header print

Piadas: Uma Divertida Coletânea para Você

 Quem não gosta de dar uma boa risada? Afinal, dizem os médicos, "rir é o melhor remédio". Pensando nisso, publicamos aqui uma pequena coletânea de piadas curtas, esperando fazer o seu dia mais alegre. Divirta-se!
 

Minha filha de 12 anos me perguntou:

– Mãe, você tem uma foto sua de quando era bebê? Preciso dela para uma tarefa da escola.

Dei uma foto a ela sem me lembrar de perguntar o tema do trabalho.

Dias depois, estava na sala de aula dela para uma reunião de pais, quando percebi meu retrato num mural. O título era “A coisa mais velha na minha casa”.

 

Dou aula de química e física, duas disciplinas pelas quais a maioria dos alunos tem aversão.

Um dia comentei, depois de uma das muitas badernas em classe:

– Eu ganho pouco, mas me divirto com vocês.

E um deles, para não perder a oportunidade, respondeu:

– Nós também, não aprendemos nada, mas nos divertimos muito.

 

Minha mãe sempre quis tocar piano. Meu pai, então, comprou um de presente para ela. Dias depois, liguei para saber o que ela estava achando da experiência.

– Devolvi o piano. Convenci sua mãe a tocar clarineta – disse papai.

– Por quê? – perguntei.

– Porque com a clarineta ela não consegue cantar junto – explicou ele.

 

No consultório, o paciente recebe a notícia de que tem apenas mais três minutos de vida e diz, desesperado:
– Doutor, o que o senhor pode fazer por mim?
E o médico responde:
– Um miojo…
 
Piadas - Coletânea
 
Um veterinário enviou um de seus empregados para consertar um pneu furado na minha borracharia. Quando perguntei qual dos pneus precisava ser reparado, ele respondeu:
– Pata traseira esquerda.
 
Enquanto eu assistia a um jogo de meu time de futebol americano ao lado do campo, vi um dos jogadores levar um tranco muito forte. Ele caiu no chão e não se moveu mais. Pegamos a maleta de primeiros socorros e corremos campo adentro. O técnico pegou a mão do jogador e perguntou:
– Filho, está me ouvindo? Aperte uma vez se for sim e duas vezes se for não.
 
Seu Rodolfo, de 92 anos, e Dona Hermínia, de 89, estão eufóricos com sua decisão de se casar. Saíram num passeio para conversar sobre o casamento e passaram por uma farmácia. Seu Rodolfo pede para falar com o farmacêutico, conta sobre os novos planos e pergunta:
– Vocês vendem medicamentos para o coração?
– É claro que sim – respondeu o farmacêutico.
– Remédios para reumatismo?
– Com certeza – disse o outro.
– E Viagra?
– Obviamente.
– Remédio para problemas de memória, artrite?
– É com a gente mesmo.
– E vitaminas, pílulas para dormir, antitérmicos, antiácidos?
– Positivo.
– Vocês vendem cadeiras de rodas e andadores?
– Todos os tamanhos e velocidades.
– Bom – diz Rodolfo ao farmacêutico. – Gostaríamos de deixar nossa lista de presentes de casamento aqui.
 
Fonte: Revista Seleções
Registre-se Gratuitamente
Você quis dizer:
Clique aqui "Registre-se", para concordar com os Termos e a Política de Privacidade
Registre-se Gratuitamente
Você quis dizer:
Clique aqui "Registre-se", para concordar com os Termos e a Política de Privacidade