header print

A Perda de Olfato é um Sinal de Perigo

O Editor: Bruna Santos

 “Não meta o nariz onde não é chamado”. Nossos pais usaram muito essa frase para nos ensinar que ser intrometido não é algo positivo. Embora possa ser verdade em um nível metafórico, ter um olfato aguçado pode beneficiar não apenas aqueles que gostam de perfume ou participam de eventos de degustação de vinhos. 

Pesquisas recentes mostram que, ao subestimar seu sentido do olfato, você pode estar cometendo um erro muito grave, pois a diminuição da capacidade de sentir o cheiro pode dizer muito sobre sua saúde e até prever quanto tempo viverá e se sofrerá ou não de quaisquer doenças cerebrais.

 

 Quão importante é nosso olfato?

perda de olfato

Embora os humanos dependam fortemente de sua visão como um meio de perceber seu ambiente, nosso olfato pode ser mais importante do que poderíamos esperar. No final, se pensarmos sobre isso, nosso sentido do olfato desempenha um papel significativo em nosso apetite, podendo nos alertar sobre possíveis perigos no meio ambiente, mas também nos ajudando a encontrar um parceiro adequado; visto que pesquisas mostram que confiamos em nosso olfato para encontrar um parceiro com um sistema imunológico diferente.

Outra observação interessante é o fato de que temos associações positivas e negativas, e memórias ligadas a certos odores, ou seja, certos odores podem afetar nosso humor e nossas emoções. Se você não acredita em mim, apenas tente se lembrar do cheiro de uma torta recém-assada de dar água na boca, ou do cheirinho de terra molhada depois da chuva.

perda de olfato

Diversas observações intrigantes foram feitas nos últimos anos, o que nos dá uma nova maneira de entender o papel do olfato para os seres humanos. Foi observado há muito tempo que a diminuição do olfato pode prever o desenvolvimento de certas doenças cerebrais degenerativas, tais como:

• Mal de Parkinson;
• Esclerose múltipla;
• Doença de Alzheimer;
• Esquizofrenia;
• Depressão;
• Condições autoimunes.

Também foi observado que certas fragrâncias, como os óleos essenciais de limão e lavanda, têm um efeito positivo sobre o estresse, as reações da pele e o humor das pessoas. Um estudo, por exemplo, mostrou que cheirar óleo essencial de limão pode realmente impulsionar o seu humor.

Mas um estudo recente publicado na revista médica Annals of Medicine chegou a uma conclusão ainda mais surpreendente: eles descobriram que idosos saudáveis e ativos com mais de 70 anos tinham quase 50% mais chances de falecer no curso dos próximos 10 anos se seu olfato estiver relativamente pior.

perda de olfato

Os pesquisadores não conseguem explicar o que representa uma grande porcentagem das mortes, já que dos 2289 participantes, apenas 22% faleceram devido a condições neurodegenerativas, 6% morreram como resultado da perda de peso e os demais não foram resolvidos. O que é ainda mais surpreendente é que um olfato ruim foi o mais forte preditor de mortalidade no grupo de participantes com excelente e boa saúde.

Assim, o estudo concluiu que um bom olfato nos seus 70 e 80 anos pode prever a longevidade, enquanto o mau olfato aumenta o risco de mortalidade. Além disso, outros estudos sugerem que um mau olfato pode ser um dos primeiros sintomas de doenças neurodegenerativas e autoimunes, embora os dados sobre os efeitos imunológicos sejam principalmente limitados a modelos animais.

Isso significa que você deve ficar atento e consultar o seu médico se observar que o olfato diminuiu drasticamente ou rapidamente, pois pode ser um sinal de alerta para um problema mais sério.

Registre-se Gratuitamente
Você quis dizer:
Clique aqui "Registre-se", para concordar com os Termos e a Política de Privacidade
Registre-se Gratuitamente
Você quis dizer:
Clique aqui "Registre-se", para concordar com os Termos e a Política de Privacidade