header print

Festejando o Carnaval Mundo Afora...

Embora o Brasil seja considerado o país do Carnaval (só neste artigo, há 3 cidades brasileiras), não é só aqui que existem festejos e folia antes da quaresma. Veja a seguir mais lugares do mundo onde a celebração, originalmente pagã e depois adotada pela igreja Católica, também é bem famosa, animada e atrai vários turistas de todos os cantos do mundo.

 

Olinda-PE, Brasil
carnaval

Na cidade de Olinda, passistas pulam Carnaval de sombrinha na mão e frevo no pé. Os cinco dias de festa, que começam com o tradicional desfile de mamulengos (bonecos gigantes), oferecem diversos blocos de rua, como o Sala de Justiça e o Bacalhau do Batata, que fecha o Carnaval na Quarta-feira de Cinzas.

 

Barranquilla, Colômbia
carnaval

Durante o Carnaval nesta cidade, é possível apreciar uma série de eventos típicos e espetáculos. Nos desfiles, por exemplo, são apresentadas danças e ritmos folclóricos colombianos como cúmbia, pito, gaita, salsa, fandango, mapalé e merecumbé. Declarado pela Unesco como Obra Mestra do Patrimônio Oral e Intangível da Humanidade, o evento tem seu clímax no sábado anterior à quaresma, com a Batalha das Flores.

 

Basiléia, Suíça
carnaval
 
Conhecido como Fasnacht, o carnaval suíço, que dura 72 horas, tem início na segunda-feira que antecede a Quarta-feira de Cinzas, por volta das 4h da madrugada com o chamado Morgestraich. Nessa hora, apagam-se todas as luzes e vários grupos fantasiados desfilam com lanternas pelo centro da cidade enquanto tocam músicas carnavalescas em flautas e tambores. 
 
 
Colônia, Alemanha
carnaval

Se você acha que no Brasil os preparativos carnavalescos começam cedo demais saiba que em Colônia, as festas começam em novembro – mais especificamente às 11h11 do dia 11 de novembro (11º mês do ano) – e se estendem até a Quarta-feira de Cinzas. Celebrado em pleno inverno, marca o que os alemães chamam de a “quinta estação do ano”.

 

Nova Orléans, EUA
carnaval

É na capital mundial do jazz que acontece o Carnaval mais famoso dos Estados Unidos: o Mardi Gras, ou Terça-feira Gorda. A festa é bem semelhante à celebração brasileira, com desfiles de blocos, carros alegóricos e gente fantasiada. E, para quem pensa que nudez no Carnaval é uma exclusividade dos brasileiros, o Mardi Gras traz uma tradição bem particular: distribuir colares de contas coloridos, símbolos da festa, para quem mostrar os seios.

 

Nice, França
carnaval

Em Nice,  o maior balneário da Cote D’Azur , os pontos altos do Carnaval são os bonecos gigantescos de papel machê, as festas de rua e a célebre Batalha das Flores. Na brincadeira, flores utilizadas para enfeitar os carros alegóricos são arremessadas nos observadores do desfile que passa pela Promenade des Anglais. A tradição data de 1876, quando carnavalescos desfilavam em carruagens decoradas e trocavam buquês entre si.

 

Québec, Canadá
carnaval
Considerado o maior Carnaval de Inverno do mundo, o Carnaval de Quebec dura três semanas (!). A festa consiste em concertos musicais, esculturas de neve, paradas noturnas e atividades esportivas, tais como competição de canoas e pesca no gelo. Apesar de um frio que chega a 10 graus negativos – e possibilita até mesmo a existência de um Palácio de Gelo –, a comemoração costuma atrair milhares de pessoas do mundo todo.
 
 
Salvador, BA, Brasil
carnaval

Nos dias que antecedem à quaresma, Salvador alcança o auge da folia. Em ritmo de axé e muita batucada, foliões com ou sem abadá (camiseta que identifica os blocos) se divertem acompanhando os famosos trios elétricos. Quem não garantiu seu abadá e nem comprou ingresso para os camarotes, ganha o apelido de “pipoca” – e pula sem a proteção dos cordões de isolamento.

 

Torres Vedras, Portugal
carnaval

Conhecido como "O Carnaval Mais Português de Portugal", a festa de Torres Vedras conta com massiva participação popular, bem como de carros alegóricos, muita música e dança. Os participantes geralmente saem mascarados e os temas das alegorias são mais de crítica aos políticos. 

 

Veneza, Itália
carnaval
Durante o Carnaval, a bela Veneza recebe o maior número de turistas, atraídos sobretudo por uma tradição histórica que remonta ao século 12 e que teve seu auge no século 18. É quando a cidade italiana, conhecida como a Rainha do Adriático, ganha aquele aspecto de baile de máscaras a céu aberto – além dos que são de fato celebrados no interior de palácios antiquíssimos, com direito a fantasias do mais alto requinte.
 
Notting Hill, Londres, Reino Unido
carnaval
Esta celebração, que ocorre em agosto, teve sua origem nos grupos de imigrantes de Trinidad e Tobago, que, por sentirem-se discriminados, resolveram "botar seu bloco na rua" e festejar suas raízes e culturas. Foi um sucesso que cresceu cada vez mais e hoje conta com a participaçao de vários nativos de outros países do Caribe e também do Brasil, além dos próprios ingleses, que entram na festa.
 
 
Rio de Janeiro, Brasil
carnaval
Quando o assunto é Carnaval, não há como deixar de fora o Rio de Janeiro, onde a folia já começa logo após a virada do ano. Na capital carioca, a graça é pular e entoar marchinhas atrás dos famosos bloquinhos de rua, todos regados a muito confete e serpentina. Outro ponto alto que atrai turistas dos quatro cantos do planeta é assistir ao desfile das escolas de samba na Marquês de Sapucaí. Um espetáculo e tanto!
 
Fontes: Veja /Wikipedia
 
Fonte: Fernando P.
Registre-se Gratuitamente
Você quis dizer:
Registre-se Gratuitamente
Você quis dizer: