header print

A História Por Trás de 6 Estilos de Dança

O Editor: Laura Dias

 Embora eu nunca tenha sido dançarino (tenho praticamente dois pés esquerdos, e por isso tenho medo), sempre adorei assistir às artes do espetáculo. Há algo tão mágico e satisfatório na arte de dançar, pois ver movimentos harmônicos com a música é fascinante. Isso vale duplamente para cada forma de dança.

Do tango ao sapateado, todo tipo de dança tem sua própria história de origem, que nos diz de onde vêm esses movimentos sincronizados incríveis. Sem mais delongas, aqui estão os eventos históricos que nos deram algumas das maiores formas de dança.

1. Balé

origem dança

A forma de arte do Balé foi fundada nos anos 1500, na Itália. O nome dessa dança, na verdade, deriva da palavra italiana que significa “dançar”. Quando a filha de um duque italiano se casou com um monarca francês em meados dos anos 1500, a forma de dança se espalhou pela França como um incêndio.

A dança foi realizada pela primeira vez usando trajes lindos, mas pesados, restringindo o movimento para pequenos saltos, reverências e movimentos em geral bem mais simples. Nos dois séculos seguintes, a forma de arte tornou-se mais desenvolvida e elaborada e chegou à Rússia. Foi a partir daí que o estilo tornou-se mais feminino, elegante e gracioso, com artistas que usavam saias em forma de sino (o pré-requisito para o tutu). Foi finalmente no século XX que o Balé da Rússia chegou aos Estados Unidos, onde sua popularidade cresceu mais.

2. O flamenco

origem dança

Para saber de onde veio esse turbilhão ardente de paixão, precisamos ir para a Andaluzia, na Espanha, e retroceder o relógio de volta para a década de 1400. Essa forma temperamental de dança foi levada pela primeira vez para a Europa por ciganos que se dirigiram para as costas da Ibéria, na Espanha, no canto sudoeste da Europa. De lá, eles viajaram através dos continentes, para o Irã, a Índia e até o Egito. No entanto, eles não trouxeram a dança com eles.

Enquanto se moviam, eles pegavam as várias danças de cada cultura e criavam uma fusão dos passos. Esta forma de arte passou relativamente despercebida por um tempo, até os anos 1700, quando o romantismo se tornou um estilo de vida na Europa. A Europa começou então a reconhecer a forma de dança como expressão de identidade e cultura única, e foi até vista em muitas peças e óperas, como Carmen.

Ao longo dos séculos seguintes, o flamenco cresceu em popularidade, mas o que realmente o tornou famoso foi um ditador espanhol, que em meados de 1900 transformou o flamenco em dança nacional.

3. Swing

origem dança

Acredite ou não, o estilo de dança só ficou conhecida depois que o jazz ganhou popularidade. Enquanto o jazz alcançou a escala de popularidade em meados da década de 1930, a dança swing começou a subir na década de 1920. Esta forma de dança foi descoberta pela primeira vez por uma comunidade afro-americana na década de 1920, que estavam dançando apenas um pouco de jazz.

Para torná-lo mais divertido, eles fizeram a dança e, consequentemente, a música mais rápida. Isso levou ao nascimento da música “Swing Jazz”, sendo que o Swing se move como o Peabody, o Charleston e o meu favorito, o Jitterbug, estilos de dança também norte-americanos. O Jitterbug é particularmente divertido, mas difícil, consistindo de 8 contagens de movimentos vigorosos das pernas e batidas. Você deve dar uma olhada neste vídeo para saber qual foi a verdadeira dança do swing, cortesia de Jerry Lewis!

4. O Tango

origem dança

O tango é uma forma de arte extremamente íntima. Essa dança é uma das três únicas danças do mundo em que o homem abraça a mulher e ficam um de frente um para o outro, com o braço direito em volta da cintura e a mão direita na esquerda. Os outros dois eram a valsa vienense e a polca, ambos populares entre 1830 e 1840. O Tango, no entanto, foi e é a forma final de dançar em pares.

Acredita-se que o tango tenha evoluído de danças da moda trazidas para a Argentina por imigrantes. A primeira música escrita publicada na Argentina que fez referência a uma dança que parecia ser o Tango, foi intitulada “Toma maté, ché” e foi derivada de uma forma de dança que agora reconhecemos como o Tango andaluz, uma dança da mesma parte da Espanha que nos trouxe o flamenco.

Eventualmente chegou aos palcos e teatros de Buenos Aires. Enquanto a maioria das formas do Tango se originou na Europa, existem alguns que acreditam que também existem formas africanas da dança.

5. A Valsa

origem dança

Este foi um dos tipos de dança mais influentes e elegantes visto pela primeira vez na Alemanha do século XIII. Nos próximos cinco séculos, viria a contribuir grandemente para a evolução da dança de salão moderna, em todo o mundo. Começou como uma dança folclórica, cheia de passos deslizantes, giradas e reviravoltas, executada por camponeses alemães.

Ela se espalhou para a Áustria e no século 16, a valsa vienense foi desenvolvida, adaptada de várias outras formas de dança local. Depois de ganhar popularidade na França do século 18, acabou por se transformar em um estilo de dança de forma livre chamado 'allemande', no qual cada dança foi separada das outras.

À medida que ganhou mais fama em toda a Europa, a valsa de 3/4 cronometrada tornou-se a melhor dança. Em meados do século XIX, chegou aos Estados Unidos, onde ganhou popularidade durante a Primeira Guerra Mundial. Nos anos seguintes, porém, ficou bastante ofuscada por outros estilos populares de dança, como o Foxtrot.

6. Sapateado

origem dança

O sapateado tem duas origens principais, a dança irlandesa e a dança folclórica africana. Começou com uma tradição desagradável em 1800, na qual os dançarinos americanos e irlandeses do vaudevillian pintavam seus rostos de preto (também conhecidos como o altamente ofensivo "blackface") e dançavam em imitações cruéis de escravos.

A partir daí, a dança se desenvolveu para artistas afro-americanos dançando em imitação dos dançarinos irlandeses, onde nasceu o sapateado. Um intérprete americano de vaudeville, Thomas Rice, teve a engenhosa ideia de prender solas metálicas em seus sapatos, e a ideia se espalhou.

Foi finalmente no século XX que o bailarino afro-americano Bill Robinson fez história ao fazer uma turnê solo e ganhou popularidade em Hollywood. Ele foi rapidamente seguido por Sammy Davis Jr., filho de atores vaudevilianos, que começou a se apresentar aos 6 anos de idade. Com a difusão da música jazz, a batida rítmica se tornou toda a mania, e com o início da proibição o sapateado se tornou comum nos bairros.

De lá, surgiu o sapateado da Broadway, que acrescentou flores e os belos cenários de Hollywood. Embora esta dança ainda seja mais comum na Broadway, ela também chegou aos cinemas, como White Nights (Noites brancas), estrelado por Gregory Hines e Mikhail Baryshnikov!

Registre-se Gratuitamente
Você quis dizer:
Clique aqui "Registre-se", para concordar com os Termos e a Política de Privacidade
Registre-se Gratuitamente
Você quis dizer:
Clique aqui "Registre-se", para concordar com os Termos e a Política de Privacidade