header print

Esta técnica de memória vai te fazer lembrar de tudo

A estratégia mnemônica de memória mais antiga é conhecida como método de loci. Ela se baseia no pressuposto de que sempre podemos lembrar de lugares que estamos familiarizados, então, se você puder vincular algo que precisa lembrar com algum lugar que conheça bem, a localização atuará como uma pista que o ajudará a lembrar-se.
 
técnica de loci e técnica mnemônica para memória

Criado ainda no Império Romano, o método de loci foi supostamente inventado pelo poeta Simônides de Ceos, que foi o único sobrevivente de um edifício que desabou durante um jantar. As pessoa ficaram irreconhecíveis após o desabamento, mas Simônides conseguiu identificá-los por se lembrar onde cada convidado estava sentado.

A partir dessa trágica experiência, ele percebeu que seria possível lembrar de qualquer coisa ao associar a uma imagem mental do local. Oradores gregos e romanos usaram esta técnica para dar discursos sem o auxílio de anotações – este foi o sistema mnemônico mais popular até meados do século XVI, quando surgiram os sistemas fonético e o peg.

Veja como funciona
• Pense em um lugar que você conheça extremamente bem, como a sua casa.
• Visualize uma série de locais no local em ordem lógica. Por exemplo, se é sua casa, imagine o caminho que você costuma fazer da porta da frente para os fundos. Comece na porta da frente, passe pelo corredor, entre na sala de estar, siga pela sala de jantar, a cozinha e assim por diante.
• Coloque um item que você deseja lembrar em um dos locais.
• Quando quiser lembrar de tal item, simplesmente visualize sua casa e passe por ela por cada cômodo. Cada item que associado a uma parte específica da casa deve surgir à mente enquanto você faz seu caminho mentalmente pela sua casa.

técnica de loci e técnica mnemônica para memória

Criado ainda no Império Romano, o método de loci foi supostamente inventado pelo poeta Simônides de Ceos, que foi o único sobrevivente de um edifício que desabou durante um jantar. As pessoa ficaram irreconhecíveis após o desabamento, mas Simônides conseguiu identificá-los por se lembrar onde cada convidado estava sentado.

A partir dessa trágica experiência, ele percebeu que seria possível lembrar de qualquer coisa ao associar a uma imagem mental do local. Oradores gregos e romanos usaram esta técnica para dar discursos sem o auxílio de anotações – este foi o sistema mnemônico mais popular até meados do século XVI, quando surgiram os sistemas fonético e o peg.

Veja como funciona
• Pense em um lugar que você conheça extremamente bem, como a sua casa.
• Visualize uma série de locais no local em ordem lógica. Por exemplo, se é sua casa, imagine o caminho que você costuma fazer da porta da frente para os fundos. Comece na porta da frente, passe pelo corredor, entre na sala de estar, siga pela sala de jantar, a cozinha e assim por diante.
• Coloque um item que você deseja lembrar em um dos locais.
• Quando quiser lembrar de tal item, simplesmente visualize sua casa e passe por ela por cada cômodo. Cada item que associado a uma parte específica da casa deve surgir à mente enquanto você faz seu caminho mentalmente pela sua casa.

Veja como esta estratégia funcionaria se você, por exemplo, quisesse lembrar a seguinte lista de compras:
• Creme de barbear
• Pêssegos
• Cachorros-quentes
• Ketchup
• Sorvete

Ao visualizar a sua casa, crie imagens de creme de barbear na porta da frente. Não pense apenas na palavra "creme de barbear", mas pense em aplicar o creme de barbear na porta. Então, abra a porta, e imagine um pêssego gigante rolando pelo corredor diretamente em sua direção. Agora entre na sala de estar e visualize um cachorro-quente de oito pés de altura usando um chapéu de boiadeiro descansando no sofá. Em seguida, entre na sala de jantar e imagine uma embalagem de ketchup vestida com um uniforme de empregada, colocando a mesa. Finalmente, vá à cozinha e pense em um galão de sorvete, derretendo e escorrendo sobre o fogão quente.

Depois de ter visualizado tudo isso, quando você tenta lembrar sua lista de compras, tudo que precisa fazer é visualizar sua porta da frente. Você verá instantaneamente o creme de barbear na sua mente; Ao entrar no corredor, o pêssego entrará em sua mente, e assim por diante. Quanto mais inusitadas e engraçadas forem suas imagens mentais, mais fácil será para você lembrá-las.

Este método pode ser usado para lembrar listas, nomes de pessoas em um evento, coisas que você precisa fazer, pontos importantes em uma palestra, ou mesmo um pensamento que você quer ter em mente. Esta estratégia mnemônica funciona bem, porque isso muda a maneira de lembrar das coisas. Uma vez que os locais são organizados em uma ordem que você conhece bem, a memória flui com mais facilidade.

Caso queira, você pode colocar mais de um item em qualquer local específico. Por exemplo, se você tiver 50 itens em uma lista de compras, pode colocar cinco itens em dez locais diferentes. Cada um desses cinco itens deve interagir com a localização.

técnica de loci e técnica mnemônica para memória

Por exemplo, você poderia pensar em sua rotina diária pela manhã:
• Quarto
• Banheiro
• Cozinha
• Garagem
• Carro

Agora você precisa vincular os itens que você deseja lembrar para cada um desses lugares. Claro, é imperativo que você se lembre dos lugares, mas isso não deve ser muito difícil, pois fazem parte de sua rotina diária. Em seguida, atribua cada item a um local. Vamos tomar como exemplo a lista de supermercado acima: você acorda ao lado de uma lata gigante de creme de barbear; encontra um enorme pêssego tomando banho no banheiro; um cachorro-quente está fazendo você o café da manhã; uma embalagem de ketchup está bloqueando a garagem; e um galão de sorvete, usando óculos de sol, está derretendo no banco do motorista do carro. Você poderia então imaginar mais cinco itens ao longo do caminho ao trabalho, cinco no escritório, e assim por diante.

O método loci permite lembrar de itens em uma lista, mas não permite que você localize apenas um item específico. Por exemplo, se você quisesse encontrar o 9º item usando este sistema, teria que seguir o caminho pelos oito primeiros itens para chegar a ele.

O caminho em torno deste pequeno problema é colocar uma marca distintiva em cada quinto lugar. Por exemplo, no quinto lugar, você poderia adicionar uma moeda de um real à imagem. No décimo lugar, pode adicionar a imagem de um relógio. Ao fazer isso, realmente não há limite para o que você pode lembrar.

Fonte: howstuffoworks | Imagens: depositphotos

Registre-se Gratuitamente
Você quis dizer:
Registre-se Gratuitamente
Você quis dizer: