header print

9 Coisas Surpreendentes que os Computadores Fazem

Eu sempre me fascinei com os avanços no mundo da ciência, mas desde que assisti a filmes como Matrix e O Exterminador do Futuro, confesso que fiquei um pouco preocupado com as coisas que os computadores são capazes de fazer. Não costumo levar isso muito a sério, por isso, muitas vezes, eu acabo não conhecendo quais são suas reais capacidades. Confira agora uma lista de algumas coisas que aprendi sobre a evolução dos computadores enquanto eu não prestava tanta atenção no assunto. São coisas incríveis e que estão longe de serem assustadoras!
 
1. Computadores tocam sua própria música com emoção e envolvimento
O produtor musical britânico Squarepusher gravou um EP chamado Music for Robots, cujas músicas foram feitas por robôs reais japoneses. Ele queria ver se os robôs, ao tocarem, estavam emocionalmente conectados à música. Você precisa ver e ouvir para comprovar se isso é verdade ou não. Mas esse experimento já foi feito há dois anos, e dizem que a tecnologia dos computadores evoluiu muito nesse meio tempo. Então, talvez os computadores um dia estejam superando Elvis Presley ou até mesmo Mozart!
2. Computadores usam chips que agem como o lado direito do cérebrocoisas de humanos que computadores fazem
Tradicionalmente, os computadores são associados com o lado esquerdo do cérebro humano, que é o racional, pois operam em sequências e computam informações e dados. No entanto, novos chips neuromórficos já operam em paralelo como se fossem nosso cérebro. Então, quando pensamos que o lado esquerdo é sistemático e organizado, automaticamente associamos a um computador, mas talvez isso esteja em vias de mudar. O lado direto está associado à intuição e criatividade, algo associado a nós humanos. Portanto, parece que os engenheiros de computação estão realizando uma profunda mudança que pode mudar a história da tecnologia para sempre.
3. Computadores podem passar pelo Teste de Turingcoisas de humanos que computadores fazem
O Teste de Turing testa a capacidade de um computador de mostrar um comportamento inteligente em uma proporção substancial relacionada aos seres humanos. Um teste foi recentemente feito em um programa de chatbot, que tenta simular um ser humano na conversação com pessoas, com o nome de um adolescente ucraniano chamado Eugene Goostman. Eugene conseguiu convencer 33% dos interlocutores de que era um ser humano. O Teste de Turing teve início em 1950, prevendo que os computadores seriam capazes de chegar a este estágio de desenvolvimento, ou seja, chegamos a esta realidade - os computadores podem imitar os humanos da forma mais real possível.
4. Computadores podem fazer cálculos quânticoscoisas de humanos que computadores fazem
Para que os computadores pudessem chegar a este resultado impressionante, foi preciso criar dois tipos de bit quânticos - ou qubit. Um bit é sempre 0 (zero) ou 1, e um qubit pode ser tanto 0 como 1 ao mesmo tempo, então, quando o qubit é medido, sabe-se o seu estado. Assim, um computador quântico pode manter qualquer combinação imaginável de uma sequência de qubits 0 e 1. Este tipo de computador pode resolver cálculos bastante complexos que muitos de nós certamente não conseguiríamos, e ainda fazem isso em uma velocidade impressionante.
 
5. Computadores podem quebrar a barreira da banda largacoisas de humanos que computadores fazem
A velocidade média da internet banda larga no mundo tem aumentado mensalmente. Quando você volta ao passado, na época das lan houses (onde estão elas hoje?) e até mesmo a conexão discada, é preciso realmente parar para pensar e apreciar a incrível velocidade com a qual os computadores se conectam hoje em dia. A Coreia do Sul é o país que tem a internet mais rápida do mundo, com uma velocidade de 27 mb/s, enquanto a média mundial é de 5 mb/s.
6. Computadores podem ler nossas emoçõescoisas de humanos que computadores fazem
Testes da forma como as pessoas digitam e a análise de textos padrão foram utilizados para identificar o estado emocional dos usuários de computador. Um software de Bangladesh buscou sete diferentes emoções: culpa, vergonha, nojo, tristeza, raiva, medo e alegria - este último foi o mais fácil de identificar, com precisão de 87%. Já a raiva foi detectada com uma precisão de 81%. Com o passar do tempo, sabemos que esses identificadores vão melhorar muito, pois os desenvolvedores irão compreender melhor o potencial dos computadores que, no futuro, poderão ler nossas emoções e se adaptar ao nosso comportamento.
7. Computadores podem criar seu próprio universo virtualcoisas de humanos que computadores fazem
Um laptop como o meu poderia levar 2 mil anos para rodar um simulador do universo de 13 bilhões de anos, mas isso não impediu que uma equipe de desenvolvimento fizesse isso em apenas dois minutos (!) com supercomputadores. Cosmólogos testaram diferentes teorias, ou modelos, para explicar o desenvolvimento do cosmos, ou seja, tudo que há. Um modelo foi testado com sucesso em computadores, embora o modelo em si ainda não seja preciso. Caso consigam avançar com o modelo certo, os computadores podem provar tudo para nós - sem que tenhamos que criar um universo na vida real!
8. Robôs podem dar sensibilidade a mãos robóticascoisas de humanos que computadores fazem
Agora é possível passar informações sensoriais para membros robóticos através do nossos nervos, para que então uma pessoa que tenha passado por uma amputação realmente possa sentir a diferença entre luz e pressão, texturas e formas. A mão robótica detecta o ambiente ao seu redor e envia um impulso elétrico para os nervos de verdade, no corpo humano, que o cérebro consegue interpretar. Será que os robôs conseguem sentir-se bem? É de se pensar...
9. Computadores podem começar a trabalhar instantaneamentecoisas de humanos que computadores fazem
Como você sabe, para que um computador comece a trabalhar, você precisa ligá-lo, ou seja, apertar o botão e aí começa todo aquele processo. Eles não vão ligar e agir automaticamente como meu gato de estimação ou a minha TV. Os computadores utilizam a memória RAM (Random Access Memory), que não consegue codificar os dados sem um fluxo de energia elétrica. Então, quando desliga-se o computador, a RAM perde todos os dados e, ao ligá-lo de volta, a máquina precisa levar de volta todos os dados para a memória RAM, e isso leva um tempo, como sabemos. Mas uma nova tecnologia criou um sistema de memória que requer baixa tensão e nenhuma corrente elétrica, o que reduz e muito o consumo de energia. Está previsto que os computadores terão um consumo muito baixo de energia em um futuro próximo e, assim, serão ligados instantaneamente, da mesma forma que uma pessoa se levanta ao acordar.
Registre-se Gratuitamente
Você quis dizer:
Registre-se Gratuitamente
Você quis dizer: