header print

Seguir em Frente: Como Viver Após a Perda do Seu Cônjuge

 Quando meu pai faleceu há muitos anos, tive um grande choque e sofri bastante, mas até então eu nunca consideraria o impacto que isso teve na vida da minha mãe. Então, infelizmente mais tarde na vida aprendi o que é a perda do cônjuge e como a pessoa realmente se sente. Esse golpe devastador mudou meu mundo de uma maneira que eu não estava preparado. Eu nunca soube que sentiria a culpa em ainda estar viva, e ainda me deparei com a raiva de ter sido deixada sozinho. Mas o que eu percebo agora é que sentimentos como este são normais, embora as pessoas sintam a dor de formas diferentes.
 
Não existem regras duras e rápidas sobre como chorar e lidar com o luto, mas os conselhos a seguir podem te ajudar como ajudaram a mim, para que assim possa encontrar o seu caminho através do trauma da perda de um ente tão querido e importante em sua vida.
 
O Processo de Luto
psicologia Como lidar com a perda do cônjuge idosos

A aflição pode trazer dor emocional e física. As pessoas podem chorar facilmente e sofrer com as seguintes dificuldades:
• Problemas para dormir
• Perda de apetite
• Dificuldade de concentração
• Dificuldade em tomar decisões

Ao mesmo tempo em que você é forçado a lidar com a sua perda, também pode estar lutando para voltar à rotina, agora sem a sua companhia, o que é um trabalho árduo para muitas pessoas. Alguns fazem melhor do que outros, sem dúvida. No entanto, a maioria de nós dependerá do apoio da família, dos amigos e da nossa fé. Outros precisam da ajuda profissional de um bom psicoterapeuta ou, em casos mais, graves, até ir ao psiquiatra para evitar cair em depressão. É por isso que é bom ter as pessoas por perto.

Ao longo do tempo, a maioria das pessoas começam a observar uma mudança na maneira como estão lidando com a perda. Aquela dor intensa diminuiu ou até desapareceu, mas você ainda sente carinho e afeição. Se tiver mais dias bons do que ruins, isso significa que está começando a melhorar. É essencial se lembrar de não se sentir culpado por estar desfrutando de bons momentos sem o seu parceiro, já que ele se foi.
 
Porém, infelizmente, algumas pessoas são tão dominadas pela perda de seu cônjuge que não conseguem sair do luto. Isso pode levar à ansiedade e depressão. Se você é incapaz de executar suas tarefas diárias por causa dessa dor, considere conversar com um médico. Esse suporte pode te ajudar na transição de uma nova fase da vida, e pode ser necessário já que você não consegue administrar por si mesmo.

O luto do homem é diferente da mulher?
psicologia Como lidar com a perda do cônjuge idosos

Naturalmente, os sentimentos de dor que a perda de um cônjuge pode ser semelhante para homens e mulheres, mas pode haver grandes diferenças entre a experiência de perder um marido ou uma esposa.

Os casais vivem juntos por muitos anos, sendo cada um deles responsável por tarefas domésticas particulares. Um pode lidar com o carro e outro com as contas, por exemplo. Então, quando de repente uma pessoa se vai, o outro fica confuso sobre o que fazer com as tarefas que realizaram juntos tão bem por tanto tempo. Pode levar tempo para aprender a melhor maneira de fazer todos esses trabalhos, mas depois de um tempo se aprende.

Alguns podem de repente sentir mais preocupações sobre segurança e proteção do que antes. Portanto, certifique-se de que a sua casa está segura. Procure a ajuda dos amigos e da família se não tiver ideia do que fazer exatamente.

Formas de gerenciar e lidar com o seu sofrimento
psicologia Como lidar com a perda do cônjuge idosos

Para começar, pode haver muitos detalhes e formalidades que estão mantendo você ocupado o suficiente para que você ainda não tenha enfrentado a dor de frente. Mas este momento vai chegar e, por isso, aqui estão 10 coisas que você deve ter em mente e que podem te ajudar muito:

1. Cuide-se
O sofrimento pode realmente afetar sua saúde. Tente se lembrar de fazer exercícios, se alimentar bem e dormir o suficiente. Evite depender de álcool ou tabaco para mascarar, pois vão sobrecarregar a sua saúde e, portanto, o seu humor, tornando-o mais triste.

2. Comer adequadamente
O ato de comer é também um ato social e, de repente, você tem que fazer isso sozinho. A ideia é adquirir um novo hábito. Por um tempo, ligue a televisão ou o rádio, coloque uma música suave enquanto come a sua refeição. Busque por novas receitas em livros ou na internet para trazer novidades à sua cozinha e ao seu paladar.

3. Fale com os amigos
Sua família e amigos compartilham a sua dor, mas podem ter medo de abordar o assunto com você. Organize um tempo onde você pode falar sobre o assunto com eles. Este pode ser um momento leve e alegre, compartilhando boas memórias. Sempre aceite a ajuda e o apoio dos amigos e familiares. Você vai precisar mais deles do que pensa.

psicologia Como lidar com a perda do cônjuge idosos
 
4. Participe de um grupo de apoio
De alguma forma, muitas vezes podemos suportar nossos fardos melhor quando sabemos que outra pessoa está carregando o mesmo peso. Por esta razão, muitas pessoas encontram grande conforto ao frequentar grupos locais sobre luto, seja em hospitais, comunidades religiosas ou organizações não governamentais (ONGs). Pode até haver grupos de suporte na internet em que você possa confiar.

 

5. Visite membros de sua comunidade religiosa
A fé é muito importante para lidar com a dor. Cada religião tem uma forma de lidar com o luto, por isso o padre, pastor, monge etc., além dos amigos da comunidade, terão muitas coisas sábias para te dizer. 
Você também pode encontrar conforto em orações e textos, além de música que eleve o seu humor.

6. Não faça grandes mudanças imediatamente
Se você sentir o impulso de mudar de emprego, casa ou cidade, tente pensar sobre isso por um tempo primeiro. Lidar com uma mudança importante é muito mais gerenciável do que lidar com várias, apesar do desejo de fugir. Pense por algumas semanas, ou até mesmo meses, para ver se você ainda se sente da mesma maneira, então estará com a mente mais tranquila para ver o que é melhor para o seu futuro.

7. Consulte o médico
Agora, mais do que nunca, é muito importante visitar o seu para uma boa avaliação e atualização da sua saúde. Fale sobre quaisquer novos problemas de saúde que tenha adquirido, especialmente se suas atividades cotidianas estão começando a parecer difíceis de cumprir.

psicologia Como lidar com a perda do cônjuge idosos

8. Busque ajuda profissional se precisar
Muitas pessoas relutam em buscar a ajuda de um psicólogo, mas saiba que são excelentes profissionais que podem te ajudar a encontrar um caminho norteador após uma perda tão difícil. Uma psicoterapia, mesmo que em curto prazo, vai valer a pena.

9. Lembre que seus filhos também estão sofrendo
Os laços familiares podem ser tão fortes que a ida de um ente querido pode interromper ou fragilizar as relações de pais e filhos. Por isso, disponibilize tempo para uma comunicação aberta e honesta uns com os outros, porque levará tempo para que todos reajam a essa nova fase da vida.

10. O luto leva tempo
Não se preocupe se suas emoções e sentimentos ainda estão intensas. Muitas pessoas vivem em uma espécie de montanha-russa emocional por um tempo. Respeite a si mesmo e administre a sua dor.

Ideias para seguir em frente na vida
psicologia Como lidar com a perda do cônjuge idosos
Pode ser assustador ou perturbador ter que recomeçar a vida sem a sua alma gêmea, mas algumas pessoas têm encontrado algumas ideias sobre o que fazer no dia a dia. Você pode, por exemplo, fazer planos semanais de atividades, como:
• Caminhar com um amigo
• Ir à biblioteca do seu bairro ou cidade
• Fazer voluntariado
• Participar de um grupo de exercícios
• Participar de um grupo de canto
• Cuidar dos netos
• Adotar um animal de estimação
• Iniciar um curso em um centro de idosos ou até mesmo uma faculdade
• Manter contato com amigos e familiares sempre
Ideias para cuidar de suas tarefas
psicologia Como lidar com a perda do cônjuge idosos
Uma vez que você começa a se sentir mais independente, precisará considerar classificar seus assuntos financeiros e jurídicos. Considere o seguinte:
• Renove o seu testamento, caso o tenha, e consulte um advogado para isso.
• Examine as opções de procuração durável em questões jurídicas e de saúde, caso você não possa tomar decisões médicas e legais no futuro.
• Coloque a propriedade conjunta (como a casa ou carro) em seu nome.
• Verifique quais mudanças você deve fazer para no plano de saúde e seguros de vida, carro e casa, dentre outros.
• Listar as contas que serão pagas nos próximos meses.
 
Então, quando você se sentir forte o suficiente, veja as roupas do seu parceiro e os itens pessoais. Separe-os em três pilhas: para manter, para doar, e outra que você talvez ainda não tenha certeza. Peça a outras pessoas para ajudá-lo a decidir. Considere se você deseja manter itens particularmente especiais para ser dado aos parentes como uma lembrança de como o seu cônjuge tocou a sua vida e a de todos ao redor.
Ideias para socializar
psicologia Como lidar com a perda do cônjuge idosos
Em algum momento ou outro, você provavelmente vai querer considerar se aventurar no mundo como uma viúva ou viúvo. Se voltar para casa sozinho depois de um evento social possa ser estranho de início, considere o seguinte:
• Não se apresse e nem faça tudo de uma vez. Acalme-se.
• Você não tem que esperar por outras pessoas para fazer planos; você mesmo pode dar o primeiro passo.
• Participe de atividades em grupo, como ir ao centro de idosos ou convide pessoas para jantar.
• Com outros amigos casados, organize eventos informais, como ver um filme, fazer um almoço ao ar livre ou caminhada, para evitar lembrar do tipo de atividades que você fazia só com o seu cônjuge.
• Procure uma atividade que você realmente gosta de fazer. Você provavelmente vai se divertir e também conhecer novas pessoas.
• Não se limite a amizades com pessoas de sua própria idade.
• Animais de estimação podem ser grandes companheiros também.
Por último: 3 lembretes importantes
psicologia Como lidar com a perda do cônjuge idosos

1. Busque sempre ajuda da família, amigos e profissionais.
2. Esteja aberto a novas experiências.
3. Ajuste a sua nova vida ao seu tempo, sem se apressar ou sequer forçar decisões.

Fonte: nia.nih.gov
Fotos: Depositphotos

Registre-se Gratuitamente
Você quis dizer:
Registre-se Gratuitamente
Você quis dizer:
App Logo
Nosso app é fácil!