header print

8 Estereótipos sobre animais e a verdade sobre eles

O Editor: Anna D.

 Todos nós crescemos ouvindo e acreditando em várias teorias e mitos sobre diferentes animais. No entanto, nem todos eles são verdadeiros. Por exemplo: avestruzes enterram a cabeça na areia quando estão assustadas. Isso não é verdade, pois os pobres pássaros não conseguiriam respirar se enterrassem a cabeça na areia. A realidade é que as mães avestruzes colocam a cabeça no buraco onde fizeram seu ninho para virar os ovos várias vezes durante um dia e é daí que o mito se originou.

Existem tantos outros estereótipos sobre animais semelhantes que você deve ter ouvido e acreditado, não é mesmo? Alguns deles podem ser verdadeiros e outros apenas mitos. Aqui, apresentamos a realidade por trás de alguns dos estereótipos populares sobre alguns bichos.

1. Preguiças são preguiçosas:

Fatos e mitos sobre animais preguiças são preguiçosas

Preguiças são lentas, é claro. Muito vagarosas. Mas elas são preguiçosas também? Na verdade, não sabemos quando as preguiças adquiriram essa imagem, mas a palavra "preguiça" costuma ser usada para zombar de alguém por ser extremamente lento e vagaroso.

Ao contrário da crença popular, esses animais são lentos porque seu metabolismo é estabelecido em um nível muito baixo e eles precisam economizar energia. Assim, enquanto seus corpos podem parecer inativos, as preguiças realmente trabalham duro. Eles vivem nas copas das árvores em climas tropicais e podem se mover a uma velocidade de 1,8 a 2,4 metros por minuto. Por serem tão lentos, não conseguem fugir da maioria dos predadores e, portanto, preferem ficar imóveis nos galhos das árvores e digerir seus alimentos.

As preguiças também dormem em média 9,6 horas por dia, muito menos do que se supõe.



2. Porcos são sujos:

Fatos e mitos sobre animais porcos sujos

Por que nos sentimos ofendidos quando alguém nos chama de porco? É porque os porcos são considerados animais sujos?

Você ficaria surpreso ao saber que os porcos são, de fato, incapazes de suar e geralmente são os animais mais limpos em qualquer fazenda. Os porcos não gostam de defecar perto de sua área de estar ou de comer, se tiverem uma escolha. Eles também são bastante inteligentes e muitos especialistas em animais os consideram muito mais treináveis do que cães e gatos.

Como os porcos não podem suar, eles costumam mergulhar na lama para refrescar-se. Sua aparência enlameada faz com que pareçam desarrumados e desleixados. Como a maioria dos porcos fica em pequenos espaços não muito asseados em fazendas superlotadas, eles não conseguem seguir seus instintos naturais, que é manter-se limpos.

3. Golfinhos estão sempre sorrindo e contentes:

Fatos e mitos sobre animais golfinhos sorriem

Golfinhos quase sempre foram retratados como felizes, inteligentes e amigáveis. Quando olhamos para um golfinho, parece que eles estão sorrindo e, assim, emitem uma vibração amistosa. Isso reforçou o estereótipo de que os golfinhos são as criaturas mais gentis ​​e estão sempre sorrindo.

Curiosamente, porém, os golfinhos são incapazes de mudar suas expressões faciais. Eles têm bocas permanentemente curvadas e suas mandíbulas são configuradas de forma a parecer que estão sempre sorrindo. Assim, mesmo que um golfinho esteja atacando agressivamente a presa ou esteja genuinamente triste, sua expressão sempre permanecerá a mesma.

Além disso, pesquisas recentes mostram que, embora os golfinhos sejam certamente inteligentes, seu comportamento amigável geralmente é exagerado. "Eles são muito inteligentes, mas assim como os humanos podem ser desagradáveis ​​e traiçoeiros", diz Richard Connor, da Universidade de Massachusetts em Dartmouth. Muitos golfinhos geralmente são amistosos, extrovertidos e curiosos, mas muitos deles também atacam seres humanos e outros mamíferos marinhos quando se sentem ameaçados ou estressados.

4. Elefantes têm mesmo boa memória:

Fatos e mitos sobre animais elefantes

"Um elefante nunca esquece", é o que lemos inúmeras vezes. Mas os elefantes realmente têm boa memória?

Nesse caso, pode haver alguma verdade no estereótipo. Os elefantes têm cérebros grandes e isso provavelmente aumenta sua capacidade de memória. O cérebro de um elefante adulto pesa cerca de 5kg e ajuda na codificação de dados de identificação e sobrevivência, permitindo que os detalhes sejam recuperados mais tarde.

Pesquisadores que estudaram elefantes na natureza notaram que esses animais podem se lembrar dos lugares exatos onde a manada encontrou comida no passado. De fato, as matriarcas da manada  também se lembram de onde a água em quantidade suficiente pode ser encontrada ao longo de muitos anos e podem guiar sua manada em direção a ela por longas distâncias. Isso prova que os elefantes têm uma grande capacidade de lembrar detalhes sobre seu ambiente espacial por um período muito longo.

5. Aranhas querem morder você:

Fatos e mitos sobre animais aranhas mordem

Até a menor aranha pode nos assustar, não é? Uma olhada em uma aranha e nosso primeiro pensamento é exterminá-la, pois pode nos morder.

No entanto, muito poucos sabem que as aranhas não têm interesse em morder seres humanos. Na verdade, elas gostam de ficar longe de nós em seus cantinhos, seguindo suas vidas diárias. Vários aracnologistas notáveis observaram que, mesmo depois de passar anos lidando com uma variedade de aracnídeos, eles foram mordidos apenas algumas vezes. Eles observam que uma aranha só atacará um humano se ele invadir acidentalmente seu espaço. Mesmo a aranha doméstica mais agressiva pode mordê-lo apenas se temer que seus ovos estejam em perigo.

Portanto, pare de gritar ou tremer no momento em que notar uma aranha em sua casa. Ela quer apenas cuidar de sua vida aracnídea.

6. Crocodilos realmente vertem lágrimas:

Fatos e mitos sobre animais lágrimas de crocodilo

A expressão “chorar lágrimas de crocodilo” é bem conhecida e é usada para alguém que finge tristeza. De onde essa frase se originou? No que diz respeito ao idioma inglês, a expressão foi usada pela primeira vez na descrição de crocodilos do século 14 por Sir John Mandeville. "Esses répteis matam homens, e os comem chorando; e quando eles comem, movem a mandíbula de cima, e não a mandíbula inferior, e não têm língua."

Então, um crocodilo realmente derrama lágrimas sem querer quando está fazendo uma refeição? Surpreendentemente, a resposta para isso é sim. No entanto, eles fazem isso por razões fisiológicas, e não de remorso. Os pesquisadores observaram que é muito provável que, quando um crocodilo come, seus dutos lacrimais são automaticamente estimulados devido a um arranjo incomum de suas mandíbulas e crânio, causando uma superprodução de lágrimas.

7. Hienas são animais maldosos:

Fatos e mitos sobre animais hienas

As hienas são talvez o animais mais esterotipados de todos os tempos. Elas quase sempre foram representadas como más e estúpidas em filmes e livros para crianças - 'O Rei Leão' e 'O Livro da Selva' são ótimos exemplos. De fato, esse pobre animal foi quase universalmente desprezado pelas culturas humanas e é amplamente considerado sujo, feio e maldoso.

Sim, é verdade que o riso ou grunhido da hiena faz com que ela pareça quase psicótica. Adicione a isso o fato de que as hienas não são consideradas os animais mais atraentes da Terra em sentido geral. Para a maioria das pessoas, as hienas são apenas carniceiras e não merecem muita atenção.

Em seu livro, 'The Hyena Scientist', o naturalista e autor Sy Montgomery, observou: “O lendário riso da hiena não é o que as pessoas pensam. Não há nada engraçado em uma hiena. Em vez de uma risadinha histérica, na verdade é um som de excitação, ou mesmo medo, proferido, por exemplo, quando alguém - como um leão - ataca a hiena ou rouba sua comida". 

Então a hiena não é um animal mau. Como qualquer outro catador de lixo que habita esta terra, ela está apenas tentando sobreviver.

8. Fuinhas são mesmo furtivas:

Fatos e mitos sobre animais fuinhas

O que isso significa quando chamamos alguém de 'fuinha'? Com toda a probabilidade, queremos dizer que eles estão sendo astutos, não confiáveis ou enganosos. Por quê? Por que as fuinhas adquiriram essa reputação? Elas são realmente animais astutos e sorrateiros?

Bem, não podemos negar que a fuinha tem um corpo incrivelmente elegante e sinuoso, e pode deslizar facilmente através dos menores buracos e fendas, sem emitir muito ruído. Mas isso as torna "sorrateiros" também? Por que um animal inocente deve ser caluniado sem piedade quando tudo o que faz é se concentrar em encontrar maneiras de sobreviver dia após dia?

É muito provável que as fuinhas tenham essa imagem enquanto atacavam galinheiros em busca de alimento nas aldeias (assim como raposas e gatos fazem muitas vezes). Embora esse comportamento possa não ser aceitável para os agricultores, nada mais é do que a tentativa da fuinha de sobreviver, como qualquer animal do planeta.

Registre-se Gratuitamente
Você quis dizer:
Clique aqui "Registre-se", para concordar com os Termos e a Política de Privacidade
Registre-se Gratuitamente
Você quis dizer:
Clique aqui "Registre-se", para concordar com os Termos e a Política de Privacidade