header print

Será Que Navegar na Internet Pode Prolongar Seus Dias?

O Editor: Laura Dias
 Apesar do que ouvimos sobre os efeitos negativos de ficar sentado por horas com os olhos colados no computador, uma nova pesquisa sugere que os usuários da Internet são mais propensos a participar de comportamentos preventivos do câncer. E isso não se aplica a qualquer usuário da Internet. O estudo foi conduzido em uma população de homens e mulheres idosos que usaram a Internet regularmente, achando que esses indivíduos geralmente conduzem um estilo de vida muito mais saudável do que aqueles que não são usuários da Internet com essa mesma idade.
 
O estudo foi conduzido por Jeremy Moore pela Associação Americana de Pesquisa do Câncer em um grupo de cerca de 6.000 idosos, com 50 anos de idade ou mais. As conclusões foram interessantes, se não surpreendentes. Eles descobriram que os homens e mulheres mais velhos que usam a Internet são mais propensos a participar do rastreamento do câncer colorretal, comer mais saudável, fumar menos e levar um estilo de vida mais ativo do que aqueles que não usam a Internet.
 
Quer mais informações sobre tipos de câncer e como se prevenir: Clique aqui!
 
internet e vida

O estudo constatou que 72,9 por cento dos usuários da Internet tinham triagem colorretal em comparação com 51,7 de não usuários que também tiveram a triagem. A pesquisa também descobriu que os usuários da Internet eram 50% mais ativos fisicamente e 25% mais propensos a comer seu valor nutricional diário de frutas e vegetais do que os não-usuários. Também apenas 6,6 por cento dos usuários da Internet eram fumantes, enquanto 13,3 por cento dos não usuários fumavam.

A conexão entre câncer, saúde e Internet pode não parecer muito clara, mas outro estudo sugere que 63% dos usuários da Internet com idade mais avançada usam a Web para procurar informações sobre saúde. "Nossas descobertas indicam que o uso da Internet entre os idosos deve ser direcionado", disse Christian von Wagner, da University College London. No entanto, o fato de as populações mais velhas poderem ser mais conscientes e conhecedoras de sua saúde como resultado da Internet não sugere que elas sejam necessariamente mais saudáveis ​​em todos os aspectos.

É amplamente reconhecido que a invenção da Internet enriqueceu o conhecimento geral do indivíduo, mas sugerir que ele está nos tornando mais saudáveis ​​pode estar indo longe demais. Além disso, é importante lembrar que esses estudos não propõem uma conexão definitiva entre o uso da Internet e a saúde, mas sugerem que aqueles que usam a Internet estão mais informados sobre as formas de se manter saudável. Embora a Internet já seja parte integrante da vida dos jovens, para as gerações mais velhas, sua fonte de informações está apenas começando a se desintegrar, o que pode, segundo esses estudos, ter resultados notáveis.

Clique aqui para descobrir como uma boa nutrição pode ajudar a prevenir o câncer!

Registre-se Gratuitamente
Você quis dizer:
Clique aqui "Registre-se", para concordar com os Termos e a Política de Privacidade
Registre-se Gratuitamente
Você quis dizer:
Clique aqui "Registre-se", para concordar com os Termos e a Política de Privacidade