header print

8 Dicas Para Você Parar de Levar Tudo Para o Lado Pessoal

 Há alguns momentos em nossas vidas em que nos sentimos feridos ou ofendidos, e geralmente é por causa do que outras pessoas falaram ou fizeram, e levamos imediatamente para o lado pessoal; meus filhos não limparam o quarto? Obviamente eles não se importam comigo; meus colegas de trabalho não têm consideração? É evidente que eles não querem trabalhar comigo.

No entanto, estes pensamentos muitas vezes não têm base na realidade e eles só nos causam danos e nos impedem de progredir na vida. As oito dicas seguintes devem ser lidas sempre que você sentir raiva, dor ou desapontamento, pois elas vão ajudá-lo a parar de levar as coisas para o lado pessoal, ver o cenário completo e se sentir mais tranquilo e seguro.

 
lado pessoal

1. Lembre-se que o que as pessoas pensam não é sobre você, mas sobre eles

A maioria das pessoas vê o mundo a partir de suas perspectivas e pensa antes de tudo sobre si e sobre os problemas que enfrentam. Portanto, a forma como eles se comportam e as palavras que eles dizem, muitas vezes atestam o que está acontecendo em suas mentes e corações, independentemente de você ou seu comportamento. Você pode ter feito um ótimo trabalho, mas não recebeu comentários positivos porque seu chefe está lidando com um problema em outro departamento ou mesmo com um problema pessoal que o está incomodando.

Outro exemplo deste princípio pode ser um caso em que um bom amigo se esqueceu de te ligar porque está distraído por conta de dificuldades financeiras. Suponha sempre que há mais de uma explicação para os comportamentos dos outros em relação a você e não conclua automaticamente que foi um erro que você cometeu ou que não tiveram carinho por você. Lembre-se que a forma como os outros o tratam é o problema deles, mas a reação a este comportamento é problema seu.

2. Filtre as opiniões que valem a pena serem consideradas e aquelas que são perda de tempo

Você sente que não pode acompanhar suas tarefas domésticas ou tarefas no trabalho? Pense por um momento, especialmente nos seus dias mais movimentados, quanto tempo de seu dia estressante você dedica à raiva e ao ressentimento e tentando reconstruir as conversas que você teve com os outros?

A decisão de tentar pensar o mínimo possível sobre o comportamento dos outros lhe dará liberdade e paz de espírito, e você ficará surpreso ao descobrir que terá o dobro da energia e você sentirá muito melhor. O objetivo aqui não é levar tudo ao extremo e ignorar qualquer conselho ou comentário do meio que você vive, mas usar sua intuição para orientá-lo a decidir quais comentários merecem ser considerados, e quando um pensamento extra sobre isso é um peso.

lado pessoal

3. Pare de tentar controlar o que os outros pensam sobre você

Faz sentido examinar seu comportamento de tempos em tempos e tentar entender se você está fazendo o seu melhor, mas lembre-se de que você não pode controlar os pensamentos dos outros, não importa o quanto você tente. Na verdade, tentar agradá-los pode, em alguns casos, desperdiçar tempo e causar grande sofrimento. Se você está constantemente procurando um "intermediário" para verificar o que um terceiro pensa sobre você, pare de fazê-lo. Esta é apenas outra tarefa que você está adicionando à sua lista de tarefas, que geralmente costuma falhar e só ocupará mais espaço em sua mente.

 

4. Entenda que nem todo mundo é obrigado a te amar

Continuando com o ponto anterior, embora esta sentença possa ser o nosso maior medo, é importante lembrar disso: o mundo está cheio de pessoas diferentes e, independentemente de quem você é e suas qualidades como ser humano, você nunca estará em uma situação em que todas as pessoas ao seu redor irão te amar igualmente.

Em alguns casos, é devido a fatores além de seu controle. Talvez você os lembre de alguém com quem eles não se dão bem, talvez suas personalidades simplesmente não se encaixem bem. A melhor coisa que você pode fazer é continuar sendo legal com eles e se comportar normalmente. Pode ser que, com o tempo, eles se abram para você e talvez não o façam, mas você deve aceitar e se preparar para ambas as opções.

lado pessoal

5. Leve críticas a sério, mas nunca para o lado pessoal

Em alguns casos, o que nos machuca mais do que qualquer coisa não é um comentário de uma pessoa aleatória, mas sim a crítica de alguém que valorizamos e admiramos, como nosso chefe ou nosso parceiro. Esta crítica pode ter sido feita depois de ter cometido um erro no trabalho ou mudado algo no nosso relacionamento com nossa esposa, e também é possível que seja uma crítica com a qual você não concorda.

Em tais situações, é muito fácil se machucar porque concluímos que são pessoas que nos conhecem bem e, portanto, devem estar certos, mas essa resposta só pode fazer você se sentir triste e frustrado. Tente desenvolver a capacidade de levar a sério a crítica, sem se ofender com ela. Analise o que aconteceu, ouça, faça perguntas e depois conclua se isso é algo que você quer mudar em si mesmo.

6. Valorize-se mais

Nos dias em que acordamos de bom humor, cheios de energia e de autoconfiança, conseguimos reagir melhor ao comportamento grosseiro dos outros, e às vezes talvez não percebamos isso. Por outro lado, nos dias em que não nos sentimos necessariamente bem, sábios ou fortes o suficiente, cada palavra pode nos fazer achar que o mundo inteiro está contra nós.

Lembre-se todos os dias de que você é amado, bem-sucedido e talentoso o bastante, independentemente das opiniões dos outros, e se você transformar esse lema em um hábito normal, você pode atribuir menos peso ao que os outros pensam ou fazem.

lado pessoal

7. Encontre fontes adicionais de autossatisfação

A opinião dos outros afeta sua autoestima e faz você duvidar de si mesmo? Pode ser devido ao fato de você não ter um feedback positivo adicional em sua vida. Tente encontrar coisas que você pode fazer fora do seu horário de trabalho regular ou agenda que irá fazer você se sentir bem e, assim, aumentar sua confiança em si mesmo.

Pode ser uma nova atividade, voluntariado ou ajudar amigos que você não vê há algum tempo. Qualquer coisa que te faça lembrar do quanto você é talentoso e importante. Isso irá trazer alegria para sua vida e assim reduzir o peso dos comentários ou opiniões negativas de outras pessoas.

8. Troque a raiva por perdão e empatia

Você está com raiva por causa da forma como os outros te tratam, mesmo que você sinta que não merece isso? Uma vez que você entende que é muito possível que sua resposta resulte de problemas que eles estão lidando em suas próprias vidas, tente pensar na pessoa como um bebê ao invés de um adulto: você estaria com raiva de um bebê chorando porque ele está cansado ou um cachorro latindo porque está com fome?

Troque sua raiva por perdão e empatia, seja bom com pessoas rudes e até ofereça ajuda. Mesmo que isso não funcione, o fato de você optar por lidar com o problema educadamente e não se tornar uma vítima fará você se sentir muito melhor.

lado pessoal

Conclusão: embora muitos de nós pensemos que as pessoas em nossas vidas, e mesmo nossa própria vida, estão contra nós, na realidade, muitas coisas em nossas vidas acontecem independentemente do nosso comportamento e são, na verdade, o resultado de uma explosão de emoções ou coincidências. As pessoas que nos rodeiam lidam com uma variedade de problemas pessoais e alguns desses problemas fazem com que eles se comportem de maneira que não esperemos.

Em alguns casos, não é devido à falta de cuidado, mas sim à falta de consciência e noção, enquanto pensamos equivocadamente que este é um ataque pessoal a nós. Respire profundamente cada vez que você sentir tristeza, raiva ou desamparo sobre tais situações, siga as oito dicas acima e lembre-se de que, enquanto você amar quem você é, ninguém poderá te machucar.

Registre-se Gratuitamente
Você quis dizer:
Registre-se Gratuitamente
Você quis dizer: