header print

10 Alimentos e Bebidas Que Você Deve Evitar ao Viajar de Avião

 

É muito difícil não ficar com fome em um voo, a menos que você esteja viajando muito cedo pela manhã e a única coisa que talvez queira é dormir um pouco. Comer no avião é bom, mas na verdade existem certos alimentos e bebidas que você deve evitar consumir durante o voo. 

Abaixo, você encontrará 10 itens que é melhor evitar:

 
1. Cebola e alho
não coma e nem beba essas coisas no avião

O composto sulfeto de alilo é dos responsáveis por aquele característico hálito de alho ou cebola, e que pode levar até 24 horas para ser removido do seu corpo. Felizmente, há uma forma bem fácil de acabar com isso. Comer alimentos como maçãs cruas ou folhas de hortelã pode ajudar a desodorizar a respiração depois de ter comido alho ou cebola. 

2. Álcool 
Para quem tem medo de avião, tomar um pouco de álcool pode parecer uma ótima maneira de se acalmar, mas é preciso pensar duas vezes. Voar por si só já causa desidratação. Além disso, sentar-se em um avião apertado por mais de quatro horas já aumenta as chances de coágulos sanguíneos em quem tem alto risco, e a desidratação causada pelo álcool acrescenta mais uma camada de risco.

3. Café
não coma e nem beba essas coisas no avião

Tomar uma xícara de café a caminho do portão de embarque é um hábito comum, mas essa xícara contém cerca de 410 miligramas de cafeína. Em duas horas depois do voo, você já terá incomodado as pessoas ao lado com várias idas ao banheiro, além de inquietação. Um estudo de 2017 descobriu que 6 miligramas de cafeína por quilograma de peso corporal podem agir como um diurético, levando à perda de sódio, potássio e fluidos. Isso pode resultar em cãibras musculares e dores de cabeça. 

4. Chocolate amargo 
Quando pensamos em cafeína, geralmente pensamos em café, mas o chocolate amargo pode causar um grande impacto na cafeína. Por exemplo, uma barra de 100 gramas com 85% de cacau tem cerca de 80 miligramas de cafeína, e grãos de café expresso com cobertura de chocolate contêm até 336 miligramas por porção.

5. Salame
não coma e nem beba essas coisas no avião

Aquele sanduíche de salame que você pegou enquanto esperava no aeroporto pode te causar problemas quando você estiver no ar. O salame é um alimento rico em histamina, por isso, comê-lo pode agravar as alergias nasais ou a sinusite, fazendo com que a decolagem e o pouso sejam um pesadelo congestivo. Da próxima vez, compre um sanduíche de peito de peru, frango desfiado ou vegetariano. 

 

6. Água da torneira 
Claro, as companhias aéreas distribuem água em garrafas, mas o café e o chá são feitos com água da torneira - e você pode querer esperar até que você caia. Há uma lei nos Estados Unidos, criada em 2009, que exige que as companhias aéreas inspecionem seus sistemas de água pelo menos a cada cinco anos, o que é muito tempo para uma série de erros. Um estudo realizado em 2015 descobriu que a água de dois aviões testados continha bactérias que causam doenças. Leve sua própria garrafa de água e encha-a em uma fonte de água segura depois de passar pela segurança.

7. Frutas secas
não coma e nem beba essas coisas no avião

Aquele pacote de damascos secos pode parecer atraente se nenhuma refeição estiver incluída no voo, mas você pode se arrepender se tiver sido diagnosticado com asma recentemente e não estiver familiarizado com seus gatilhos. Frutas secas podem conter sulfitos, o que poderia promover um ataque. Além disso, níveis mais baixos de oxigênio podem piorar os problemas respiratórios. 

8. Amendoim e manteiga de amendoim 
O amendoim é um petisco muito saboroso, mas você passará fome se o comissário de bordo anunciar que alguém no voo tem uma alergia grave a amendoim, e também nozes. Como o avião recicla uma porcentagem do ar da cabine, a abertura de um pacote desses alimentos pode expor a pessoa alérgica a partículas potencialmente mortais.

9. Sanduíche de café da manhã
não coma e nem beba essas coisas no avião

Se você gosta de comer algum sanduíche de fast-food logo de manhã, pense bem. Uma unidade contém 1.989 miligramas de sódio, 86% da recomendação máxima diária, que é de 2.300 miligramas. Todo esse sódio pode aumentar a pressão sanguínea, o que é mais preocupante quando se considera o fato de que o baixo oxigênio do voo já sobrecarrega o coração. 

10. Refrigerantes e bebidas gasosas 
Níveis mais baixos de oxigênio podem fazer com que os voos sejam difíceis para aqueles com distúrbios pulmonares. Um estudo descobriu que 18% dos passageiros com doença pulmonar tinham pelo menos uma dificuldade respiratória leve ao voar. Para piorar, a expansão de gás em altas altitudes pode aumentar a pressão sobre os pulmões. Portanto, é recomendável que bebidas gasosas sejam evitadas em viagens de avião. 

Fonte: rd | Imagens: depositphotos

Registre-se Gratuitamente
Você quis dizer:
Clique aqui "Registre-se", para concordar com os Termos e a Política de Privacidade
Registre-se Gratuitamente
Você quis dizer:
Clique aqui "Registre-se", para concordar com os Termos e a Política de Privacidade