header print

Saiba Por Que Esses 9 Peixes Não São Bons Para Consumo

 O peixe é um alimento gostoso e saudável, mas há certos tipos de peixe que não fazem tão bem à saúde por diversos fatores. Listamos nove deles abaixo e explicamos por que você deve diminuir o consumo ou até mesmo evitá-los. Confira.
 
Bagre importado
9 tipos de peixe que não são bons para consumo
Fonte da imagem
Consumo: não recomendado
Como se trata de um peixe de tamanho considerável, o bagre precisa de um local grande para crescer. No entanto, muitos produtores deste peixe colocam hormônios nos tanques onde são criados, para que assim possam crescer rapidamente e serem vendidos o quanto antes. Isso é comum em peixes vindos da Ásia. Por isso, caso queira consumi-lo, o ideal é ir a uma peixaria.
Cavala
9 tipos de peixe que não são bons para consumo
Fonte da imagem
Consumo: 200 gramas para adulto e 100 gramas para crianças
Este peixe contém mercúrio, um componente químico que o corpo humano não consegue eliminar. A cavala que é pescada no Atlântico é a menos perigosa, então você pode consumir um pouco mais. É sempre importante verificar a procedência do peixe.
Atum
9 tipos de peixe que não são bons para consumo
Fonte da imagem
Consumo: 100 gramas por mês para adulto; não recomendado para crianças
Embora seja popular e tenha boas propriedades à saúde, não é recomendável consumir muito atum, especialmente as espécies atum-barbatana-negra e o atum-rabilho. O motivo é o mesmo da cavala: este peixe também tem mercúrio. Além disso, grande parte dos atuns são de cativeiro, já que, devido ao alto consumo mundial, o peixe pode até entrar em extinção. E os produtores colocam hormônios e antibióticos para acelerar e aumentar a produção.
Tilápia
9 tipos de peixe que não são bons para consumo
Fonte da imagem
Consumo: não recomendável para pessoas com doenças cardíacas, asma e artrite
A tilápia tem uma boa quantidade de gordura, mas, ao contrário de outras espécies como o salmão, sua gordura não é nada saudável. O consumo em excesso pode aumentar os níveis de colesterol e até mesmo ocasionar algumas alergias.
 
Enguia
9 tipos de peixe que não são bons para consumo
Fonte da imagem
Consumo: 300 gramas por mês para adultos e 200 gramas por mês para crianças
A enguia é outro peixe bem gorduroso. Além disso, absorve facilmente resquícios industriais da água onde vivem. Nos Estados Unidos, foi comprovado que muitas das espécies têm altos níveis de toxinas. Além disso, as espécies da Europa têm alta concentração de mercúrio.
Peixe-panga
9 tipos de peixe que não são bons para consumo
Fonte da imagem
Consumo: não recomendado
Embora não seja muito popular no Brasil, é preciso ficar atento ao consumo desta espécie. Grande parte dos peixes-panga encontrados em peixarias são do Vietnã, mais especificamente do Rio Mekong – um dos rios mais contaminados do mundo. Além disso, este peixe contém um nível elevado de nitrofurazona e polifostatos, que são substâncias cancerígenas.
Tilefish
9 tipos de peixe que não são bons para consumo
Fonte da imagem
Consumo: 100 gramas por mês para homens; não recomendável para mulheres e crianças
Este peixe contém muito mais mercúrio do que os outros já aqui citados, e por isso é bom evitá-lo para que não ocorra até mesmo um caso de intoxicação alimentar.
Robalo
9 tipos de peixe que não são bons para consumo
Fonte da imagem
Consumo: 200 gramas para adulto e 100 gramas para criança
O robalo também tem uma alta concentração de mercúrio. Além do mais, se você comprar os filés, corre o risco de ser enganado, pois podem te vender outro espécie mais barata, e muitos compram sem perceber.
Pâmpano-manteiga (Dollarfish)
9 tipos de peixe que não são bons para consumo

Fonte da imagem
Consumo: Não recomendável para pessoas com problemas digestivos
Embora não seja tão popular no Brasil, é possível encontrar este peixe em alguns supermercados. Tem esse nome por causa da carne macia e amanteigada. No entanto, ele contém gempylotoxin, uma substância gordurosa que não é facilmente digerida. Portanto, se ainda quiser consumi-lo, a melhor opção é grelhar para remover a maior quantidade possível de gordura.

Como escolher o melhor peixe
•    Os peixes frescos têm olhos e escamas brilhantes, por isso, se estiver com a superfície seca, não é fresco. Evite. Se o rabo estiver com uma consistência pouco firme, também é um indicador.
•    Ao comprar diretamente de produtores que os criam em tanques, é importante ver se a água está clara e limpa. Escolha o peixe que esteja mais próximo da superfície.
•    Ao comprar salmão, escolha as porções com linhas brancas entre as camadas da carne. Preste atenção: se o peixe estiver completamente vermelho e sem essas linhas, significa que o produtor utilizou tintura.

Fonte: brightside

Registre-se Gratuitamente
Você quis dizer:
Registre-se Gratuitamente
Você quis dizer: