header print

Parque Nacional Torres del Paine, na Patagônia

O Editor: Bruna Santos
 Situado no coração da Antártica Chilena está o Parque Nacional Torres del Paine, o quinto lugar mais bonito do mundo segundo a National Geographic. Esta reserva natural não se compara à nada que você já tenha visto antes, com emas percorrendo as vastas pastagens lado a lado do guanaco, um parente distante da lhama, todos com enormes montanhas e glaciares no fundo. O parque oferece a seus visitantes uma visão de uma paisagem deslumbrante e vida selvagem única, tornando-se um paraíso para os turistas.
 
Sobre o parque
Patagônia

O Parque Nacional Torres del Paine cobre 181.414 hectares de terra patagônica e inclui uma enorme variedade de paisagens que vão desde pastagens a florestas subpolares e até glaciares. O nome do parque pode ser traduzido aproximadamente como "torres azuis" por causa da cadeia montanhosa que se assemelha a uma série de torres.

O parque foi fundado em 1959 em uma tentativa de preservar a natureza indígena e a vida selvagem da região, e é hoje um dos maiores parques nacionais do Chile (embora, tecnicamente, parte do parque esteja situada na Argentina).

Turismo e trilhas para caminhadas
Patagônia

252.000 turistas visitam o Parque Nacional Torres del Paine a cada ano, e estima-se que cerca de metade desses visitantes vêm do exterior. Você pode chegar ao parque de carro ou usando o transporte público; o aeroporto mais próximo é Punta Arenas, situado a 350Km do parque.

A melhor época para visitar Torres del Paine é entre setembro e abril, que coincide com a primavera e outono. O parque está equipado com trilhas bem definidas, acampamentos e pousadas chamadas de "refúgios" espalhados por toda a trilha.

Os visitantes podem alugar equipamento para caminhadas, ficar em um dos refúgios ou, se você estiver procurando por uma experiência de viagem mais conveniente, pode ficar em um dos hotéis próximos. Existem 3 percursos pedestres principais que os visitantes podem desfrutar a pé, de bicicleta ou a cavalo (embora algumas áreas sejam reservadas apenas para caminhadas). As 3 principais rotas são:

•  Uma viagem de um dia às montanhas de Torres del Paine.
•  A rota "W" de comprimento médio demora cerca de 5 dias.
•  A caminhada mais longa é a rota "O" que leva de 7 a 9 dias.

Mas antes de começar a planear uma viagem, aqui estão as principais coisas para ver no Parque Nacional Torres del Paine:

1. Glaciar Grey
Patagônia
Além de ser uma bela vista, o Glaciar Grey é uma oportunidade para fazer uma caminhada e até andar de caiaque no lago localizado ao lado da geleira que leva o mesmo nome. Para aqueles que estão prontos para gastar um pouco mais com a experiência, há ainda uma opção para fazer um passeio de barco no Lago Grey.
2. Torres del Paine
Patagônia
Uma das principais razões pelas quais os turistas chegam ao parque a cada ano é caminhar ao redor das Torres del Paine, a peça central do parque. Estas magníficas formações rochosas erguem-se no céu e têm na sua base um lago de cor turquesa. É melhor chegar às torres ao amanhecer, quando o sol torna as torres vermelho-alaranjado e elas parecem especialmente majestosas contra o céu azul.
3. Admire a vida vegetal e animal
Patagônia
O destaque do parque é sua flora e fauna endêmicas. Durante a sua viagem pelas pradarias, você será capaz de encontrar uma variedade de animais em seu habitat natural, incluindo o guanaco, um parente distante do lhama visto cruzando o rio Paine na foto acima. Outros animais incluem pumas, condores, tatus, raposas, flamingos e até mesmo a ema de Darwin, espécie de avestruz descoberta pelo próprio Charles Darwin em sua expedição a Torres del Paine.
Patagônia
Essas aves têm penas cinzentas fofas usadas para fabricar espanadores, o que quase levou a espécie à extinção no passado, embora, reconhecidamente, sua carne também fosse usada pelos gaúchos, que é a versão patagônica de um caubói. A vida vegetal também é bastante notável, com vários tipos de orquídeas e outras flores de aparência única crescendo naturalmente nas instalações do parque. Uma dessas espécies, Calceolaria uniflora, pode ser vista na foto acima.
4. Salto Grande
Patagônia
Outra atração a ser observada em Torres Del Paine é a cachoeira Salto Grande. Encontra-se no rio Paine situado não muito longe do famoso Cuernos del Paine, que garante uma vista majestosa para os visitantes. Tenha em mente que a cachoeira cria ventos incrivelmente fortes, o que é especialmente refrescante em um dia quente, mas também significa que você deve trazer um corta-vento em sua caminhada até Salto Grande.
5. Cuernos del Paine
Patagônia

A última, mas não menos importante, aventura que você deve considerar é caminhar até Cuernos del Paine. Este maciço montanhoso parece com chifres afiados, por isso tem esse nome ('cuerno' significa 'chifre' em espanhol). A magnífica formação rochosa foi criada à medida que o solo e o sedimento se erodiam da montanha e as placas afiadas de granito duro eram expostas, o que dava às montanhas um aspecto aguçado.

As melhores vistas desta magnífica cadeia de montanhas podem ser vistas numa curta caminhada desde a paragem de barcos de Pudeto até ao lago Nordernskjöld.

Bônus! Admire as magníficas paisagens de Torres Del Paine neste vídeo HD

Registre-se Gratuitamente
Você quis dizer:
Clique aqui "Registre-se", para concordar com os Termos e a Política de Privacidade
Registre-se Gratuitamente
Você quis dizer:
Clique aqui "Registre-se", para concordar com os Termos e a Política de Privacidade