header print

Estas são as piores prisões do mundo

O Editor: Anna Davidson
 Enquanto alguns países, como a Noruega, estão tentando humanizar prisões, definitivamente, tal medida ainda não é um padrão mundial. De fato, algumas prisões são tão opressivas e violentas que fazem exatamente o oposto de reabilitar seus apenados. É verdade que essas prisões abrigam alguns dos piores e mais perigosos criminosos, e isso não é uma tarefa fácil. Mas a atmosfera difícil, com os presos sentindo que precisam lutar entre si para sobreviver, propicia alguma possibilidade de recuperação? Afinal, a extrema violência presente nas prisões, não irá repetir-se lá fora? Essas perguntas são o tópico de muitas discussões sobre ética e dignidade humana. Para que você entenda melhor, esta lista contém 9 das prisões mais violentas do mundo. Confira.

1. Bang Kwang, Tailândia

Bang Kwang, Tailândia
Fonte da imagem: Mark Wiens
Localizada nos arredores de Bangcoc, a prisão de Bang Kwang é apelidada de Bangkok Hilton, embora nada possa estar mais longe da realidade. É conhecida por ser uma das prisões mais severas do mundo. Foi construída em 1931 e não pretendia ser uma prisão comum, mas uma penitenciária para aqueles condenados por mais de 25 anos, prisão perpétua ou aguardando sentenças de morte.
Nos primeiros 3 meses de permanência de cada preso, eles costumavam ser acorrentados com ferros nas pernas. Os presos condenados à morte eram acorrentados permanentemente. Esse costume foi abolido apenas em 2013, na tentativa de provar ao público que a prisão está mudando.

2.Tadmor, Síria

Tadmor, Síria
A prisão de Tadmor foi construída pelos franceses na década de 1930 e está localizada a cerca de 200km de Damasco, no coração do deserto. Mas ela só ganhou reputação durante os 30 anos de governo de Hafez al-Assad entre 1971 e 2000. Os sobreviventes de Tadmor relataram que todos os dormitórios tinham janelas com arame farpado no teto para permitir a vigilância constante pelos guardas.
Os reclusos não tinham permissão para levantar a cabeça, olhar para cima ou olhar um para o outro - o contato visual era absolutamente proibido. Após a libertação, alguns prisioneiros dizem que, durante anos, não conseguiram fazer contato visual com ninguém. Em 2015, Tadmor foi capturada pelo ISIS, que divulgou um vídeo do interior, antes não visto por ninguém, exceto os presos e a equipe. Eles destruíram o prédio com explosivos em maio daquele ano, chocando muitas pessoas que queriam que o prédio permanecese de pé como testemunha de anos de brutalidade.

3. San Quentin , Califórnia

San Quentin, Califórnia
San Quentin foi fundada em 1854, o que a torna a prisão mais antiga da Califórnia. Desde 1937, é a única instalação no estado que implementa a pena de morte. Por esse motivo, San Quentin abrigava vários assassinos em série, o mais famoso, provavelmente, sendo Charles Manson.
A violência é uma questão recorrente neste estabelecimento, e um relatório de 2005 ordenado pela corte de justiça a considerou "velha, antiquada, suja, com poucos funcionários, mal mantida com espaço e equipamentos médicos inadequados e superlotada".

4. Alcatraz, Califórnia 

Alcatraz, Califórnia 

Essa é provavelmente a prisão mais conhecida da lista. Apesar de fechado desde 1963, continua sendo um local fascinante devido às tentativas loucas e perigosas de fuga dos prisioneiros e à circulação de suas histórias na mídia e na cultura popular. Nenhuma dessas tentativas teve sucesso, pois a Ilha de Alcatraz é cercada pelas águas frias da Baía de São Francisco, e aqueles que não foram capturados acabaram se afogando.

A tentativa de fuga mais famosa ocorreu em maio de 1946 e resultou em uma batalha de dois dias. Seis prisioneiros conseguiram obter acesso a armas, mas não as chaves necessárias para deixar a prisão. Durante a batalha, dois agentes penitenciários foram mortos e outros 18 ficaram feridos. Os fuzileiros navais dos EUA tiveram que ser chamados para prestar ajuda. A prisão fechou suas portas em 1963 por causa de suas altas despesas operacionais e pelo fato de os edifícios isolados começarem a desmoronar devido à exposição ao ar salgado do mar. Hoje a Ilha de Alcatraz é um destino turístico popular.

5. Rikers, Nova York

Rikers, Nova York
A prisão de Rikers Island, em Nova York, tem um longo legado de violência. Muitos presos disseram que a vida em Rikers é pior do que nas ruas mais perigosas de Nova York. Um relatório famoso foi feito por um guarda chamado John Reyes em 1991. Reyes disse que os espancamentos e assassinatos que ele testemunhou o levaram a trabalhar com medo todos os dias.
Apesar das muitas reformas por que Rikers passou para minimizar a violência interna, a vida lá ainda é extremamente difícil de suportar. Em outubro de 2019, o Conselho da Cidade de Nova York votou pelo fechamento da prisão, mas o processo pode levar até 2026 devido à enormidade do complexo - atualmente abriga cerca de 3.000 presos.

6. San Juan de Lurigancho, Peru

San Juan de Lurigancho, Peru
San Juan de Lurigancho, em Lima, é notória por estar superlotada e com falta de funcionários. Segundo o Instituto Nacional Penitenciário do Peru, ela tem capacidade para abrigar 3.000 prisioneiros, mas na verdade abriga cerca de 7.000 com a proporção de um guarda para 100 presos.
Além dos criminosos sexuais, não há segregação real, permitindo que criminosos violentos se misturem com jovens presos por pequenos delitos. Um dos piores e mais memoráveis distúrbios em penitenciárias aconteceu nessa prisão peruana em 1986. A repressão militar ao motim resultou na perda de pelo menos 224 vidas.

7. La Santé, Paris

 La Santé Paris
Ironicamente, o nome La Santé significa saúde, mas a saúde dificilmente está associada a essa prisão, que é a mais notória da França. 124 suicídios foram registrados em La Santé ao longo de 1999 - em comparação com 24 na população carcerária da Califórnia, que é de 160.000 detentos. Os reclusos enfrentam condições difíceis neste instituto brutal - apenas 4 horas por dia fora de suas celas, e muitos são afetados por doenças de pele devido ao acesso ao chuveiro apenas duas vezes por semana.
Existe uma estrutura hierárquica que permite que os prisioneiros mais poderosos abusem dos mais fracos. A prisão foi parcialmente fechada para reformas entre 2014 e 2019 e foi reaberta com uma capacidade reduzida para 800 prisioneiros.

8. Diyarbakir, Turquia

Diyarbakir, Turquia
Muitos foram expostos à brutalidade das prisões turcas no filme de 1978 "O Expresso da Meia Noite", mas de acordo com aqueles que experimentaram o horror em primeira mão, o filme não foi capaz de retratar a gravidade da situação.
Diyarbakir é notória pelo uso de tortura, corredores inundados de esgoto, superlotação e até mesmo a presença de crianças condenadas à prisão perpétua.

9. Pyatak, Rússia
Pyatak, RússiaÉ chamada de "Alcatraz da Rússia" por estar localizada em uma ilha isolada, cercada pela água gelada do Lago Branco da Rússia. É aqui que os criminosos mais perigosos do país cumprem suas penas de prisão perpétua. Além da tortura mental de ficar confinado a uma cela durante 22 horas por dia, os presos recebem apenas 2 visitas por ano.
Tudo o que pode ser visto através das janelas é o lago aparentemente interminável e os corvos siberianos cinzentos e pretos acima dele. A tristeza do ambiente levou alguns prisioneiros a desenvolver problemas psicológicos.​
Registre-se Gratuitamente
Você quis dizer:
Clique aqui "Registre-se", para concordar com os Termos e a Política de Privacidade
Registre-se Gratuitamente
Você quis dizer:
Clique aqui "Registre-se", para concordar com os Termos e a Política de Privacidade