header print

Piada do Dia: As Palavras do Monge

Um jovem budista decidiu entrar para um monastério e acabou escolhendo uma seita particularmente rigorosa. No primeiro dia, durante sua doutrinação, o abade lhe disse que, para permanecer ali, o moço deveria fazer um voto de silêncio completo pelo resto de sua vida.

Ele não poderia falar absolutamente nada, com quem quer que fosse, com uma única exceção: a cada dez anos, ele seria autorizado a falar duas palavras de sua escolha. O moço concordou.

 

Após 10 anos de completo silêncio, o abade indicou que agora era hora do jovem falar suas duas palavras.

Então, o novo monge disse: "Cama dura!", e retomou seus estudos e trabalho, em silêncio absoluto.

Outros 10 anos se passaram, e o abade novamente indicou que era a hora de falar suas duas palavras. O monge disse: "Comida ruim!", e retomou seu silencioso trabalho e estudos.

Mais 10 anos se passaram e, como de costume, o abade chama o monge, agora não tão novo, para que possa falar suas duas palavras daquela década.

O monge diz: "Eu desisto!"

O abade balança a cabeça e diz: "Eu sabia que isso ia acontecer. Você não fez nada além de reclamar nos últimos 30 anos!"

 

Registre-se Gratuitamente
Você quis dizer:
Registre-se Gratuitamente
Você quis dizer: