header print

Guia: Saiba se Seu Smartphone Foi Invadido e Como Proceder

 O seu telefone não é tão seguro e privado quanto você pensa. Todos nós estamos propensos a ter nossos aparelhos invadidos por hackers. No entanto, se você se prevenir e seguir algumas medidas de segurança, então pode manter seus dados seguros. Selecionamos aqui algumas dicas para isso, e também algumas provas que evidenciam quando um telefone é hackeado, além de medidas de segurança para todos os casos. Confira.
 
1. Como um celular pode ser hackeado
Como saber se o seu smartphone foi hackeado
• Embora sejam vendidos no mercado como seguros, aplicativos como Spy Phone App, Spyzie, Theonespy ou Spyera podem ser uma porta aberta para invasores de celulares.
• Eles também podem chegar aos seus dados através de um Wi-Fi sem proteção, normalmente oferecidos em cafés, aeroportos, shopping centers ou outras áreas públicas com acesso gratuito.
• Há também um risco quando você carrega o seu telefone via USB em um computador que não seja o seu, ou até mesmo no carro ou no avião, em caso de viagens.
• Alguns impostores costumam mandar SMS com algum link relacionado à sua conta do banco, transferência de valores, fotos ou até mesmo alguma oferta de produto. Ao clicar nesse link, está abrindo espaço para que seus dados sejam acessados.
• Alguns hackers ainda conseguem acessar os dados, ouvir ligações e ver suas localidades com a ajuda do Signalling System SS7, usado por grande parte das operadoras de telefone do mundo.

2. Como identificar se o seu telefone foi hackeado
Como saber se o seu smartphone foi hackeado
• A bateria pode acabar rapidamente, mesmo que você não esteja usando ou tenha aplicativos abertos. Isso acontece quando algum aplicativo suspeito está funcionando no seu telefone sem que você saiba.
• O aparelho pode esquentar com facilidade até mesmo ao fazer uma simples ligação. Isso também é um sinal de aplicativo escondido suspeito.
• O telefone reinicia sozinho. Alguns aplicativos que você usa também podem fechar de repente, e você talvez tenha dificuldade em fazer ligações. A não ser que esteja com problemas técnicos, isso pode ser sinal de invasores.
• Você não consegue desligá-lo. O celular pode até abrir aplicativos, aumentar ou diminuir a luz da tela e assim por diante.
• Há também a probabilidade de ruídos, ou ecos durante as ligações, problemas que você talvez não tivesse antes.
• Se um aplicativo surgir do nada no seu aparelho, ou uma mensagem estranha foi enviada para os seus contatos com o seu número, aí é certeza mesmo de que seu aparelho foi hackeado.
 
3. Meu celular foi hackeado, o que faço agora?
Como saber se o seu smartphone foi hackeado
• Caso isso infelizmente aconteça, a primeira coisa a ser feita é trocar todas as suas senhas. Comece com a sua conta de e-mail, seguido de aplicativos de banco e tudo que estiver relacionado a dinheiro. Mudar a senha do e-mail é essencial pois ele muitas vezes está associado ao funcionamento de aplicativos.
• Alguns sites e redes sociais têm bons dispositivos de segurança. O Facebook, por exemplo, tem um serviço no qual você pode contar com a ajuda de alguém da sua lista de amigos caso alguém tenha tentado invadir sua conta.
• Também é importante avisar a todos os seus contatos que o seu celular foi invadido, para que assim eles não cliquem em nenhum SMS suspeito ou qualquer outro tipo de mensagem enviado por WhatsApp ou afins.
• Caso você tenha o hábito de comprar pelo celular utilizando cartão de crédito, cancele-o. Se utilizar um serviço como PayPal, troque a senha imediatamente.
• Mesmo assim, os riscos ainda são possíveis. Por isso, mantenha o seu telefone sempre seguro e evite fazer qualquer tipo de transação financeira ou até mesmo passar dados pessoais.
4. Como proteger o seu telefone
Como saber se o seu smartphone foi hackeado
• Se você receber uma mensagem com um link que não consiga ver por completo, não clique.
• Se precisar carregar o telefone em um computador que não seja o seu, clique na opção de não compartilhar os dados com aquele dispositivo.
• Nunca utilize a função de ‘lembrar senha’.
• Evite utilizar Wi-Fi gratuito em locais públicos, a não ser que seja necessário. Mesmo que você gaste seus dados, ainda assim é muito mais seguro.
• Evite o Wi-Fi de nomes óbvios demais, como ‘wifigratuito’ ou ‘internetgratuita’, por exemplo. Escolha sempre aquelas protegidas com senha, principalmente se estiver em um café ou restaurante.
• Nunca faça compras e transações financeiras se estiver em um Wi-Fi sem senha ou que você desconheça.
• Sempre coloque uma senha para abrir o telefone.
• Baixe aplicativos antivírus e antihacking. O McAfee é um dos mais populares e confiáveis, e está disponível tanto para iOS quanto Android.
• Mantenha seu dispositivo sempre atualizado.
• Verifique sempre seu saldo bancário e compras no cartão de crédito, para ver se não há transações suspeitas.
Registre-se Gratuitamente
Você quis dizer:
Registre-se Gratuitamente
Você quis dizer: