header print

15 Fatos Curiosos Sobre Como Funciona o Cérebro

O cérebro humano é um curioso, interessante e poderoso órgão, mas, por ser bastante complexo, muitas vezes é difícil entender como ele funciona. Consciente, subconsciente, efeitos psicológicos, atitudes, decisões e hábitos — tudo isso vem do nosso cérebro, mas não temos ideia de como esses processos funcionam.

Por isso, preparamos uma lista com 15 fatos interessantes sobre o cérebro e nossos comportamentos que você talvez nunca ouvido falar a respeito.

 

1. Apontamos os erros dos outros mas não olhamos os nossos

Um exemplo comum a respeito disso é ao dirigirmos. Por exemplo: você está guiando seu veículo quando alguém te fecha, na tentativa de te ultrapassar. Qual o seu primeiro pensamento quando isso ocorre? Com certeza irá xingar muito aquele motorista, mas, passados 15 minutos, você faz a mesma coisa, pensando: "Ah, tudo bem fazer isso, afinal estou com pressa e quero chegar logo. Só dessa vez, não tem problema". Temos o hábito de atribuir nossas atitudes a forças externas, a coisas do cotidiano, mas culpamos diretamente os outros por seus maus comportamentos. Infelizmente, é um hábito de grande parte das pessoas: criticar os outros, mas nunca olhar a si mesmo.

 

2. Exagero ao pensar e reagir sobre o futuro

Quantas vezes você tinha certeza de que reagiria de tal forma a um acontecimento e, na hora que tal fato ocorre, a sua reação é totalmente diferente daquilo que havia imaginado? O motivo pelo qual isso acontece é que estamos sempre prevendo nosso futuro e criando expectativas, como: "Só serei feliz quando tiver aquele trabalho", ou "Só vou me satisfazer quando casar e ter filhos". E quando isso finalmente acontece, a sua reação é totalmente oposta às suas expectativas. Estudos mostram que, quando isso ocorre com um indivíduo, o seu nível de felicidade é médio.

 

3. Nossas memórias mais fortes são imprecisas

Sabe quando surge, do nada, aquela na sua memória algum fato ou lembrança ruim? Mesmo que a pessoa não queira, vez ou outra surge esse momento em nossas mentes. Profissionais chamam isso de flashbulb memories, algo como "memória relâmpago". Estudos comprovam que, quanto mais forte é o seu estado emocional durante tal evento, mais imprecisas são essas memórias. Ou seja: você teve um trauma no período escolar que foi bastante doloroso. Anos depois, aquilo surge como um relâmpago na sua mente. Isso aconteceu por se tratar de uma forte lembrança na sua vida.

 

4. Nós conseguimos manter um alto nível de concentração por apenas 10 minutos

Você acha que consegue manter a concentração por um longo tempo? Estudos mostram o contrário. Em geral, um indivíduo consegue manter total concentração por apenas 10 minutos sem que a mente vagueie por outros assuntos ou pensamentos.
 

5. O cérebro vagueia por cerca de 30% do dia

Geralmente, nós gastamos 30 por cento do nosso dia com devaneios e pensamentos soltos. Na linguagem popular, costumamos dizer "viajando", mas isso não é necessariamente ruim. Pelo contrário: pesquisadores apontam que pessoas que costumam ter esses devaneios têm mais facilidade para resolver problemas, além de serem mais criativas.

 

6. O ser humano não nasceu para ser multitarefa!

Você já deve ter visto que algumas vagas de emprego exigem que a pessoa realize diversas tarefas ao mesmo tempo. Alguns até dizem que conseguem, mas isso é um engano! Claro, você pode ouvir música enquanto trabalha, por exemplo, mas o seu cérebro não pode administrar diversas tarefas ao mesmo tempo. Isso significa que, enquanto você trabalha, o cérebro ignora a música ou o contrário: você vai prestar atenção em determinado trecho da letra da música e para de realizar suas tarefas para isso. Portanto, é impossível mandar um e-mail e no mesmo instante atender o telefone para marcar uma reunião.
 

7. Grande parte das decisões são tomadas no subconsciente

Você acha que todas as suas decisões tomadas, ponderadas e calculadas são feitas de forma racional e impactam diretamente o resultado, certo? Pois saiba que grande parte das suas decisões vêm direto do subconsciente, pois, caso contrário, você sobrecarregaria todo o seu consciente com muitas informações e, assim, seria difícil raciocinar e sua mente simplesmente iria parar com tanta informação. O cérebro recebe mais de 11 milhões de bits de informação por segundo, um número impossível de administrar de forma consciente.
 

8. Armazenamos  5 a 9 bits de informação de uma vez

Um indivíduo comum consegue armazenar cerca de 7 bits de informação por vez na memória curto prazo. Cada um desses 7 bits podem ser divididos em diversas partes de informações relevantes ao cérebro. Um exemplo muito comum é memorizar o número de telefone. Não conseguimos memorizá-lo por completo, por isso temos o hábito de dividi-lo, como código de área e depois em grupos de dois a quatro dígitos.
 

9. Damos preferência a textos curtos, mas assimilamos melhor os mais longos

Isso pode parecer pouco ou nada intuitivo, mas é verdade. Por exemplo: você pega o jornal e opta por ler o resumo da notícia ao invés de lê-la por completo, ou somente os primeiro parágrafo. Porém, o cérebro absorve e interpreta melhor quando um determinado texto está mais distribuído em uma página, embora você dê preferência a textos mais compactos.

 

10. Queremos mais opções, mas escolhemos melhor com menos opções

Já deve ter acontecido de você ir a um supermercado com muitas opções do mesmo produto passar um bom tempo olhando para a prateleira para escolher qual levar. Em seu livro intitulado Previsivelmente Irracional, o pesquisador Dan Ariely mostra um experimento feito por ele e seu colegas de estudo. Nele, foram montados dois estandes vendendo geleias. O primeiro tinha 24 tipos diferentes, e o outro apenas seis. O estande com seis opções vendeu mais do que o outro, com 24. É o mesmo que acontece no caso do número 8 deste artigo - o cérebro não consegue processar tantas opções.
 

11. Acreditamos que outras pessoas são mais facilmente influenciadas do que nós

Nós conseguimos enxergar o impacto das propagandas nos outros mas não em nós mesmos — isto é chamado de "Efeito da Terceira Pessoa". Ou seja, sempre falamos e até criticamos a forma de como as pessoas são facilmente pegas pelos comerciais, mas todas essas propagandas que você vê todos os dias geram um efeito no seu subconsciente, no seu humor, desejos e até nas suas atitudes. Um dia você vai acabar consumindo.
 

12. O cérebro não para de funcionar enquanto dormimos

O cérebro permanece ativo quando você dorme. Cientistas descobriram que o único momento do dia em que o cérebro passa por um processo de limpeza e elimina toxinas é enquanto dormimos. Além disso, durante o sono, o cérebro seleciona todas as informações do dia anterior e cria novas associações.

 

13. As decisões coletivas nem sempre são as mais sábias

Psicólogos chamam isso de "Pensamento de Grupo". É um tipo de pensamento apoiado por membros de algum grupo baseados em emoção e não no senso comum, e que tentam chegar a algum consenso sem testar, analisar e avaliar criticamente as ideias.
 

14. É fácil seduzir multidões

Pessoas com forte carisma e personalidade afetam facilmente a opinião de multidões e conseguem manobrar grupos para fortalecer e defender suas ideias. Essas pessoas apelam para o lado sentimental e tiram vantagem do que acabamos de ver no tópico 13.
 

15. Bastam apenas 66 dias para criar ou acabar com um hábito

Vários estudos mostraram que seguir um mesmo comportamento por 66 dias seguidos faz com que isso se torne um hábito. Por exemplo: você quer ir à academia com mais frequência e deixar de protelar a limpeza de casa. Esforce-se por 66 dias seguidos, e então seu cérebro irá entender aquilo como algo constante da sua rotina, tornando-se então um hábito. O mesmo vale para acabar com vícios e maus hábitos, como parar de fumar.
 
Créditos: list25.com

 

Registre-se Gratuitamente
Você quis dizer:
Registre-se Gratuitamente
Você quis dizer: