header print

18 Tipos de rosas para ornamentar seu jardim

O Editor: Anna D.

 É provável que você conheça com dois ou três tipos diferentes de rosas vendidos nas floriculturas, a maioria dos quais geralmente se diferencia pela cor. Existe a sempre popular rosa vermelha, e existem rosas cor de rosa, rosas brancas e rosas amarelas. As rosas são uma ótima flor para você cultivar, não só por causa de suas cores vívidas, mas também por causa de sua longevidade e suas várias utilidades. Se você pretende adicionar algumas rosas ao seu próprio jardim, lembre-se de que existem mais de 360 espécies diferentes sob o gênero Rosa. Muitos debates foram realizados para determinar quais espécies se enquadram na categoria de rosa pura e, nos últimos séculos, foram criadas inúmeras rosas híbridas, ideais para todos os jardins. Aqui estão 18 belos tipos diferentes de rosas que deixarão o seu jardim repleto de cores vibrantes e suaves aromas.

1. Rosa La France

Rosa La France

(De Arashiyama, Wikimedia Commons)  

A Rosa La France é amplamente aceita como uma das primeiras rosas-chá híbridas, razão pela qual é considerada a colaboradora original do nascimento da rosa moderna. Essas plantas crescem vigorosamente, até 1 metro em média, e são mais bem mantidas em climas quentes e secos ou em estufas, pois sua folhagem é extremamente suscetível a fungos.

 

2. Rosa Mosqueta

Rosa Mosqueta

(De Arashiyama, Wikimedia Commons

Esta rosa cresce em grandes arbustos em grupos e é conhecida por seu aroma almiscarado. Embora esta rosa possa ser encontrada em jardins, foi levantada a hipótese de que já não existem ou existem muito poucas rosas silvestres, pois essa rosa foi usada para o cultivo de outras rosas híbridas e de jardim. Tem uma estação de florescência extraordinariamente longa.

3. Rosa Banksiae

Rosa Banksiae 

(De Jarekk, Wikimedia Commons

Esta rosa é uma planta nativa da China. Esta trepadeira arbustiva pode crescer até 6 metros de comprimento. As flores são geralmente pequenas e essencialmente sem espinhos, o que é uma qualidade rara nas rosas. Tem um um aroma que lembra o das violetas e floresce melhor em climas mais quentes.

 

4. Rosa Pimpinellifolia, "Rosa Escocesa" 

 

Rosa Pimpinellifolia, "Rosa Escocesa" 

(De David J. Stang, Wikimedia Commons

Esta espécie de rosa foi encontrada espalhada pela Europa e noroeste da África. Crescem melhor em solos de calcário e em dunas de areia ou em áreas costeiras. As plantas desta espécie crescem até 2 metros, com caules e cerdas espinhosas e folhas escarlates que se tornam marrons quando a planta atinge a maturidade.

5. Rosa Rubiginosa, "Sweetbriar" ou "Eglantine"

Rosa Rubiginosa, "Sweetbriar" ou "Eglantine"

(De Krzysztof Golik, Wikimedia Commons

Este arbusto decíduo cresce entre 2 e 3 metros e foi originalmente encontrado na Ásia Ocidental e na Europa. O caule das flores tem numerosos espinhos encapuzados e as folhas tendem a ter pelos glandulares. A estação de floração é tipicamente do final da primavera ao meio do verão e a planta e a flor tendem a emitir uma fragrância semelhante à maçã.

 

6. Rosa Foetida, "Rosa de Cobre Austríaca" ou "Rosa Amarela Persa"

Rosa Foetida, "Rosa de Cobre Austríaca" ou "Rosa Amarela Persa" 

(De David J. Stang, Wikimedia Commons

Do sopé das montanhas do Cáucaso, encontrada na República da Geórgia, encontra-se esta espécie amarela de rosa. As Rosas amarelas não eram anteriormente nativas da Europa e esta espécie em particular foi introduzida na Pérsia para contribuir para o cultivo de rosas. Esta flor espessa exala um odor semelhante ao do óleo de linhaça, embora se acredite que a pungência tenha reduzido drasticamente ao longo dos anos de cultivo.

 

7. Rosa Harison's Yellow (R. harisonii), “Rosa do Oregon” ou “Rosa Amarela doTexas”

“Rosa do Oregon” ou “Rosa Amarela doTexas”

(De Helena Borg, Wikimedia Commons

Esta linda rosa amarela é um híbrido, que se acredita ter sido criado com Rosa foetida e Rosa pimpinellifolia (nºs 6 e 4, respectivamente, nesta lista). Crescendo em arbustos espessos entre 1 e 2 metros de comprimento, os caules e folhas desta flor têm numerosos espinhos. Este cultivar é especialmente popular, pois as ventosas formadas nas raízes permitem que esta planta sobreviva a solos pobres, secas e invernos frios.

 

8. Rosa Alba, “Rosa Branca de York”

Rosa Alba, “Rosa Branca de York”

(De rosier, Wikimedia Commons - Right, Wikimedia Commons - Left)  

Uma rosa híbrida de linhagem desconhecida, a Rosa Branca de York é cultivada em todo o continente europeu desde os tempos antigos. Essas flores com cheiro doce geralmente florescem no meio do verão e são especialmente populares para jardins, pois são altamente resistentes a doenças e ao frio. Esses arbustos altos também podem suportar sombra pesada, e algumas novas variantes podem até sobreviver em climas subárticos.

9. Rosa Great Maiden's Blush, “Cuisse de Nymphe” ou “Incarnata”

 Rosa Great Maiden's Blush, “Cuisse de Nymphe” ou “Incarnata” 

(De Nadiatalent, Wikimedia Commons

A Maiden's Blush é outra resistente ao inverno e maravilhosamente perfumada híbrida da Rosa Alba, cultivada desde o século XIII. Cresce em arbustos altos, pode formar arcos e floresce apenas na primavera. É forte o suficiente para atuar como uma planta trepadora e é altamente tolerante à sombra, tornando-o ideal para crescer além das paredes. As folhas e o caule das flores têm um número relativamente baixo de espinhos.

10. Rosa Gallica 'Charles de Mills'

Rosa Gallica 'Charles de Mills' 

(De Amanda Slater, Wikimedia Commons

A rosa Charles De Mills pode ser rastreada até o início do século XIX. É uma planta ideal para jardim, com lindas flores de pétalas sobrepostas e uma estrutura robusta, altamente resistente a doenças e capaz de suportar tanto o frio quanto a sombra. As flores desabrocham no final da primavera.

 

11. Rosa Gallica Officinalis, “Rosa Vermelha de Lancaster”

Rosa Gallica Officinalis, “Rosa Vermelha de Lancaster”  

(De Kurt Stüber, Wikimedia Commons

A Rosa Vermelha de Lancaster é a flor oficial do condado de Lancashire. Conhecida por sua fragrância doce e por benefícios à saúde, historicamente tem sido usada para fazer perfumes e remédios. Esta rosa híbrida pode sobreviver ao clima quente e frio extremo com solo bem drenado, sendo de fácil manutenção.

12. Rosa Damascena, “Rosa de Damasco”

Rosa Damascena, “Rosa de Damasco”  

(De Kurt Stüber, Wikimedia Commons)

Estas flores perfumadas são um híbrido de Rosa Mosqueta e Rosa Gallica (No. 2 e 11, respectivamente, nesta lista). Esta flor de jardim do século XIII apresenta espinhos curtos nas hastes e folhas. As pétalas são comestíveis e podem ser usadas para aromatizar alimentos e conservar açúcar. Também é usado para fazer óleo de rosas para perfumes, água de rosas e até mesmo concreto de rosas.

13. Rosa Centifolia, “Rosa da Provença” ou "Rosa Repolho”

Rosa Centifolia, “Rosa da Provença” ou "Rosa Repolho”

(De Joydeep, Wikimedia Commons

Entre os séculos XVII e XIX, usando uma fórmula complexa de Rosa Damascena (nº 12 nesta lista) e muitas outras, os criadores de rosas holandeses criaram essa rosa híbrida. Esta flor cresce em arbustos que podem se estender até 1,80m de comprimento. Tem um aroma doce como mel e é popular na produção de óleos de rosas para perfumes. Naturalmente, é mais comumente cultivada em Grasse, uma cidade francesa conhecida por suas perfumarias.

 

14. Rosa "Lembrança de Malmaison" ou “Rosa de Bourbon”

Rosa "Lembrança de Malmaison" ou “Rosa de Bourbon” 

(De Nadiatalent, Wikimedia Commons

Este cultivar foi criado por um criador de rosas de Lyon, França. É um arbusto que cresce entre 90cm e 1,80m, com poucos espinhos e folhas grandes num verde brilhante. Emite uma fragrância de rosa chá e adiciona cor e beleza a qualquer ambiente. No entanto, ela não se adapta bem a climas frios e tende a desenvolver mofo durante as estações chuvosas.

15. Rosa Madame A. Meilland, “Rosa da Paz”

Rosa Madame A. Meilland, “Rosa da Paz”

(De Roozitaa, Wikimedia Commons

A Rosa da Paz é uma das rosas chá híbridas mais famosas e bem-sucedidas, com mais de 100 milhões de plantas vendidas desde o início do século XXI. Suas folhas têm uma textura semelhante a couro e crescem entre 1,20m e 1,80m de comprimento. São excelentes rosas de jardim, pois resistem a doenças, ao frio e toleram a meia sombra.

16. Rosa Blush Noisette

Rosa Blush Noisette 

(De Cillas, Wikimedia Commons

A Blush Noisette está entre as primeiras rosas Noisette. Esse cultivar foi introduzido por Phillip Noisette na América no Norte no início do século XIX. É uma das primeiras plantas trepadeiras que também mantém qualidades resistentes ao frio, além de resistente a calor, doenças e meia sombra. Nas regiões mais quentes, as flores desabrocham ao longo do ano.

17. Rosa Général Jacqueminot, “General Jack” ou “Jack Rose”

Rosa Général Jacqueminot, “General Jack” ou “Jack Rose”

(De A. Barra, Wikimedia Commons

Este foi um dos primeiros híbridos clássicos de rosas de jardim a serem introduzidos. Foi desenvolvido em meados do século XVIII por um jardineiro amador francês. A planta tem uma distribuição uniforme de grandes flores duplas com pétalas largas. É uma planta resistente ao frio, com espinhos curvos, mas é suscetível a mofo e ferrugem no final do verão.

18. Rosa Mister Lincoln

Rosa Mister Lincoln

(De Roozitaa, Wikimedia Commons

A rosa Mister Lincoln é uma rosa carmesim híbrida introduzida nos EUA na década de 1960, que deteve o título de rosa vermelha mais vendida no país por muitos anos. Foi cultivada pela primeira vez na Califórnia e é uma planta relativamente resistente à seca. Ela também pode viver bem em certos climas frios e é uma planta forte. No entanto, pode ser suscetível aos pontos pretos.

Registre-se Gratuitamente
Você quis dizer:
Clique aqui "Registre-se", para concordar com os Termos e a Política de Privacidade
Registre-se Gratuitamente
Você quis dizer:
Clique aqui "Registre-se", para concordar com os Termos e a Política de Privacidade