header print

8 Grandes Invenções Descobertas Por Acaso

O Editor: Bruna Santos

 É bastante preocupante perceber que algumas das maiores invenções modernas das quais dependemos diariamente eram um acaso completo (ou parcial). Por exemplo, se não fosse pelo mofo no escritório de Alexander Fleming, possivelmente nunca teríamos antibióticos.

Ainda assim, não temos certeza se existe uma coincidência completa, já que é preciso muita observação, visão e trabalho duro para ver o potencial dessas invenções incompletas. Vamos celebrar esse espírito de descoberta, observando algumas das maiores e mais divertidas inovações científicas acidentais da história.

 
1. O Micro-ondas
invenções

Você sabia que esse item doméstico discreto foi descoberto por acaso? Como muitas invenções, o micro-ondas nasceu de uma tentativa de construir uma nova tecnologia militar.

Mais especificamente, em 1945, Percy Spencer, engenheiro da Raytheon, uma empresa que fabricava principalmente tecnologia militar e armas, observou que o suposto tubo de vácuo de radar no qual ele estava trabalhando fazia algo muito interessante: derretia a barra de chocolate que ele guardava em seu bolso. Isso despertou seu interesse, e ele apontou o "radar" para outros alimentos, como pipoca e ovos, ambos os quais se aqueceram rapidamente (diz-se que o ovo explodiu no rosto de um dos experimentadores).

Spencer percebeu que a radiação de micro-ondas que o tubo emitia era responsável pelo efeito de aquecimento, que o instigava a patentear a tecnologia e desenvolver o primeiro forno micro-ondas. Os primeiros não eram nada parecidos com os que você provavelmente tem em sua cozinha: pesavam 340 kg e mediam 1,8 metros de altura.

Os primeiros micro-ondas de cozinha foram fabricados em 1965 e todas eles eram, curiosamente, chamados de “RadaRange”, o que provavelmente foi uma homenagem às origens do radar.

2. Raios-X
invenções

Esta próxima descoberta foi uma das mais notáveis na medicina, já que o Raio-X é o primeiro método de imagem: permitiu que os médicos vissem o que está acontecendo no corpo humano sem cirurgia. A tecnologia é usada até hoje, mas foi descoberta pelo físico alemão Wilhelm Roentgen, em 1895.

Enquanto experimentava a radiação eletromagnética com diferentes tipos de tubos, ele notou que os cristais que ele mantinha em seu escritório omitiam um estranho brilho fluorescente quando expostos ao tubo. Com base nessa observação, ele concluiu que o tubo omitia um tipo de raio até então desconhecido, que ele chamou de raio X (porque era desconhecido).

Tentando bloquear o raio usando materiais diferentes, como papel preto, bem como materiais mais pesados, ele descobriu que os raios ainda podiam brilhar, mas menos através de metais e ossos. Assim, usando esses raios, ele poderia produzir imagens contrastadas de ossos humanos e outros tecidos corporais densos.

A primeira imagem de raios-X que Roentgen produziu foi a da mão de sua esposa. Logo, a tecnologia inventada por Roentgen foi usada para fins médicos, como pode ser visto na imagem de 1986 de uma deformidade de uma mão abaixo.

3. Mola de brinquedo
invenções

Embora a próxima descoberta não seja particularmente inovadora, ela tem uma interessante história. Richard James, engenheiro naval que trabalhava em tecnologia de navio de guerra durante a Segunda Guerra Mundial, começou a fazer testes com molas. Um dia, ele acidentalmente derrubou um dos protótipos de uma prateleira.

Ele ficou surpreso e se divertiu ao ver como a fonte “desceu” através de uma série de objetos a caminho do solo, em vez de apenas cair como uma rocha. Ele gostou tanto do efeito que criou a maior mola possível de arame de aço e deixou as crianças da vizinhança brincar com ela.

A esposa do inventor chamou a diversão de "Slinky" e, em 1943, o brinquedo já era vendido em lojas de departamento.

4. Penicilina
invenções

Outra descoberta inovadora foi a da penicilina, o primeiro antibiótico de todos os tempos, que marcou o início da chamada revolução dos antibióticos. Até a sua descoberta, as doenças infecciosas eram excessivas e não havia nada que os médicos pudessem fazer para tratá-las.

Felizmente, em 1928, o professor escocês de bacteriologia Alexander Fleming fez uma descoberta excepcional e completamente acidental. Enquanto crescia culturas de bactérias Staph em placas de Petri, ele notou um crescimento estranho em algumas das placas. Após observar essas peculiares placas ao microscópio, ele notou que o crescimento, que mais tarde percebeu ser mofo Penicillium, impediu o crescimento de bactérias. bactérias. Muito em breve, Fleming produziu um filtrado das culturas de fungos que tinham um efeito antibacteriano marcado, que ele chamou de "penicilina".

Em questão de alguns anos, a penicilina já estava sendo usada para tratar várias infecções e salvou inúmeras vidas.

5. Supercola
invenções

Enquanto desenvolvia um plástico transparente destinado à mira de arma durante a Segunda Guerra Mundial, Harry Coover Junior criou uma substância que era muito pegajosa para ser moldada. Ele seguiu em frente com seu trabalho, agora tentando produzir revestimentos resistentes ao calor para jatos. Em busca de uma solução, ele retornou ao mesmo tipo de substância.

Tentando medir quão bem refletiria a luz, ele colocou uma amostra da substância entre duas lentes sob um refratômetro. Tentando disjuntar as lentes após o exame, ele notou que elas estavam juntas. Na segunda vez, Coover entendeu imediatamente o potencial comercial dessa substância adesiva.

6. Borracha vulcanizada
invenções

Os estágios iniciais do desenvolvimento da borracha foram bastante difíceis. O material era muito instável sob diferentes temperaturas, ou congelava duramente em baixas temperaturas, ou derretia no verão. Depois de muitas experiências e experimentações, Charles Goodyear conseguiu criar uma forma de borracha mais suave e seca, mas a questão da temperatura persistiu.

Um dia, ele decidiu adicionar um pouco de enxofre à sua mistura, na esperança de que isso ajudasse. Acidentalmente, parte dessa mistura caiu em um fogão e de repente se transformou em um material duro, resistente ao calor e à água. A Goodyear finalmente encontrou uma maneira de usar borracha e patenteou a tecnologia que permite produzir de tudo, de pneus a roupas, até hoje.

7. Massinha
invenções

Massinha ou Play-Doh, seu nome original, é um auxiliar de limpeza que virou brinquedo. Foi originalmente desenvolvida como papel de parede na década de 1930. Naqueles dias, lareiras de carvão eram um inconveniente terrível, deixando fuligem em móveis e paredes, o que tornava quase impossível limpar papéis de parede. Noah McVicker e seu irmão criaram uma ajuda de limpeza à base de argila para uma empresa de sabão, que poderia remover as manchas de fuligem do papel de parede.

Mal sabiam eles que os papéis de parede de vinil logo sobrecarregariam o mercado, deixando a argila de limpeza obsoleta, já que o vinil pode ser facilmente lavado com uma esponja úmida ou um pano. Felizmente, uma professora de creche, parente distante do inventor, aprendeu que as crianças adoravam brincar e modelar as coisas com esse barro.

Quando a empresa de sabonetes percebeu o potencial de seu produto, eles rapidamente mudaram o nome do produto para um brinquedo, o que, ironicamente, estraga a mobília até hoje.

8. Pólvora
invenções

Em uma terrível reviravolta da ironia, a pólvora, entre todas as descobertas, foi inicialmente planejada como um elixir da vida. Isso se reflete em seu próprio nome em chinês, Huǒyào, que pode ser traduzido aproximadamente como "medicina do fogo". A pólvora foi descoberta no século IX pelos alquimistas chineses em busca de uma poção da imortalidade.

Eles ficaram completamente surpresos quando a mistura de salitre, enxofre e carvão resultou em uma explosão. No início, a substância volátil era usada apenas em fogos de artifício, mas acabou sendo adotada também no campo de batalha.

Registre-se Gratuitamente
Você quis dizer:
Clique aqui "Registre-se", para concordar com os Termos e a Política de Privacidade
Registre-se Gratuitamente
Você quis dizer:
Clique aqui "Registre-se", para concordar com os Termos e a Política de Privacidade