header print

Essas Mulheres São Um Exemplo de Garra e Superação!

 Essas senhoras, que têm entre 66 a 97 anos de idade, são um grande exemplo de saúde e de como aproveitar e superar a terceira idade – desde escalar o Monte Kilimanjaro a correr maratonas, ou nadar de Cuba até a Flórida, dentre outras atividades impressionantes que muitas pessoas com metade da idade não fariam. Essas mulheres inspiradoras vão te mostrar agora como a vida pode ser proveitosa, e que nunca é tarde o suficiente para se cuidar, viver de forma plena e superar desafios. E nunca desistir. Confira.
 
Tao Porchon-Lynch, 97 anos
idosas superação
Porchon-Lynch é a terceira mais velha instrutora de ioga do mundo. Ela começou a praticar ioga aos 27 e começou a ensinar aos 52. Apesar da sua paixão pela ioga, ela tem outras atividades que ama. Dançar, por exemplo, é uma delas. Em junho de 2015, ela apareceu em um programa de TV chamado America’s Got Talent, um programa para revelar novos talentos, e surpreendeu os jurados ao dançar a animada música “Fireball”, do cantor Pitbull. Os júris ficaram embasbacados ao descobrir que ela fez três cirurgias de reposição do quadril e, quando lhe perguntaram sobre isso, ela respondeu: “Eu não deixo nada tirar o que há de melhor em mim”. Certamente, parece que esta vibrante instrutora de ioga vai continuar a inspirar pessoas de sua faixa etária e até mesmo os mais jovens!
Kaye Didas, 93 anos
idosas superação
Kaye é uma inspiração para aqueles que querem começar a frequentar uma academia. Aos 93 anos, ela completou sua milésima sessão de treino em uma academia na cidade de Portage, nos Estados Unidos. Embora seu feito não seja tão grandioso se comparado às outras mulheres aqui listadas, ela ainda assim é um grande exemplo, pois ela reserva ao menos 10 minutos por semana para ir à academia, isso aos 93 anos. Seu conselho para as mulheres de todas as faixas etárias é bem direto: “Não há desculpa para não ser uma pessoa ativa. Se você tem uma atitude positiva, então não tem nada a perder”.
Kaye pratica alongamento, um exercício que especialistas reforçam ser um componente vital para manter a saúde feminina conforme avança a idade, além de preservar a massa muscular e diminuir o risco de desenvolver osteoporose. No passado, ela teve dois tumores e fez uma cirurgia no cérebro. Ela voltou à academia dois meses após a cirurgia, após ser liberada pelos médicos para retornar aos seus exercícios prediletos.
Phyllis Sues, 92 anos
idosas superação
Phyllis Sues teve sua primeira aula de ioga aos 85. Apesar de praticar todos os dias, esta não é a sua única atividade, pois ela tem um estilo de vida que a mantém ativa por muitos anos. Phyllis começou a dançar aos 14, apresentando-se em todo o mundo, da Broadway à América do Sul, e até mesmo para soldados da força aérea durante a Segunda Guerra Mundial.
Dançar ainda faz parte da sua vida, e isso a inspirou tanto que ela compôs seis lindas canções de tango, que foram reunidas em um CD intitulado Tango Insomnia, lançado em 2009. Você pode até pensar que ioga e tango pode ser muito para uma senhora de 92 anos, mas, surpreendentemente, ela faz mais atividades para manter a vida ativa e a boa forma: pular corda, jogar tênis, balançar no trapézio, caminhadas e até paraquedismo! Ao compartilhar a sua sabedoria sobre como aproveitar o passar do anos, Phyllis diz:
  • O seu corpo é o seu melhor amigo.
  • Ame o que você faz e ame a si mesmo.
  • A prática constante de ioga feita com dedicação é a chave para uma vida longa e saudável.
 
Anne Lorimore, 85 anos
idosas superação
Anne talvez tenha ganhado um recorde. Aos 85, esta bisavó fez história ao ser a mulher mais velha a escalar o Monte Kilimanjaro em agosto de 2015. Sua jornada foi difícil. No quarto dia da escalada, ela teve um gripe, mas conseguiu se curar. Ela não só escalou a montanha sozinha, como também conseguiu fundos para uma instituição de caridade chamada Challenge Youth Fund, que ela criou para ajudar crianças desamparadas e sem assistência. Anne surpreendentemente ainda faz escaladas, e sem ter nenhuma especialização profissional para isso!
Constance Tillit, 80 anos
idosas superação
Você pode começar um novo esporte em qualquer fase da vida. Mas começar o CrossFit (um forte e intenso programa de condicionamento físico) aos 80 anos parece ser algo impossível, até que Constance Tillit se propôs ao desafio. Ela foi filmada durante um treino de CrossFit carregando pesados sacos de areia, pulando anéis no chão, e o elevador de peso (um exercício no qual a pessoa levanta pesos nos pés sem qualquer suporte). Além disso, ela perdeu 22 quilos com o CrossFit. E quais são as palavras de motivação para as mais de 8 milhões de pessoas que viram seu vídeo? Ela responde: “Levanta e faça. Pare de se lamentar”.
Gunhild Swanson, 70 anos
idosas superação
Em junho de 2015, Gunhild tornou-se a mulher mais velha a completar a Western States Endurance Run, uma super maratona de corrida de 161 quilômetros realizada nas montanhas de Sierra Nevada, no estado da Califórnia, Estados Unidos. Ela completou toda a maratona seis segundos antes do tempo final de corrida de 30 horas. Ela ainda tinha 17 minutos para finalizar, mas o cansaço quase a derrubou. Porém, seus fãs a impulsionaram e deram motivação para que ela fosse até o fim. Gunhild cruzou a linha de chegada no tempo exato, apoiada pela torcida do filho, neto e muitos fãs. Quando lhe perguntaram como ela se sentia, Gunhild simplesmente respondeu: foi inacreditável! 
Diana Nyad, 66 anos
idosas superação
‘Encontre uma solução’ – foi o que disse Diana Nyad ao terminar a maratona aquática de 165 quilômetros de Cuba até a Flórida em 2013, aos 64 anos. Esta foi a quinta tentativa dela. Nas anteriores, ela teve muitos percalços, como longas crises de asma e ataques de águas-vivas. Ela completou a jornada aquática em 53 horas. Diana realizou um sonho que surgiu há 35 anos. Mais um exemplo a ser admirado.
Como todos podem imaginar, a jornada de Diana não foi fácil. Apesar de todas as experiências que teve, especialmente no oceano, ela não esperava que fosse sofrer tanto nesse desafio – por 49 horas, o vento ficou muito forte e, em determinado momento, ela chegou a vomitar por engolir muita água do mar, mas, durante o percurso, ela pensou com persistência: “Deixe Cuba para trás e veja a Flórida na sua direção”. Ao cruzar a linha de chegada, ela compartilhou essas mensagens inspiradoras:
Nunca desista.
Você nunca vai estar velho para correr atrás dos seus sonhos.
Registre-se Gratuitamente
Você quis dizer:
Registre-se Gratuitamente
Você quis dizer: