header print

Por Que Nosso Corpo Faz Estas Coisas?

Nosso corpo faz coisas curiosas, como bocejar ou soluçar, só para citar alguns exemplos. Mas por que isso acontece? Depois de fazer algumas pesquisas, compilamos uma lista de 10 das coisas mais comuns-porém-esquisitas que nosso corpo faz, com explanações científicas simples de "como" e "porquê". Provavelmente você já vivenciou mais de uma destas circunstâncias, e aqui está a explicação para elas. Confira!

1. Estado de inconsciência provocado pelo álcool
corpo, funcionamento

Se você alguma vez consumiu uma grande quantidade de bebida alcoólica, é bem provável que não consiga lembrar-se de muitas coisas que ocorreram enquanto estava embriagado. Estudos mostram que o álcool pode impedir o cérebro de transferir dados da memória de curta duração para a memória de longa duração. A intoxicação alcoólica interfere nos receptores do cérebro que transmitem glutamato, um composto que transporta sinais entre os neurônios e que é responsável também pelo envio de sinais entre as partes do cérebro. Isso faz com que alguns neurônios parem de trabalhar, enquanto outros são bloqueados, impedindo diferentes partes do seu cérebro de comunicar-se umas com as outras e de lembrar-se de eventos que ocorreram durante esse tempo.

2. O apêndice
corpo, funcionamento

Durante anos, os médicos tratavam o apêndice como um órgão vestigial que é mais prejudicial do que útil. Apêndices podem inflamar-se e romper-se, o que representa uma ameaça grave para a nossa vida. Por muito tempo, médicos costumavam realizar apendicectomias desnecessárias em apêndices saudáveis como uma medida preventiva. Após anos de estudos, no entanto, os pesquisadores finalmente descobriram a razão pela qual ainda temos o apêndice: ele fornece um refúgio seguro para as boas bactérias que vivem em nossos intestinos em tempos de doença grave, mantendo-as seguras enquanto o corpo combate a infecção, permitindo-lhes voltar ao sistema digestivo e aumentando nossa imunidade. 

3. O "nó" na garganta
corpo, funcionamento

Você já se sentiu como se tivesse algo em sua garganta quando você sabe muito bem que não há nada lá? Isso é mais comum quando recebemos más notícias ou quando estamos prestes a chorar. Esta reação é parte do mecanismo de "lutar ou fugir" nos seres humanos quando estão sob severo estresse ou estão em perigo. Parte da reação inclui a respiração acelerada porque nossas pregas vocais se expandem para permitir mais entrada de ar. Quando tentamos engolir, os músculos efetivamente trabalham uns contra os outros, causando essa sensação de "nó".

4. Aquele "frio na espinha"
corpo, funcionamento

Este arrepio “frio” na base da sua coluna, muitas vezes acompanhado de arrepios na pele pode acontecer em diferentes situações. Muitas vezes ocorre enquanto você está passando por uma situação estressante, quando seu cérebro libera grandes quantidades de adrenalina em seu sistema, aumentando sua agilidade e tempo de reação. A adrenalina também faz o cabelo ficar em pé e seus músculos se contraírem. Isso também pode acontecer quando experimentamos outras emoções intensas, como a paixão ou quando ouvimos uma música da qual realmente gostamos. As boas emoções também podem causar a liberação de adrenalina.

5. Dedos murchos
corpo, funcionamento

Você deve ter notado que depois de passar um tempo prolongado em uma banheira ou piscina, os dedos das mãos e pés tornam-se enrugados. Os cientistas acreditam que desvendaram este mistério: experimentos têm demonstrado que, com os dedos enrugados, as pessoas tem melhor aderência em superfícies molhadas. Acredita-se que isto tenha ajudado nossos ancestrais a melhorar o uso de ferramentas em ambientes aquáticos. Tais habilidades aprimoradas aumentaram sua perspectiva de sobrevivência, levando o gene que causa dedos enrugados a difundir-se pela espécie humana.

6. Náuseas ao andar em algum veículo
corpo, funcionamento

Muitos de nós podem sentir-se repentinamente muito desconfortáveis quando estão em um veículo em movimento, como carros, navios e aviões. A sensação é normalmente de tonturas e náuseas, com possível vômito. A razão para isso é que nosso corpo sente uma coisa, enquanto nossos olhos veem algo diferente. Por exemplo: você está sentado dentro de um navio e, embora pareça que a água está calma, seu ouvido interno (responsável pelo equilíbrio) detecta que o navio está balançando. Isto conduz a uma sensação de desequilíbrio dentro do ouvido interno que, por sua vez leva, à náusea,  que, se não curada, pode levar a vômitos.

7. Cócegas
corpo, funcionamento

É muito provável que todos nós sentimos e fizemos cócegas em alguém pelo menos uma vez na vida.  Pode ser divertido, mas a maioria das pessoas não gosta e prefere evitá-las completamente. Recentemente, uma pesquisadora chamada Christine Harris ofereceu uma explicação que pode ser surpreendentemente verdadeira: ela afirma que pode ser uma maneira de nos ensinar habilidades de combate e táticas de sobrevivência. Ela ressalta que cócegas são frequentemente provocadas por membros da família, fazendo com que o alvo delas se contorça e tente "escapar" da sensação rapidamente. Ele aprende, desta maneira, evitar e fugir de um atacante sem causar danos físicos ou psicológicos a ninguém.

8. Vibração fantasma
corpo, funcionamento

Você já se sentiu como se o seu telefone celular estivesse vibrando dentro da sua bolsa ou bolso? Você apressou-se para pegá-lo só para descobrir que ele estava quieto? Esta é uma condição médica conhecida como "síndrome da vibração fantasma". Atualmente, a explicação mais provável para isso é que o seu cérebro esteja interpretando mal os sinais que está recebendo a partir de seu corpo devido a um leve movimento do tecido de sua roupa, acreditando que é o telefone.

9. Bocejo

É tão contagioso... só de olhar para uma imagem de uma pessoa (ou animal) bocejando, ou até mesmo ler sobre isso agora, pode fazer com que você boceje. Em 2014, uma teoria abrangente finalmente emergiu, explicando que o corpo boceja para esfriar o cérebro. Bocejar nos faz aspirar  ar frio e aumenta a circulação do oxigênio no cérebro, removendo o excesso de calor. É sabido que o nosso cérebro se aquece durante situações estressantes e antes de exercícios, bem como quando estamos cansados ou entediados. Neste último caso, o bocejo melhora a oxigenação do cérebro, tornando-o mais alerta. E por que é contagioso? Isso, os cientistas ainda não descobriram, embora haja várias teorias a respeito, veja aqui.

10. Soluço
corpo, funcionamento

Todo o mundo passa por uma crise de soluços durante a vida, e, exceto em casos raros, esta reação involuntária dissipa-se rapidamente. Cientistas acreditam que os soluços evoluíram como uma forma empregada por crianças bem pequenas  para expelir o ar do seu estômago, permitindo-lhes arrotar e efetivamente sugar o leite. Esta teoria é corroborada pelo fato de que somente mamíferos soluçam.

Fonte: Guy L.
Registre-se Gratuitamente
Você quis dizer:
Registre-se Gratuitamente
Você quis dizer: