header print

A Grande Muralha da China em 8 Fatos de Interesse

O Editor: Anna D.

 Todos os anos, a Grande Muralha da China atrai mais de 10 milhões de visitantes. Esse não é um número surpreendente, e por um bom motivo, já que esta obra icônica é considerado um triunfo da engenharia. Projetada inicialmente para proteger os territórios da China de tribos nômades, a Grande Muralha foi originalmente feita de taipa simples. Eventualmente, os construtores mudaram para tijolos que foram colocados por milhões de trabalhadores. Na verdade, estima-se que cerca de 70% da população chinesa durante a dinastia Qin (221 a 206 aC) estava envolvida na criação das primeiras seções da muralha.

Como você pode ver, este marco antigo tem uma história muito longa e rica. Se você está intrigado para saber mais, dê uma olhada nestes fatos fascinantes sobre a Grande Muralha da China.

1. Não é um paredão uniforme8 fatos fascinantes sobre a Grande Muralha da China

A noção de que a Grande Muralha da China é uma estrutura longa e ininterrupta é, na verdade, um equívoco. Apesar de ser conhecida como um único monumento, na realidade, a parede é um sistema de fortificações construído por diferentes dinastias ao longo da fronteira norte dos territórios da China Antiga e Imperial.

Muitas dessas paredes, na verdade, correm paralelas umas às outras, e nem todas as fortificações incluem paredes reais. Barreiras naturais como rios e colinas também são freqüentemente consideradas parte da Grande Muralha da China.

2. As seções da muralha que vemos agora são relativamente novas8 fatos fascinantes sobre a Grande Muralha da China

 A Grande Muralha não foi a primeira fortificação construída em território chinês para proteger a população de invasores estrangeiros, mas foi o primeiro imperador da China, Qin Shi Huang, que começou a unificar esses trechos durante seu reinado no século 3 aC. As dinastias posteriores continuaram este trabalho e fizeram suas próprias adições.

Praticamente todas essas primeiras seções da parede desapareceram com o tempo. Dos 21.196 quilômetros da Grande Muralha que conhecemos hoje, quase metade foi construída pela Dinastia Ming, que governou de 1368 a 1644. As seções mais bem preservadas da parede perto de Pequim, que atraem milhões de turistas a cada ano, foram iniciados do zero pela Dinastia Ming no século 16.

3. A muralha não pode ser vista do espaço8 fatos fascinantes sobre a Grande Muralha da China

Foi o ilustrador americano Robert Ripley (mais conhecido por seu desenho animado Believe It Or Not!) Que chamou a Grande Muralha de “A obra mais poderosa do homem - a única que seria visível ao olho humano da Lua”. Embora essa declaração não tenha sido baseada em nenhuma evidência, tornou-se um equívoco amplamente aceito. Fontes mais confiáveis, incluindo o astronauta Neil Armstrong e vários cientistas da NASA, confirmaram que isso é um mito - a Grande Muralha não é de forma alguma visível do espaço, muito menos da lua.

4. Um ingrediente surpreendente foi usado para construir a muralha8 fatos fascinantes sobre a Grande Muralha da China

A Grande Muralha da China foi construída em grande parte com materiais de construção comuns, como terra e pedra. Mas há um ingrediente artesanal que muitas pessoas não conhecem - arroz glutinoso, conhecido coloquialmente como “arroz pegajoso”. Os construtores da muralha utilizaram arroz pegajoso por, bem, sua pegajosidade. Eles o incorporaram à receita da argamassa na esperança de torná-lo mais forte.

Estudos modernos indicaram que o ingrediente amilopectina no arroz (a substância que torna o arroz pegajoso) é uma das razões pelas quais a Grande Muralha é tão resistente.

5. A muralha não evitou invasões8 fatos fascinantes sobre a Grande Muralha da China

A Grande Muralha deveria proteger a China dos invasores do norte. Apesar de todo o esforço feito para construí-la, muitos dos inimigos do país ao longo da história conseguiram invadir ou evitar o muro.

Eventualmente, os Manchus invadiram a China através da muralha no século 17, o que resultou na queda da dinastia Ming. Os Manchus governaram o país até o início de 1900 e o expandiram para o norte, tornando a Grande Muralha irrelevante como sistema de defesa. Em suma, a Grande Muralha foi uma solução impressionante, mas não a mais eficiente.

6. Os condenados eram forçados a trabalhar na construção da muralha8 fatos fascinantes sobre a Grande Muralha da China

Mais de um milhão de pessoas trabalharam no Muro, muitos deles prisioneiros de guerra, soldados e condenados. Para distinguir os trabalhadores fora da lei de seus colegas civis, as autoridades raspavam as cabeças e amarravam os membros dos primeiros com correntes. Este costume era especialmente comum durante as dinastias Qin e Han. Crimes que vão de homicídio a evasão de impostos poderiam ser punidos com trabalhos forçados na construção da muralha. As responsabilidades incluíam vigiar durante o dia e construir à noite.

7. A construção da muralha custou muitas vidas8 fatos fascinantes sobre a Grande Muralha da China

Trabalhar na Grande Muralha era perigoso. De acordo com algumas estimativas, cerca de 400.000 trabalhadores morreram durante a construção. Temendo que os espíritos de seus entes queridos ficassem presos na estrutura que lhes custou a vida, os enlutados membros da família cruzavam o Muro com um galo a reboque. Acreditava-se que essa tradição ajudava a afastar as almas e garantir a emancipação espiritual aos trabalhadores falecidos.

8. A Grande Muralha inspirou inúmeras histórias e lendas8 fatos fascinantes sobre a Grande Muralha da China

É fácil imaginar como uma estrutura que foi construída por tantas pessoas ao longo de tantos anos pode influenciar a cultura. Um exemplo de como o Muro está arraigado na cultura chinesa é uma história popular chamada “Choro amargo de Meng Jiangnu”.

Conforme a história continua, o marido de Jiangnu foi enviado para ajudar a construir a Grande Muralha. Ela esperou cinco anos pela volta dele, mas não ouviu uma palavra do marido. Jiangnu decidiu visitá-lo. Quando ela chegou ao canteiro de obras, Jiangnu foi informada de que seu marido havia morrido. Ao ouvir a triste notícia, Jiangnu sentou-se ao pé da Muralha e começou a chorar. Ela chorou dia e noite até que suas lágrimas fizeram o muro desabar, e Jiangnu foi capaz de recolher os ossos de seu marido de debaixo do muro para dar a ele um enterro adequado.

Compartilhe esses fatos incríveis com aqueles que amam História e viagens!

Registre-se Gratuitamente
Você quis dizer:
Clique aqui "Registre-se", para concordar com os Termos e a Política de Privacidade
Registre-se Gratuitamente
Você quis dizer:
Clique aqui "Registre-se", para concordar com os Termos e a Política de Privacidade