maavaron
Você está sendo transferido para a página solicitada...
header print

Provavelmente NÃO É o Glúten Que Está Causando Problemas Intestinais

 Se você sabe de fato que não tem doença celíaca, mas ainda pensa que é o glúten na sua dieta que está causando problemas, os cientistas finalmente parecem ter encontrado uma resposta.

A primeira coisa a saber é que a sensibilidade ao glúten pode não ser uma coisa real. No entanto, há muitas pessoas que sofrem problemas no estômago sempre que comem pão. Os resultados de um novo estudo que acaba de ser publicado afirmam que, na verdade, não é o glúten o responsável por causar os problemas, mas o componente do trigo, com o qual o pão é feito.

A doença celíaca se manifesta como uma resposta imune ao glúten, que é uma família de proteínas encontradas em trigo, centeio, cevada, aveia e alimentos similares. A incidência de doença celíaca em uma determinada população é geralmente cerca de 1,3%.

 
problemas intestinais

O estranho é que as pessoas tendem a se queixar de sintomas adversos muito mais frequentemente ao comer trigo. Alguns dizem que sua incidência pode ser 10 vezes maior que a doença celíaca - até 13%. Embora esses problemas intestinais tenham sido inicialmente atribuídos ao glúten, crescentes pesquisas apontam para uma nova possibilidade.

Uma equipe de pesquisadores da Universidade Monash, na Austrália, realizou extensas pesquisas sobre o assunto e descobriu que os carboidratos de cadeia curta são os prováveis responsáveis pelos sintomas normalmente atribuídos ao glúten.

Esses carboidratos se fermentam no intestino, resultando em inchaço e outros sintomas desagradáveis. Outro estudo realizado sobre eles, em 2014, determinou que os sintomas da síndrome do intestino irritável foram reduzidos naqueles que seguiram uma dieta baixa em carboidratos de cadeia curta.

problemas intestinais

Além disso, a equipe da Universidade Monash conseguiu destacar um desses carboidratos de cadeia curta como principal culpado por trás dos sintomas gastrointestinais adversos. Descobriu-se que o frutano é o responsável por desencadear 15% mais inchaço e um aumento de 13% nos sintomas. Por outro lado, verificou-se que o glúten não pode ser atribuído a inchaços crescentes ou sintomas gastrointestinais.

Os resultados obtidos no estudo dão uma indicação clara de por que aqueles que adotam uma dieta sem glúten muitas vezes não se recuperam completamente. Os frutanos são encontrados em grãos como trigo, centeio e cevada, mas também estão presentes em outros alimentos como aspargos, alho e cebola.

Por mais que o glúten tenha sido considerado o causador principal doença celíaca, e as pessoas que tinham esse problema aleguem sentir uma melhora depois de cortar o trigo da alimentação, parece que a suposição inicial sobre o glúten estava equivocada.

 

Registre-se Gratuitamente
Você quis dizer:
Clique aqui "Registre-se", para concordar com os Termos e a Política de Privacidade
Registre-se Gratuitamente
Você quis dizer:
Clique aqui "Registre-se", para concordar com os Termos e a Política de Privacidade