header print

Uma mansão descoberta após 100 anos - Maison Mantin

O Editor: Anna D.

 Uma mansão francesa do final do século XIX fechada por mais de um século abriu suas portas ao público, revelando uma variedade de objetos de luxo e curiosidades de outros tempos.

A casa pertenceu ao funcionário público rico, filantropo e excêntrico Louis Mantin, de acordo com Maud Leyoudec, curadora assistente da nova Maison Mantin, ou "Casa Mantin".

Aos 42 anos, Louis Mantin herdou uma fortuna e mais a casa. Passou então a dedicar-se às artes, ciências e aos prazeres pessoais. Antes morrer, em1905, declarou em seu testamento que a casa deveria ser aberta ao público cem anos após sua morte. A mansão passou por um extenso e custoso trabalho de reparos dos danos causados ​​por insetos e mofo antes de ser reaberta em outubro de 2010. Vamos dar um passeio por ela.

 

Louis Mantin

Em 2007, os trabalhadores consertaram um muro danificado pela água, parte da recente restauração da Maison Mantin, de 3,4 milhões de euros (US $ 4,6 milhões), financiada pelo governo regional.

 

Louis Mantin

Localizada na cidade de Moulins, no centro da França, a mansão foi construída para se parecer com uma villa à beira-mar, com uma fachada de madeira e cerâmica, informa Maud Leyoudec.

 

Louis Mantin

Mas o que é "estranho" é que a villa incorporou um castelo medieval do século XV que pertenceu à família Bourbon, que mais tarde se tornou a realeza francesa. A torre de pedra e as paredes do castelo podem ser vistas na foto acima.

 

Louis Mantin

Segundo a curadora Leyoudec, a "obra-prima da casa" é o quarto de Louis Mantin, cujas paredes são cobertas por um material incomum: couro dourado. Feito no sul da França em 1712, o couro era coberto com folha de prata e verniz amarelo, o que lhe confere um tom dourado.

 

Louis Mantin

A sala da Maison Mantin é decorada com móveis no estilo dos reis franceses Louis XV e XVI e obras de arte da Itália, adquiridas por Mantin durante suas viagens pela Europa. O vidro no arco central não é um espelho, mas uma janela para a próxima sala. O lustre tem três lâmpadas coloridas - em vermelho, branco e azul - que significam o apego de Louis à República Francesa.

 

Louis Mantin

A lareira revela um estilo estranho e eclético.

 

Louis Mantin

Acabamento primoroso em todos os detalhes.

 

Louis Mantin

Alguns objetos decorativos são de gosto duvidoso.

 

Louis Mantin

Uma bela escadaria de madeira

 

Louis Mantin

A mansão era provida de água quente e fria, aquecimento no piso e banheiros em todos os andares. 

 

Louis Mantin

Sendo primeira residência particular com eletricidade em Moulins, nela pode-se ver uma lâmpada elétrica

 

Louis Mantin

O quarto Rosa ou Quatro Estações era o segundo lar de Louise Alaire, uma mulher casada que manteve um relacionamento secreto de 20 anos com Louis Mantin.

 

Louis Mantin

Escritório e sala de leitura

 

Fonte das imagens: The Vintage News

Registre-se Gratuitamente
Você quis dizer:
Clique aqui "Registre-se", para concordar com os Termos e a Política de Privacidade
Registre-se Gratuitamente
Você quis dizer:
Clique aqui "Registre-se", para concordar com os Termos e a Política de Privacidade