header print

5 Coisas estranhas que já foram roubadas

O Editor: Anna D.

 Pode ter havido alguns momentos, quando criança e impressionável, em você foi tentado a embolsar um pequeno brinquedo de pelúcia ou uma barra de chocolate favorita depois que o adulto em sua presença se recusou a comprá-lo para você. Como adultos, entretanto, compreendemos que tais atos, grandes ou pequenos, são roubos e são crimes puníveis com prisão e simplesmente nada agradáveis para os seres humanos. A maioria de nós evita isso.

No entanto, há quem faça disso uma profissão, confiando apenas nos produtos de outras pessoas e em "descontos de cinco dedos" para manter seus bolsos e barrigas cheios. Alguns roubam grandes tesouros, como obras de arte famosas e inestimáveis. Há quem opte por saques mesquinhos, batendo carteiras e pegando frutas de estandes ao ar livre. Mais além, existe esse pessoal cujos alvos principais para roubo devem ser os mais estranhos que se tem notícia. Você ficará igualmente confuso e divertido com esta lista dos itens mais estranhos que foram roubados.

 

1. Xarope de bordo

Xarope de bordo

(Pixabay)  

Que amante do café da manhã não seria tentado por essa delíci altamente açucarada? Embora eu admita que o maple syrup (xarope de bordo) esteja no topo da minha lista de itens para estocagem, esses caras exageraram. Entre 2011 e 2012, uma quantidade excessivamente grande de xarope de bordo foi gradualmente furtada de um único armazém em Québec, Canadá.

Três homens lentamente retiraram o xarope de centenas de barris ao longo de um ano e o substituíram por água, conseguindo permanecer completamente sob o radar durante esse período. Descobriu-se que um total de 2.700 toneladas de xarope de bordo foi roubado em 2012 durante uma verificação de rotina, cujo total foi avaliado em mais de US $ 18 milhões.

Todos os três homens foram pegos e julgados. Richard Vallieres foi condenado a 8 anos de prisão, multado em US $ 9,4 milhões e enfrentou 6 anos de prisão se o valor restante não for pago em 10 anos. Seu irmão, Raymond Vallieres, e seu cúmplice Etienne St. Pierre foram condenados a 2 anos de prisão, 3 anos de liberdade condicional e serviço comunitário.

 

2. Uma ponte de 10 toneladas

Ponte

(Pixabay)  

O orçamento de transporte público da República Tcheca sofreu um forte golpe em 2012, quando um grupo de ladrões roubou uma ponte de 10 toneladas e trilhos de trem subjacentes localizados perto da cidade de Slavkov. Esse roubo amplamente planejado foi atribuído a uma “gangue de trens” local, provavelmente responsável por outros crimes na área.

Os ladrões apareceram no depósito em Slavkov com documentos forjados que alegavam que a ponte tinha que ser demolida. No momento em que foram feitas as devidas investigações, a quadrilha já havia desaparecido há muito tempo, com as partes desmontadas da ponte de aço e 200 metros de trilhos a reboque.

As peças provavelmente foram vendidas como sucata, uma indústria ilegal comum na área. Pavel Halla, porta-voz da linha ferroviária, afirmou que o custo da reconstrução da ponte, que não deveria ser demolida, seria de muitos milhões.

   

3. Uma praia 

Praia

(Pixabay)  

As praias são um recurso lucrativo na indústria da hospitalidade e, em um lugar como a Jamaica, uma terra cheia de praias, essa parte da indústria é altamente competitiva. De fato, é tão competitiva que acredita-se ter sido a motivação por trás de um roubo muito estranho em Trelawny, há muitos anos.

Em 2008, 500 caminhões de areia branca foram retirados da praia de um resort planejado na costa norte da ilha. Verificou-se que o Complexo de Praias de Coral Springs, um empreendimento de US $ 108 milhões em dólares, tinha quase 4.000 toneladas de areia branca faltando em suas terras. Apesar da intensa investigação, os autores não foram pegos.

As autoridades acreditam que, devido ao nível de organização e volume de recursos necessários para realizar esse roubo, a areia foi roubada para ser vendida a um resort de praia rival. Isso refletiu um caso semelhante em 2007, onde toneladas de areia foram roubadas de uma praia artificial ao lado do rio Tsiza.

  

 

4. Um gorila inflável de 160kg

Weirdest, strangest and most bizarre things ever stolen, a 350 pound inflatable balloon of a gorilla, Thrilla, in Simi Valley, California

(Youtube)  

No topo da concessionária de carros da First Kia, em Simi Valley, na Califórnia, está um gorila gigantesco, um boneco inflável de 10m de altura e 160kg, que dá vida à fantasia de todos os King Kongs. Em 2010, alguns vigaristas surpreendentemente qualificados conseguiram afanar esse colossal primata, deixando o proprietário preocupado por seu gorila e muita gente imaginando como isso era possível.

O gorila, carinhosamente apelidado de "Thrilla", tinha uma casa no telhado da concessionária. Ocasionalmente, em dias de vento, ele é inflado. Só que os funcionários notaram que, naquele dia ventoso, Thrilla não estava no seu posto habitual.

Thrilla foi encontrado no dia seguinte no telhado de uma escola local, confirmando suspeitas de que os autores provavelmente fossem um grupo de estudantes do ensino médio. Johnny Kia, o proprietário da concessionária, ficou emocionado por ter seu macaco de volta no telhado e optou por não apresentar queixa.

 

5. 200 Abóboras

Weirdest, strangest and most bizarre things ever stolen, 200 pumpkins from Kuehm family pumpkin stand in New Jersey 

(Pixabay)  

O Dia das Bruxas é um momento de magia e mistério, fantasias, doces e Jack-O-Lanterns. Seja com amigos ou com a família, a escultura em abóbora é uma tradição de Halloween de longa data. É essa tradição que mantém a barraca de abóbora da Família Kuehm em Nova Jersey, prosperando nos últimos 100 anos. Em 2016, eles experimentaram alguns "clientes" de "mão leves" que pareciam precisar de muitas abóboras.

Alguns dias antes do Halloween, o mercado de abóboras foi invadido por 4 ladrões usando máscaras e capuzes. Eles voltaram à fazenda três vezes durante a noite, cada vez carregando um pequeno caminhão com o máximo de abóboras que cabiam. INvadiram a propriedade dos Kuehm e roubaram mais de 200 abóboras, no valor de US $ 2500 a US $ 3000.

Apesar de todo o roubo ter sido registrado na câmera de segurança da fazenda, a polícia não conseguiu rastrear os autores. Todd Kuehm, o proprietário da fazenda, ofereceu uma recompensa de US $ 1000 pelo retorno das abóboras, mas elas nunca foram recuperadas.

Compartilhe este artigo com familiares e amigos!

Registre-se Gratuitamente
Você quis dizer:
Clique aqui "Registre-se", para concordar com os Termos e a Política de Privacidade
Registre-se Gratuitamente
Você quis dizer:
Clique aqui "Registre-se", para concordar com os Termos e a Política de Privacidade