header print

Como Manter a Boa Digestão Durante Viagens

O Editor: Bruna Santos

 Viajar deve ser uma experiência relaxante, uma oportunidade de mudar o cenário para algo novo e excitante, e uma chance de se divertir. Infelizmente, enquanto nos divertimos, normalmente experimentando novos alimentos, bebendo mais do que o habitual e relaxando na praia, muitas vezes as férias acabam sendo um desafio para o seu corpo, especialmente para o seu intestino, com mais da metade dos turistas experimentando algum tipo de problema digestivo. A maioria dos viajantes sofre de problemas como diarreia, constipação, azia e inchaço, e qualquer coisa que comece com a comida do avião até seus níveis de atividade pode afetar sua saúde digestiva. 

Esses aborrecimentos podem ser extremamente desconfortáveis e podem até arruinar seus planos de férias, mas não precisa ser assim. Você pode evitar os problemas intestinais de viajantes comuns levando em consideração algumas coisas e seguindo as dicas sugeridas neste artigo. 

 
1. Preste atenção ao seu consumo de fibra
boa digestão

A fibra é essencial para a nossa saúde digestiva de muitas formas, por isso, é importante ter certeza de que você está comendo o suficiente. A ingestão de fibras é especialmente crucial quando você viaja, já que 48% dos viajantes sofrem de prisão de ventre, e a fibra ajuda a manter as coisas em movimento, mesmo quando você está estressado e não é muito ativo. 

Para ter certeza de que está obtendo fibras suficientes, é possível criar uma regra para você comer muitas frutas e verduras enquanto viaja, ou incluir mais grãos integrais em sua alimentação. Embalar uma maçã e uma barra de cereais integrais em sua bolsa como um lanche saudável também é uma ótima maneira de aumentar a ingestão de fibras. Se você quiser saber quais alimentos são particularmente ricos em fibras, clique aqui

2. Água e chás de ervas são seus aliados
boa digestão

Ficar desidratado enquanto viaja é assustadoramente fácil, pois tendemos a esquecer a nossa ingestão de água quando estamos na praia ou explorando um local novo, e pode ser um incômodo beber muita água no avião ou condução. Essas são exatamente as armadilhas que podem causar prisão de ventre e piorar seus sintomas de diarreia, por isso recomendamos beber bastante água e mais um pouco para evitar esses problemas. E enquanto substituir água por refrigerantes, café ou coquetéis pode parecer tentador, não se submeta a essa tentação, pois todas essas bebidas podem, na verdade, desencadear problemas digestivos que variam de azia a diarreia. 

Por fim, também pode ser uma decisão inteligente armazenar um pouco de chá de hortelã, se você for propenso a constipação intestinal, inchaço e gases, pois isso pode ajudar a aliviar o inchaço e acalmar seu intestino. 

3. Evite alimentos pesados
boa digestão

Mesmo que você tenha 100% de certeza que os alimentos que você come durante as férias são seguros e preparados adequadamente, você não está imune a problemas digestivos. Isso ocorre porque tendemos a dormir menos, comer mais e mudar o horário das refeições durante as férias, o que torna nosso intestino mais sensível aos tipos de alimentos que comemos. 

Além do mais, todos nós sabemos em que tipo de comida nos deliciamos com as férias: tudo que é doce demais, salgado demais, sem verduras e, de preferência, frito. E enquanto experimentar novos alimentos locais e cozinhar a menor quantidade possível de comida é certamente parte de qualquer aventura, recomendamos que você esteja atento ao tipo de alimentos que escolhe comer. 

Alimentos oleosos, gordurosos e excessivamente processados podem causar prisão de ventre, e alimentos e bebidas açucarados, assim como laticínios, podem provocar diarreia. Comer porções que são muito grandes, muito rápidas, exageradas em cafeína e alimentos ácidos podem causar refluxo ácido, enquanto o consumo de muitos feijões, brócolis e repolho pode causar inchaço e gases. Há também alguns alimentos desencadeantes que pioram seus sintomas especificamente, então, se você sabe, por exemplo, que o chocolate ao leite geralmente o deixa com dor de barriga, evite-o mesmo nas suas férias.

4. Não ignore seu intestino
boa digestão

Se você está acostumado a um determinado horário de refeição, tente mantê-lo enquanto viaja o máximo que puder. Isso fará com que você tenha muita energia e mantenha seu fluxo digestivo estável. 

Outro erro comum que as pessoas cometem é ignorar o desejo de ir ao banheiro, o que pode levar à prisão de ventre. Mesmo que você não se sinta particularmente confortável em usar um banheiro público ou aquele em seu hotel, é importante ouvir seu corpo, afinal, todos fazemos isso. Caso contrário, você está arriscando transformar suas férias inteiras em uma pausa extensiva e muitas vezes dolorosa no banheiro.

5. Mantenha-se ativo
boa digestão

Agora, faz sentido dar uma pausa na sua rotina de exercícios quando você está viajando, mas você ainda tem que permanecer ativo quando está de férias, caso contrário, seu sistema digestivo pode ficar mais lento, o que pode trazer uma variedade de sintomas digestivos. 

Os médicos apontam que exercícios de média intensidade podem melhorar a digestão e prevenir a constipação (obviamente, não apenas quando você está de férias). Mesmo se você estiver relaxando na praia 24 horas por dia, 7 dias por semana, tente fazer caminhadas regulares (ou nados) todos os dias para manter seu corpo, especialmente seu intestino, ativo e feliz.

6. Lave as mãos (frequentemente)
boa digestão

Lavar as mãos com sabão sempre que puder é uma ótima maneira de prevenir intoxicações alimentares, pois, apesar da crença popular, pegamos muitas bactérias e vírus intestinais ruins de nossas próprias mãos, e não dos alimentos infectados. Piscinas, banheiros, maçanetas, aviões e ônibus são todos um terreno fértil para bactérias nocivas, com muitas vezes milhares de pessoas passando por esses lugares todos os dias. 

Mesmo que você não consiga lavar as mãos antes e depois de cada refeição, lembre-se de levar consigo lenços umedecidos, guardanapos e desinfetante para as mãos o tempo todo e usá-los constantemente. Quando lavar as mãos, certifique-se de usar sabão e evitar fechar a torneira ou tocar em qualquer maçaneta diretamente com as mãos depois de lavar as mãos (use uma toalha ou um guardanapo), pois os banheiros são conhecidos por espalhar todos os tipos de micro-organismos nocivos.

7. Faça pesquisas
boa digestão

Antes de viajar para um determinado país, pesquise a segurança alimentar nesse destino, pois, em muitos lugares, a comida de restaurante e de rua, bem como a água da torneira, podem não ser tão seguras como no seu país de origem. Se qualquer um dos acima mencionados é um problema, sempre evite comida de rua e escolha restaurantes cuidadosamente. 

Se a água é um problema, também evite cubos de gelo em suas bebidas. Alguns médicos recomendam que você fique grudado na água engarrafada, não importa para onde esteja planejando ir, já que a composição da água da torneira local pode diferir do que seu corpo está acostumado, o que pode perturbar seu estômago. 

Também é mais seguro manter alimentos cozidos em vez de crus, assim como escolher produtos pasteurizados para garantir que seus alimentos estejam livres de bactérias nocivas. Nós escrevemos um artigo sobre 10 alimentos que normalmente causam intoxicação alimentar que você pode conferir. 

8. Kit de primeiros socorros por precaução
boa digestão

Como você deve ter notado, todas as dicas que mencionamos anteriormente são maneiras de prevenir um mal-estar estomacal e intestinal, que é, claro, ótimo, mas o que você pode fazer se estiver lá, no destino turístico dos seus sonhos, sofrendo de um problema digestivo? Para esse isso, sugerimos um kit de primeiros socorros bem abastecido. 

O mesmo funciona para pessoas que sabem que sempre sofrem de um determinado problema enquanto viajam, e assim estarão bem prevenidas. Aqui estão alguns medicamentos de venda livre que você pode querer levar: 

1. Se você sofre de prisão de ventre persistente em viagens, você se beneficiará de cascas de psyllium ou laxantes formadores de volume, que, ao contrário de outros laxantes, não causam dependência e não são propensos a ter complicações. Tenha em mente que você precisará beber muita água se estiver fazendo isso, ou então eles podem piorar seus sintomas. 

2. Se a azia é a sua principal preocupação, você pode tomar antiácidos, o que irá melhorar os sintomas, mas tenha em mente que você não deve tomá-los por mais de uma semana. 

3. Se tiver diarreia ligeira, pode comprar Peptozil ou Cloridrato de loperamida. 

Tenha em mente, no entanto, que os sintomas persistentes ou graves exigirão atenção médica profissional, especialmente se forem acompanhados por febre, cãibras, sangue nas fezes, etc. Precisa de mais orientação para os viajantes? Aqui está um ótimo recurso

Registre-se Gratuitamente
Você quis dizer:
Clique aqui "Registre-se", para concordar com os Termos e a Política de Privacidade
Registre-se Gratuitamente
Você quis dizer:
Clique aqui "Registre-se", para concordar com os Termos e a Política de Privacidade