header print

E se alguns fatos históricos fossem diferentes?

O Editor: Anna D.
Nosso mundo está cheio de perguntas tipo 'e se...?', já que adoramos especular sobre como as coisas poderiam ter sido diferentes em outras circunstâncias. E se o carro de JFK não tivesse capota aberta? E se Hitler nunca tivesse invadido a Polônia? A lista não tem fim. Os eventos a seguir foram todos divisores de águas na história do nosso mundo e, se tivessem sido diferentes, o mundo como o conhecemos hoje poderia ser completamente diferente. Então, se você está pronto para mergulhar no mundo da história alternativa, você veio ao lugar certo.
 

1. O Terceiro Reich completa sua super arma V3

É uma coisa boa que a super arma secreta V3 de Hitler nunca tenha sido concluída. Este enorme canhão de carga múltipla teria sido capaz de fazer chover, por longo tempo, um projétil por minuto em Londres ou em qualquer outro local do sul da Grã-Bretanha. Felizmente, as forças aliadas a encontraram ao invadir o norte da França, em um ponto em que estava a apenas alguns meses de ser concluída. Sua conclusão poderia não ter ganho a guerra para os nazistas, mas teria devastado completamente a economia britânica do pós-guerra, ceifando centenas de milhares de vidas civis junto com ela.

2. Franz Ferdinand escapa do assassinato

O assassinato do arquiduque Franz Ferdinand em Sarajevo em junho de 1914 é considerado um dos assassinatos mais influentes de todos os tempos. Sem o assassinato de Ferdinand, a Primeira Guerra Mundial provavelmente nunca teria começado, tornando a eleição de Hitler e o início da Segunda Guerra Mundial altamente improváveis. Especialistas acreditam que, sem a Primeira Guerra Mundial, a Revolução Russa poderia não ter sido bem-sucedida, o que levaria as potências europeias a manter o domínio global em vez dos Estados Unidos.

3. Carlos II produz um herdeiro

A Guerra da Sucessão Espanhola foi um período turbulento de 13 anos (1700-1713) que resultou na mudança do equilíbrio de poder do controle espanhol e francês para o domínio britânico. Devido a várias gerações de endogamia, Carlos II não conseguiu produzir um herdeiro saudável, e esta é uma das principais razões por trás de uma guerra tão devastadora. Se Carlos II tivesse realmente se tornado pai, essa guerra nunca teria acontecido, e é bem possível que o espanhol fosse a língua mais comum do mundo.

4. O Secretário de Defesa de Bill Clinton diz a ele a verdade sobre a Coreia do Norte

Em 1994, Bill Clinton perguntou ao secretário de Defesa William Perry se eles poderiam derrubar o reator da Coreia do Norte em Yongbyon sem causar contaminação. Mesmo acreditando que era possível, decidiu dizer ao presidente que não era para evitar que começasse outra guerra. Se ele tivesse contado a verdade, os EUA poderiam estar envolvidos em outra guerra maciça, que os especialistas estimam que poderia ter matado mais soldados americanos do que a guerra do Vietnã. Por outro lado, não teríamos que lidar com Kim Jong-Un hoje.

5. Os romanos vencem a Batalha da Floresta de Teutoburg

A Batalha da Floresta de Teutoburg foi um momento incrivelmente importante na história romana. Depois que as tribos germânicas exterminaram cerca de 10% do exército romano, eles juraram nunca mais voltar ao norte da Europa. Essa fronteira é o que protegeu grande parte da diversidade que podemos ver no mundo hoje. Se os romanos também tivessem conquistado o norte da Europa, o inglês e outras línguas germânicas teriam deixado de existir, e a maior parte do mundo teria se tornado católica romana, alterando assim a arte, a ciência e a cultura de maneiras inimagináveis.

6. Pearl Harbor não é bombardeado

Apesar do que muitas pessoas possam pensar, se o Japão não tivesse bombardeado Pearl Harbor, os EUA provavelmente ainda teriam entrado na Segunda Guerra Mundial. Os japoneses estavam tão desesperados por recursos que acabariam atacando outros territórios dos EUA de qualquer maneira, o que significa que a América acabaria se juntando em uma data muito posterior. Especialistas acreditam que, se os Estados Unidos tivessem esperado muito mais tempo para se juntar à Segunda Guerra Mundial, Stalin poderia ter tentado conquistar a maior parte da Europa nesse meio tempo.

7. Napoleão não invade a Rússia

No que foi considerado o erro mais tolo que um comandante militar já cometeu, a invasão da Rússia por Napoleão deixou seu exército humilhado e dizimado, levando à sua derrota final. Se ele não tivesse cometido esse terrível erro, é muito provável que Napoleão acabasse moldando toda a Europa à sua imagem. A parte mais estranha é que Napoleão só invadiu a Rússia para 'punir' Alexandre I por negociar com os britânicos, e não por qualquer motivo estratégico real.

8. Rommel está presente durante o Dia D

Um dos mais influentes comandantes do Terceiro Reich, Erwin Rommel infelizmente estava fora comemorando o aniversário de sua esposa quando os Aliados aniquilaram seu exército durante o Dia D. Se ele estivesse presente, o Dia D poderia ter terminado de maneira muito diferente, já que a falta de um comandante forte dos alemães gerou então pânico e confusão. Se os aliados foram repelidos, os nazistas podem ter tido tempo suficiente para completar sua super arma V3, dizimando Londres e muitos de seus civis.

9. Maria Antonieta e Luís XVI sobrevivem à Revolução Francesa

A Revolução Francesa mudou completamente a forma como o mundo era percebido, pois muitas velhas certezas foram rompidas e as condições foram criadas para evitar que antigos impérios se formassem novamente. Tudo isso foi possível graças à decapitação de Luís XVI e Marie Antoinette na guilhotina. No entanto, Luís XVI quase escapou do julgamento e condenação pelo tribunal revolucionário. Ele havia providenciado uma carruagem leve para levá-lo até seus aliados o mais rápido possível, porém, no último minuto, Maria Antonieta insistiu em acompanhá-lo. Isso significava que eles tinham que pegar uma carruagem maior e, portanto, mais lenta, que não era rápida o suficiente para colocá-los em segurança a tempo.

10. Conseguem evitar 9/11 

As múltiplas falhas de inteligência que permitiram a ocorrência do 11 de setembro foram fortemente documentadas, e muitos especialistas acreditam que o fato nunca poderia ter sido evitado. No entanto, se a trama tivesse sido frustrada de alguma forma, o terrorismo islâmico não seria um problema tão desenfreado hoje, já que o 11 de setembro acabou inspirando inúmeros outros a realizar atos semelhantes em todo o mundo. A vigilância em massa também seria muito menos difundida, enquanto a cultura norte-americana seria ainda mais poderosa e dominante do que é hoje.
Fonte: toptenz
Fontes das imagens: wikimediapixabaydepositphotos
 
Registre-se Gratuitamente
Você quis dizer:
Continue com: Facebook Google
Clique aqui "Registre-se", para concordar com os Termos e a Política de Privacidade
Registre-se Gratuitamente
Você quis dizer:
Continue com: Facebook Google
Clique aqui "Registre-se", para concordar com os Termos e a Política de Privacidade