header print

Alimentos Que Pensávamos Ser Afrodisíacos, Mas Não São

 Muitos alimentos, pomadas, cremes ervas e outros supostos afrodisíacos não existem, pois há pouca ou nenhuma evidência científica para sustentar as alegações para isso. Você ficará surpreso ao ver alguns famosos afrodisíacos que estão aqui listados não têm essa função. Veja agora:
 
1. Vitex
falsos afrodisíacos
Também conhecido como pimenteiro-silvestre, agno-casto ou liamba, o vitex tem sido usado para tratar problemas hormonais femininos há milênios, e é conhecido por ajudar a reduzir os sintomas da TPM. No entanto, não há evidências científicas para confirmar que é um afrodisíaco.
2. Saw palmetto
falsos afrodisíacos
Esta planta também é conhecida como sabal, sabal palmetto, palmito-sabal e sabal-mexicana. Muitas pessoas afirmam que o saw Palmetto pode melhorar tanto a libido masculina quanto a feminina, mas não há estudos científicos que confirmem essas alegações. Na verdade, esta planta é um anti-andrógeno (ou hormônio antimasculino), então é mais do que provável que realmente diminua a libido nos homens ao invés de aumentá-la.
3. Inhame-selvagem
falsos afrodisíacos
A alegação de que o extrato de inhame selvagem aplicado topicamente pode aumentar a libido em mulheres na menopausa parece exagerada. Na verdade, o que esta raiz faz é amenizar os sintomas da menopausa.
4. Produtos feitos de cannabis
falsos afrodisíacos
Embora os usuários defendam que a maconha pode aumentar a libido, e que o mercado de produtos de maconha comercialmente disponíveis esteja crescendo em todo o mundo, na verdade não existem estudos publicados que apoiem alegações de que a planta pode aumentar a libido tanto em homens quanto em mulheres.
5. Chifre de rinoceronte
falsos afrodisíacos
Essa crença horrível, que é perpetuada na Ásia em particular, cooperou com a triste extinção dos rinocerontes do mundo. Um chifre de rinoceronte pode chegar a 30 mil em alguns países asiáticos, mas na verdade não há nenhum dado científico que confirme que o chifre desse animal tenha propriedades afrodisíacas.
 
6. Tribulus terrestrisfalsos afrodisíacos
Já foi provado que esta erva aumenta a produção de espermatozóides em homens, e há algumas evidências que sugerem que melhora a satisfação sexual em mulheres, mas ainda não há confirmações de que realmente atue no aumento da libido. No entanto, o tribulus é muitas vezes prescrito para uma variedade de usos medicinais.
7. Chocolate
falsos afrodisíacos
O chocolate estimula os centros de prazer do cérebro, mas não há evidências científicas que vinculem o chocolate com a libido. Muitas pessoas já disseram que se trata de um alimento ‘sensual’, mas o mito não é apoiado pela literatura médica existente.
8. Ostras
falsos afrodisíacos
As ostras são ricas em zinco, o que aumenta a produção de testosterona, mas isso não significa dizer que elas realmente aumentem a libido ou melhorem a função sexual. Não há evidências científicas sólidas para apoiar a noção comum de que as ostras são afrodisíacas. Mesmo assim, muitos ainda afirma que se sentem mais sensuais ao comer ostras…
9. Mel
falsos afrodisíacos
Como o mel é feito por meio do processo de polinização, ele está frequentemente na lista de populares alimentos afrodisíacos, mas a ciência nunca comprovou a ligação do mel com a libido.
Registre-se Gratuitamente
Você quis dizer:
Clique aqui "Registre-se", para concordar com os Termos e a Política de Privacidade
Registre-se Gratuitamente
Você quis dizer:
Clique aqui "Registre-se", para concordar com os Termos e a Política de Privacidade