header print

Tratando Obesidade e Depressão Simultaneamente

 Os olhares de julgamento, os conselhos não solicitados, o escárnio e o bullying. Conforme uma pessoa ganha peso, ela se torna um alvo de todas essas coisas. Isso, emparelhado com uma obsessão social com figuras magras e imagens de modelos que não espelham a realidade, e toda a conversa sobre dietas só serve para criar um buraco emocional que só pode ser preenchido por comida.

Comer é bom. É ótimo, na verdade. Mas a satisfação que obtemos com a comida não é sustentável, e à medida que ela desaparece, nos encontramos desmoronando novamente, o que, por sua vez, nos leva a buscar o conforto da comida novamente. E quando comemos mais, nos sentimos pior à medida que nossos corpos se afastam cada vez mais do maldito padrão de beleza. Veja bem, os escárnios não são justificáveis em nenhuma hipótese, mas quando a saúde é afetada diretamente pela obesidade, precisamos prestar um pouco mais de atenção.

Muitos médicos, dietas e programas de perda de peso visam resolver o sintoma de ganho de peso sem abordar a doença. Essa doença é o que faz você se importar tanto com o que as outras pessoas pensam sobre você, é o que faz com que você busque a satisfação mais fácil e imediata, é o que faz você duvidar constantemente de sua capacidade de escapar desse ciclo cruel.

 
obesidade e depressão

Essa doença é a depressão. A depressão não é apenas "sentir-se triste", nem é uma desculpa. É uma condição mental legítima e séria, caracterizada por auto-aversão, perda de motivação e energia e um sentimento de desesperança. E esse é o obstáculo que muitas pessoas obesas precisam superar.

Olhando como as duas condições, obesidade e depressão, parecem crescer, um grupo de pesquisadores tentou estudar como um tratamento integrado que buscava abordar os dois ao mesmo tempo poderia beneficiar pessoas obesas e depressivas durante o período de 12 meses. Eis o que eles descobriram:

Entre um grupo de 409 participantes, metade estava matriculada em um programa que abordava a saúde mental na forma de terapia de resolução de problemas, com o objetivo de fornecer ao paciente ferramentas para lidar com situações estressantes, bem como prescrições de antidepressivos, conforme necessário. A parte de perda de peso do programa incluiu tratamento de perda de peso comportamental, sessões de aconselhamento e vídeos educacionais durante a primeira metade do programa, após o qual eles receberam telefonemas de acompanhamento mensais de seu técnico de saúde. Tudo isso com os cuidados habituais dos médicos, especialistas em saúde mental e rastreadores de condicionamento físico.

obesidade e depressão

A outra metade do grupo de teste recebeu apenas os rastreadores de atividade sem fio e os cuidados médicos e psicológicos normais.

Os resultados do teste mostraram uma redução média de 36,7 IMC (índice de massa corporal) para 35,9 nas pessoas que participaram do programa integrado, em comparação com aquelas que não não conseguiram perder peso algum. E enquanto os dados podem não ser suficientes para fazer qualquer afirmação substantiva, o autor do estudo, Dr. Jun Ma, está otimista: "Nós mostramos que administrar terapia de obesidade e depressão em um programa integrado usando especialistas de saúde treinados duplamente, que trabalham em uma equipe que inclui um médico de cuidados primários e um psiquiatra, é eficaz na redução do peso e melhora os sintomas de depressão.

"De acordo com Dr. Jun, um dos principais obstáculos que pessoas com obesidade e depressão enfrentam é que as terapias separadas para ambas as condições não abordam os dois como parte do mesmo problema, além de agendamento e restrições orçamentárias para passar por dois programas de terapia diferentes simultaneamente.

Registre-se Gratuitamente
Você quis dizer:
Clique aqui "Registre-se", para concordar com os Termos e a Política de Privacidade
Registre-se Gratuitamente
Você quis dizer:
Clique aqui "Registre-se", para concordar com os Termos e a Política de Privacidade