaz de sobreviver fora do corpo humano.

 

Quanto o coronavírus viva nas superfícies
 
O estudo sugere que o Sars-CoV-2 permanece ativo em diferentes superfícies pelos seguintes períodos:
  • As partículas microscópicas podem sobreviver até 3 horas no ar. É por isso que não é recomendável usar um espanador durante a limpeza ou sacudir roupas e tecidos, pois o vírus pode ser captado no ar e inalado. Em vez disso, limpe sua casa com um pano úmido.
  • O vírus sobrevive apenas 24 horas em papelão, por isso há pouco ou nenhum risco de se expor ao vírus via correio que chega em casa ou em supermercados.
  • Pode levar de dois a três dias para o vírus se dissolver nas superfícies de plástico e aço inoxidável. Com isso em mente, limpe o máximo possível as superfícies mais usadas em sua casa e lave as mãos depois de se expor a objetos de plástico e metal em espaços públicos.
  • As superfícies de cobre matam o vírus em apenas 4 horas, assim como a madeira, tornando os objetos feitos com esses materiais mais seguros que o plástico e outros metais.
  • Não está claro quanto tempo o vírus sobrevive em superfícies porosas, como roupas e tecidos, mas foi sugerido que o vírus possa ser absorvido pelas fibras e morrer mais rápido do que em superfícies duras.

A conclusão é que o vírus pode permanecer ativo em coisas como caixas eletrônicos e botões de elevador, maçanetas, telefones, chaves, bancadas e tampos de mesa laminados por 1 a 3 dias, dependendo do material, portanto, limpar e evitar o uso generalizado de objetos como os mencionados anteriormente em espaços públicos é fundamental. Também é importante aprender a limpar objetos específicos e utilizar essas novas informações que acabamos de aprender.

O que pode e não pode matar o coronavírus?

Quanto o coronavírus viva nas superfícies
Felizmente, a estrutura molecular do coronavírus é muito frágil e seu revestimento gorduroso pode ser facilmente dissolvido pelo uso de produtos químicos como:
  • Álcool na concentração de pelo menos 62-71%, incluindo Listerine ou outro enxaguatório bucal (é cerca de 65% de álcool). Você pode usar álcool para desinfetar superfícies, como o celular, e limpar as mãos com um desinfetante para as mãos.
  • 0,5% de peróxido de hidrogênio (água oxigenada) pode ser usado para limpar superfícies duras, mas pode manchar.
  • Os alvejantes contendo hipoclorito de sódio a 0,1% são eficazes na desinfecção de roupas e de sua casa.
  • O sabão ou sabonete é a melhor maneira de remover o vírus da pele, especialmente se você lavar as mãos por 20 segundos ou mais e em água morna ou quente. Você precisa fazer espuma, que é a maneira mais eficiente de remover o vírus, é por isso que você precisa de pelo menos 20 segundos para fazer espuma.

Os produtos de limpeza que não são eficazes na destruição do novo coronavírus são: vinagre e bebidas alcoólicas, como licores ou vodka (geralmente não contêm mais de 40% de álcool), uma vez que nenhum deles é capaz de penetrar e dissolver o revestimento adiposo do vírus. O mesmo se aplica aos desinfetantes para as mãos com menos de 65% de álcool. Antibióticos e produtos antibacterianos não serão úteis. Eles apenas matam bactérias, não vírus.

Como todos os vírus, o Sars-CoV-2 também é muito sensível à temperatura, luz e umidade e geralmente é destruído em climas quentes e secos (acima de 20 graus Celsius ou 68 graus Fahrenheit). A exposição à luz ultravioleta ou à luz solar também mata o vírus, mas a exposição à luz ultravioleta é perigosa para a pele, portanto esse método deve ser reservado para a desinfecção de objetos.

Com todas essas informações em mente, continua sendo crucial que você continue a limpar e higienizar sua casa completamente através dos diferentes métodos mencionados. Também é importante lavar as mãos e evitar tocar no rosto com as mãos sujas.

Curiosamente, os médicos do Hospital Johns Hopkins informam que manter as unhas curtas e hidratar as mãos também é importante. A maior parte da sujeira está escondida sob nossas unhas, assim como a maior parte do vírus. Com unhas muito curtas, você terá muito menos germes, e uma camada protetora do hidratante não permitirá que o vírus penetre na pele.

Fique seguro!

Registre-se Gratuitamente
Você quis dizer:
Clique aqui "Registre-se", para concordar com os Termos e a Política de Privacidade
Registre-se Gratuitamente
Você quis dizer:
Clique aqui "Registre-se", para concordar com os Termos e a Política de Privacidade