header print

10 Escultores de Renome Mundial e Suas Maiores Obras

O Editor: Bruna Santos
 A maioria de nós conhece pelo menos alguns artistas famosos, como Da Vinci, Dali, Van Gogh e Picasso. Mas quando se trata de escultores de renome mundial, muitos de nós terão dificuldade em nomear mais de três deles. Se você quer saber mais sobre esculturas e seus criadores, veja agora 10 dos maiores escultores de todos os tempos e conheça um pouco sobre suas maiores obras.
 
1. Michelangelo (1475-1564) e Davi (1504)
obras-primas

Vamos começar esta lista com um escultor renascentista italiano que é amplamente considerado o maior escultor de todos os tempos, Michelangelo di Lodovico Buonarroti Simoni. Todos os escultores subsequentes serão comparados a Michelangelo, o que prova o quanto ele é influente.

Como você deve saber, Michelangelo foi um dos grandes mestres do Renascimento junto com Leonardo da Vinci e Rafael, e, como os outros dois, era um escultor extremamente talentoso e um pintor competente, arquiteto, poeta e engenheiro. Michelangelo foi uma enorme influência sobre todos os artistas subsequentes no Ocidente, e suas obras-primas, como "Pietà" e "Davi" são reconhecidas em todo o mundo.

2. Antonio Canova (1757-1822) e Psique Reanimada Pelo Beijo do Amor (1787)
obras-primas

Considerado o melhor escultor europeu do século XVIII, o trabalho de Antonio Canova representa o estilo neoclássico na arte, e foi igualmente inspirado em motivos barrocos e antiguidade. Ele é conhecido por suas formas suaves e trabalhos expressivos e realistas que ainda dependem muito de temas e ideais antigos.

Uma das esculturas mais renomadas do escultor veneziano é a suave e sensual "Psique Reanimada Pelo Beijo do Amor" (1787), que retrata os amantes mitológicos em um momento de grande emoção.

3. Auguste Rodin (1840-1917) e O Pensador (1904)
obras-primas
Karen Neoh/ Flickr (direita) 

Raramente acontece de uma pessoa sozinha transformar a forma como se trabalha em determinado meio artístico, mas na escultura, Auguste Rodin, um escultor francês, era exatamente essa pessoa. Durante séculos, os escultores se esforçaram para ser o mais realista possível ao descrever a forma humana, uma tradição que começou nos tempos grego e romano.

Auguste discordou e, em vez disso, estava pronto para comprometer o realismo da escultura em favor de expressar emoções com suas obras de arte, que deram origem à escultura moderna. Muitas vezes comparado a Michelangelo em sua influência na escultura europeia, Rodin foi realmente um visionário e seu trabalho "O Pensador" está entre as obras de arte mais reconhecidas no mundo.

4. Henry Spencer Moore (1898-1986) e A Figura Reclinada (1984)
obras-primas

O escultor inglês Henry Moore é um dos melhores representantes da escultura modernista, característica do século XX. Como todos os modernistas, as obras de Moore partem deliberadamente de uma representação realista de assuntos específicos e, em vez disso, desconstroem o assunto de uma forma simplificada e ainda mais metafórica e simbólica.

Moore é mais famoso por suas esculturas de figuras reclinadas, que ele trabalhou em toda a sua vida desde a década de 1930. A maioria de suas esculturas são obras de arte públicas, situadas em parques, praças e outros espaços públicos em todo o mundo.

5. Edgar Degas (1834-1917) e A Pequena Dançarina de Catorze Anos (1878-1881)
obras-primas
cea +/ Flickr (esquerda) 

A maioria das pessoas reconhece Edgar Degas como um artista impressionista francês, e não como um escultor, mas seu trabalho intitulado " A Pequena Dançarina de Catorze Anos" revolucionou a maneira como entendemos a escultura.

Esta figura de cera tem cabelo real e um tutu de pano muito especial. Não foi apenas uma brincadeira com a forma como as esculturas são feitas, mas também representou uma garota comum em uma pose muito natural, até um pouco desconfortável, uma característica muito impressionista. Quando expostos pela primeira vez em 1881, os críticos a chamaram de feia, mas hoje todos reconhecem a progressividade desse trabalho.

6. Alberto Giacometti (1901-1966) e O Homem Que Caminha (1961)
obras-primas
Regan Vercruysse/ Flickr (esquerda) and Joe Loong/ Flickr (direita) 

O escultor suíço Alberto Giacometti é considerado um dos escultores mais influentes do século XX, com suas criações representando a escultura equivalente à filosofia existencialista melancólica. O gênio escultor é mais famoso pelos trabalhos que ele começou a criar como uma reação à Segunda Guerra Mundial.

São esculturas em bronze de figuras extremamente altas e esbeltas em movimento, que inevitavelmente provocam sentimentos de tristeza, alienação e solidão. " O Homem Que Caminha " (1961) é um excelente exemplo desta série de obras influentes.

7. Pablo Picasso (1881-1973) e Chicago Picasso (1967)
obras-primas
teadrinker/ Flickr (esquerda) and Octavio Ruiz Cervera/ Flickr (direita) 

Como foi o caso de Degas, Picasso também é mais famoso por suas pinturas do que por suas esculturas e, da mesma forma que Degas, Picasso influenciou a escultura contemporânea de maneira significativa. O famoso artista transferiu seu estilo pessoal cubista para a escultura, usando fios e, muitas vezes, peças metálicas descartadas para criar esculturas abstratas, sendo as mais famosas "Chicago Picasso" (1967), "Guitarra" (1914) e " Cabeça de uma mulher"(1934).

O artista utilizou a escultura como meio experimental, e "Chicago Picasso" é prova disso, pois, apesar de ser um dos marcos mais famosos da cidade, ninguém sabe o que ou quem a escultura representa.

8. Constantin Brancusi (1876-1957) e Musa Adormecida (1910)
obras-primas
Istolethetv/ Flickr (direita) 

Considerado o propulsor da escultura abstrata por muitos, Brancusi era estudante de Rodin. Nascido em uma família romena pobre, Brancusi mudou-se para Paris depois de se formar na escola de artes da Romênia e, em 1933, ele se tornou um dos mais conhecidos escultores vivos. Como é o caso de muitas esculturas modernistas, suas esculturas são representações simplificadas que visam transferir a essência de um assunto, e não como ele realmente parece.

As esculturas de "Musa Adormecida", por exemplo, são uma série criada em 1900 que retrata uma bela mulher adormecida, mas a escultura real é apenas uma cabeça com recortes e arranhões mapeando seus cabelos e características faciais. Apesar de parecer muito abstrata, a escultura consegue transferir a beleza e elegância do assunto.

9. Donatello (c.1386-1466) e Davi de Bronze (c. 1440)
obras-primas

Como Michelangelo, Donatello também é um representante da escultura renascentista. Mas você tem que entender que o Renascimento durou séculos, e havia mais de um século separando esses dois escultores, o que, de certa forma, explica a grande diferença em seus estilos artísticos.

Donatello foi um dos primeiros mestres da Renascença e foi um dos primeiros escultores a começar a imitar o realismo grego e romano na escultura. Naquela época, esse estilo era considerado muito experimental, e esculturas como "Davi de Bronze" (c. 1440) e a "Estátua Equestre de Gattamelata" (1453) eram vistas como muito progressistas. Além disso, Donatello desenvolveu muitas técnicas importantes e inovadoras na escultura.

10. Gian Lorenzo Bernini (1598-1680) e Êxtase de Santa Teresa (1652)
obras-primas

Arte barroca, arquitetura e escultura são caracterizadas por uma abundância de detalhes, riqueza de formas e ornamentos, e as esculturas de Bernini abrangem todas essas características, basta olhar para a abundância de dobras de tecido e o fundo de mármore e ouro na imagem acima (também projetado por Bernini).

Outra característica desse período na arte foi o foco nos motivos bíblicos, e a obra-prima de Bernini, "Êxtase de Santa Teresa", também destaca isso. Como Rodin, Bernini foi comparado a Michelangelo em termos de suas realizações e é considerado como o criador deste rico e ornamentado estilo barroco.

Registre-se Gratuitamente
Você quis dizer:
Clique aqui "Registre-se", para concordar com os Termos e a Política de Privacidade
Registre-se Gratuitamente
Você quis dizer:
Clique aqui "Registre-se", para concordar com os Termos e a Política de Privacidade