header print

Dicas Para Ensinar Autoconfiança ao Seu Filho

O Editor: Bruno Álvarez

 A autoconfiança é o caminho para o sucesso. Ela é a crença interior em sua capacidade de controlar a si mesmo, seu corpo, seu comportamento e os desafios que o mundo coloca diante de você. Portanto, é claro para nós, como pais, que uma das nossas tarefas mais importantes é desenvolver essa característica em nossos filhos e incutir neles a fé, a autoconfiança e a força espiritual que os ajudarão a ter sucesso na vida. Mas, embora esse conhecimento esteja em nossas mentes, a grande questão que enfrentamos neste estágio é como podemos construir esse traço significativo em nossos pequenos, que talvez ainda não tenha as habilidades e o entendimento para avaliar a importância dela?

Você ficará feliz em ouvir que existe uma solução e que, como pai, você pode incutir em seus filhos o senso de autoconfiança que eles precisam e ajudá-los a melhorá-la e atualizá-la, independentemente de sua situação ou sentimentos, apenas por meio de ações e abordagem correta. Como é possível, você pergunta? Confira abaixo as 6 dicas úteis, comprovadamente eficazes, implemente-as e descubra por si mesmo.

 
autoconfiança no filho


1. Ignore seus medos

"É muito difícil controlar meu filho desde o primeiro ano", diz Summer Blackhurst, mãe de três filhos, sobre um de deles, acrescentando que tem medo de mandá-lo para o jardim de infância, pois ele pode continuar assim. Hoje, diz Summer, ela sabe que, se ceder a essa preocupação e não enviar seu filho ao jardim de infância, ou tentar encontrar soluções alternativas, sentiria falta de todos os elogios que o professor dá ao filho e de sua excelente integração com as outras crianças.

O que podemos concluir deste assunto - que também deve ser uma lição para você - é que, para construir a confiança do seu filho é preciso deixar de lado todos os seus medos e fazer as coisas certas para o seu filho que trabalham para eles, assim como seu benefício. Em última análise, você tem que escolher se quer continuar alimentando seus medos e arriscar transferi-los para o seu filho ou cultivar suas esperanças e desejos e focar nas qualidades positivas que podem torná-los bem-sucedidos.

2. Tente entendê-los antes de tentar ser entendido

Uma das coisas mais importantes para o desenvolvimento da auto-estima e autoconfiança de seu filho reside no fato de que você primeiro precisará entendê-lo, em vez de procurar ser compreendido por ele. O que isto significa? Quanto mais você puder identificar os sentimentos de seu filho e entender suas palavras e ações com mais eficácia, mais verá que ele terá um maior desejo de ouvir você e acreditar no que diz e ensina a eles.

Para o seu filho, você é muito mais do que apenas as duas pessoas que fornecem alimento, abrigo e amor, você é quem serve de exemplo para ele. Eles observam você e fazem o que você faz, não necessariamente o que você diz para eles fazerem. Portanto, o ponto importante aqui é que você seja capaz de identificar e absorver sua mentalidade, o que lhe dará as ferramentas para transmitir e projetar sua autoconfiança.

autoconfiança no filho

3. Espere que sua confiança seja desafiada

Você deve começar reconhecendo que não há nenhuma criança que possa estar 100% protegida de erros, falhas e percalços ao longo da vida. Podemos dizer com certeza que em algum momento seu filho também sofrerá um severo golpe em sua autoconfiança, podendo até parecer mais difícil e mais intenso do que para outras crianças. No entanto, esse tipo de coisa é praticamente inevitável e devemos estar sempre preparados para quando isso acontecer.

Você precisa acreditar que seu filho será capaz de lidar com momentos difíceis e testes desafiadores e ainda conseguir superá-los com sucesso, porque somente se você disser a eles que tem certeza de que eles conseguirão chegar aonde têm que chegar, e ainda serão capazes de deixar você orgulhoso que as coisas vão funcionar, é que eles realmente conseguirão. Você deve entender que, assim como a paternidade não é uma caminhada no parque, o processo de crescimento de seu filho também não é. Você tem que trabalhar duro com eles para deixá-los ser quem eles querem ser. Tudo o que eles precisam é ser guiados pelo caminho certo e ter espaço para crescer, e assim terão a confiança de que precisam para superar tudo.

4. Ensine seu filho a ser um solucionador de problemas

"As crianças ficam confiantes quando conseguem negociar o que querem", diz Myrna Shure, Ph.D., autora de “Criando uma criança pensante”, cuja pesquisa sugere que até mesmo o filho mais novo pode ser educado para resolver seu próprio problema. A chave é apenas segurar a sua onda, parar com o seu desejo natural de intervir em favor do seu filho e deixá-los gerenciar a situação.

Por exemplo, se seu filho vier até você reclamando que outra criança pegou seu brinquedo sem permissão no parquinho, não se apresse em discutir com a criança ou com os pais, pergunte ao seu filho de que forma ela acha que pode conseguir seu brinquedo de volta. Mesmo se a primeira ideia for absurda, já é muito bom o simples fato de desafiá-lo e explicar o que pode acontecer nessa primeira hipótese, e depois continuar a perguntar: "Que outras maneiras você consegue pensar em recuperar o brinquedo?". Você ficará surpreso ao ver que soluções originais e interessantes podem surgir em tais situações, o que, naturalmente, aumentará muito a autoconfiança do seu filho.

autoconfiança no filho

5. Pratique uma conversa interna positiva

Como já enfatizamos, você é o modelo de comportamento de seu filho, ou seja, qualquer que seja o comportamento que você exiba, eventualmente eles vão aprender e imitar. Portanto, é importante você ter cuidado com o que diz e estar consciente de suas ações, certificando-se de criar uma atmosfera positiva para você e seu filho quando eles estiverem por perto. Uma conversa interna positiva, por exemplo, é uma boa maneira de melhorar nossa capacidade de superar dificuldades, ao contrário de comentários sarcásticos que muitas pessoas falam para si mesmas quando fazem algo negativo. Além de desenvolver a autoconfiança em seu filho, você também deve tratar-se mais positivamente.

6. Certifique-se de que seu filho passe seu tempo cercado por outros adultos

As crianças naturalmente gostam de passar tempo e brincar com amigos da mesma idade, mas saiba que também  é importante garantir que o seu filho passe parte do seu tempo em torno de pessoas mais velhas, assim elas poderão expandir sua visão de mundo e seu modo de pensar. Fazer isso lhes dará a capacidade de falar, lidar e até mesmo se conectar com pessoas mais velhas do que elas além de você, o que naturalmente aumentará sua autoconfiança. Saiba que vários estudos também examinaram e descobriram que relacionamentos próximos com adultos, como professor, tio, babá ou amigo dos pais, tornam as crianças mais resistentes e mais fortes.

Fonte: Júlia T.
Registre-se Gratuitamente
Você quis dizer:
Clique aqui "Registre-se", para concordar com os Termos e a Política de Privacidade
Registre-se Gratuitamente
Você quis dizer:
Clique aqui "Registre-se", para concordar com os Termos e a Política de Privacidade