header print

A lenda do Rei Arthur é mais misteriosa do que se imagina

O Editor: Anna D.
 As histórias do Rei Arthur e seus valentes Cavaleiros da Távola Redonda foram passadas por muitos séculos. Do século 9 DC às adaptações para o cinema de hoje, as lendas arturianas foram recontadas e reinventadas por centenas de autores.
Claramente, o próprio rei medieval, assim como seu astuto mago Merlin, a bela esposa Guinevere, e até mesmo a imagem da espada na pedra, Excalibur, continuam a capturar a imaginação dos leitores até hoje. Mas algo possivelmente ainda mais fascinante e misterioso do que as próprias lendas é a história real associada ao Rei Arthur, que é exatamente o que enfocamos neste artigo.

1. Até hoje não sabemos se o Rei Arthur existiu ou não

6 Coisas que você não sabia sobre o Rei Arthur
Rei Arthur, uma tapeçaria que data de cerca de 1385
Você pensaria que a ciência arqueológica moderna seria capaz de encontrar o que restou de Camelot (ou qualquer outra prova da existência do Rei Arthur) em um piscar de olhos. Infelizmente, alguns mistérios estão fadados a permanecer sem solução por muitos mais anos, e a existência do Rei Arthur parece ser um deles. O primeiro relato da existência de Arthur - os escritos do historiador galês do século IX Nennius - o coloca na invasão anglo-saxônica que ocorreu em 450 DC.
No entanto, o único manuscrito histórico sobrevivente da invasão anglo-saxã, que foi escrito pelo monge celta Gildas por volta de 500 DC, não menciona Arthur em lugar nenhum. Além disso, existem muitas inconsistências em relação ao título de Arthur também, com o livro de Nennius realmente o classificando como um cavaleiro, e não um rei. As histórias do Rei Arthur são tão ricas em fatos e ficção que provavelmente nunca saberemos se o lendário rei realmente existiu.

2. Excalibur inicialmente tinha um nome diferente

6 Coisas que você não sabia sobre o Rei Arthur
Em um dos primeiros livros detalhando as aventuras do Rei Arthur, a "História dos Reis da Bretanha" do século 12, a espada mágica de Arthur tinha um nome diferente. Geoffrey de Monmouth, o autor deste livro, inicialmente chamou a espada de Caliburn, mas ela foi renomeada como Excalibur nas versões subsequentes da lenda.

3. Sabemos a época em que o Rei Arthur supostamente governou

6 Coisas que você não sabia sobre o Rei Arthur
A busca pelo Santo Graal é uma das aventuras mais famosas empreendidas pelo lendário rei e seus leais Cavaleiros da Távola Redonda. Mesmo aqueles que não estão familiarizados com as outras aventuras do Rei Arthur sabem disso, possivelmente graças à adaptação da história para a comédia em 1975 - Monty Python e o Santo Graal.
Comédias britânicas à parte, porém, uma versão escrita da lenda fala de uma inscrição que afirma: "a busca pelo Santo Graal deve começar 453 anos após a ressurreição de Jesus". De acordo com esta inscrição, o Rei Arthur já deveria ter construído Camelot e reunido os Cavaleiros da Távola Redonda no ano 453 DC.

4. Camelot, onde você está?

6 Coisas que você não sabia sobre o Rei Arthur
A histórica cidade de Winchester
Historiadores determinados a encontrar a lendária Camelot do Rei Arthur vêm procurando por ela há séculos, mas sem sucesso. Alguns sugeriram que a cidade de Winchester em Hampshire, a primeira e antiga capital da Inglaterra, já foi o local do reino de Arthur. Outras opções possíveis são o Castelo Tintagel em Cornwall e o Castelo Cadbury em Somerset. Infelizmente, nenhuma prova da presença de Arthur foi encontrada em qualquer um desses lugares.

5. A Mesa Redonda tinha que ser assustadoramente grande (e provavelmente mágica)

6 Coisas que você não sabia sobre o Rei Arthur
Uma ilustração do século 14 dos cavaleiros do Rei Arthur reunidos na Távola Redonda
Como a maioria dos aspectos das lendas arturianas, o tamanho da famosa Távola Redonda, a peça central do reino de Artur, era muito exagerado. Um relato do século 13 do poeta Layamon, um famoso carpinteiro da Cornualha, construiu uma mesa capaz de acomodar 1.600 cavaleiros e ainda assim ser facilmente transportável. Relatos mais modestos dizem que foi Merlin, o mago da corte, que criou a mesa redonda para acomodar um número mais modesto de 150 cavaleiros.

6. A Lenda do Rei Arthur ajudou os Tudors a tomarem o trono inglês

6 Coisas que você não sabia sobre o Rei Arthur
Um retrato do rei Henrique VII
A Lenda do Rei Arthur pode não ter muita base na realidade, mas isso não impediu uma pessoa muito real, o rei Tudor Henrique VII, de usar o conto popular para reivindicar seu reinado do trono inglês em 1485. Henrique traçou sua linhagem do próprio Rei Arthur, afirmando assim ser o governante legítimo da Inglaterra.
E Henrique VII não estava sozinho, pois séculos depois a rainha Vitória usou o poderoso simbolismo da lenda arturiana em seu benefício político, conseguindo reunir o país durante os tempos tumultuados da Revolução Industrial.
Compartilhe esses fatos curiosos com a família e amigos!
Registre-se Gratuitamente
Você quis dizer:
Clique aqui "Registre-se", para concordar com os Termos e a Política de Privacidade
Registre-se Gratuitamente
Você quis dizer:
Clique aqui "Registre-se", para concordar com os Termos e a Política de Privacidade